Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

2014 Europa

 

 

" UM CHOQUE DO TAMANHO DO MUNDO"

Ségolène Royal

Não sei se há balanços...

Fazer balanços com que objectivo.

 Encarar os resultados das eleições e as tendências que se perfilam na Europa urge.
Já. Sem medos e observando condutas passadas, atentos às condutas presentes , observando e adivinhando o futuro.

Foram estas as primeiras eleições europeias ao abrigo das novas normas constitucionais.

Concluir pois que os resultados também são constitucionais, é uma realidade  que não pode ser ignorada.

Não há que comprometer a lógica eleitoral preestabelecida.

E agora? Quem será o presidente? Até pode ser alguém que não andou nestas lides pré eleições, ou pós eleições.

Os Tratados, na sua versão de Lisboa, impõem que o Presidente da Comissão seja escolhido tendo em conta os resultados das eleições para o Parlamento Europeu,  o que significa que tem de reunir o apoio da maioria dos deputados eleitos.
Aguardemos a próxima luta, etape, refrega,.... desilusão?!

Mas não aguardemos muito. A Europa ou cai de vez.... Ou... Já não tenho "ou" pelo menos hoje.
Não sei depois amanhã ou

depois de amanhã.

Talvez... talvez a seguir.


ACCB

 

sinto-me: estranha
escrito no papiro por ACCB às 00:49
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 12 de Setembro de 2009

O debate de hoje

 

 

 

 

 

 

 

 

_________

 

O debate de hoje mais uma vez esqueceu a Justiça. Porque será?!

 

José Sócrates quis conduzir o debate logo à partida e, ficou incomodado porque a moderadora negou que tivesse combinado falar de  qualidade de Democracia.

Até parecia que trazia ensaiado de casa o discurso  (e ao espelho! )porque muitas vezes utilizou chavões e foi demagógico apelando ao sentimento e aos desgraçadinhos.

 

Começou por invocar como no  cartaz que por aí circula, o publico feminino mas, a rampa de partida não lhe foi favorável quando chamou à discussão a candidatura de João Jardim na Madeira a dois lugares, comparada logo de seguida , como não podia deixar de ser, à sua e à de Manuela Ferreira Leite, por esta.

 

Ao fim de 2 minutos Manuela Ferreira Leite já marcava 1 a 0.

 

Claudicou esta, quando fugiu à questão de  Helena Lopes Costa e António Preto dizendo que não chama à politica casos de Justiça. Não é bem assim mas, pôs um ponto na questão (preta, diga-se! ).

 

Manuela Ferreira Leite pugnou pela alteração aqui e ali  de formas actuais de governar tentando por várias vezes explicar a Sócrates que um lider deve ter estratégia e ajustar-se à conjuntura. O que agora é propício ou oportuno , amanhã torna-se absoleto.

Sócrates insistiu em factores passados que Manuela rebateu com firmeza e clareza, apesar das várias e despropositadas interrupções de que constantemente foi alvo por parte do líder do partido socialista.

 

Sócrates fez citações preparadas de professores e militares, à boa maneira "impressionista" mas não impressionou.

Nem os seus tiques e sorrisos conseguiram estragar a firmeza de Manuela Ferreira Leite.

 

Gostei quando ela disse que não gostava dos Espanhóis metidos na política de Portugal e que Portugal não é uma província espanhola.

E gostei quando frontalmente lhe disse que apresentava números de empresas que foram ajudadas, esquecendo que  selecionou empresas para apoiar.

 Explicou que endividamento não é o mesmo que recessão. E não é.

 

Sócrates desculpou-se com a crise para não ter podido baixar os impostos. A desculpa que antes Manuela FL dizia que lhe tinha servido para estar hoje a falar  ainda como Governo.

 

Falou-se de IMI, de PEC, de SCUDS e, de momentos diferentes na oportunidade de aplicação dos mesmos.

 Pareceu-me Manuela Ferreira Leite esclarecida quanto ao que pretende fazer e não fazer, mudar e manter e clara na explicação do porquê.

 

Algo a apontar à moderadora :- ou é PS ou parecia.

Às tantas Manuela FL até perguntava no plural, se estavam a pensar acabar com as privatizações.

 

A afirmação que deixou a Sócrates quanto à estratégia de Governo é interessante:

"Eu gostaria que o senhor dissesse: -"Eu vou criar riqueza para que não haja necessidade de apoios sociais." Pois.É que estes não caem do céu!

 

Sócrates, interrompendo constantemente a sua opositora não fez muito mais que apontar defeitos acabando num tom moralista ao estilo "Bem prega Frei Tomás" , pedindo que não lhe apontem só defeitos , que não digam só mal, que trabalhem para fazer crescer o País...

 

Esperava do líder do partido socialista mais preparação para este debate e menos ensaio do discurso. E, não esperava uma presença tão forte e tão segura de Manuela Ferreira Leite.

 

Ganhou o debate sem margem para dúvidas.

 

...............

AQUI - VER COMENTÁRIOS TAMBÉM NO OLHAR DIREITO.

 

 

ACCB

 

escrito no papiro por ACCB às 23:26
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (49) | juntar aos escribas
Domingo, 24 de Maio de 2009

Os anestésicos do Amor

 
Quantos divórcios terão sido causados por excesso de serotonina e amores perdidos na fluoxetina? 
Luis Pedro Nunes
 
 
É um artigo de opinião com piada e bem escrito que merece ser lido com atenção. E merece que pensemos sobre o que escreveu Luis Pedro Nunes.
Ainda para aí muita gente a anestesiar-se... E então com a crise!....
 
Querem fazer o favor de entrar e ler?
escrito no papiro por ACCB às 18:53
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Sábado, 2 de Maio de 2009

A Culpa A Justiça e A Lei

Ré em causa própria - A Culpa a Justiça e a Lei

E eu pensei que o rosto por detrás das grades não podia  ser o da Justiça. Não podia ser o de quem apenas foi apanhando com os erros do facilitismo, com os oportunismos de regimes fiscais que nada controlaram, com o laissez faire - laissez passer de uma economia que entrada em descalabro desaguou em processos e mais processos nos Tribunais.

 

(...)

 

E, desse dever de cidadania, advém-lhe o dever de esclarecer que o rosto por detrás das grades, não é nem pode ser seguramente o da Justiça, mas a ser algum será o da Lei.

 

escrito no papiro por ACCB às 23:54
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 25 de Abril de 2009

Diz a Constituição que

 

 

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA TEM POR OBRIGAÇÃO

-

SER O GARANTE DA UNIDADE DO ESTADO

 

 

 

 

 

 

 

 

E agora até amanhã... vou jantar.......

 

escrito no papiro por ACCB às 18:54
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (16) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

João Palma

 

 

POR MARES NUNCA DANTES NAVEGADOS

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 02:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Autoridade Concorrência - Mais do Mesmo

A Autoridade da Concorrência reitera que não detectou cartelização na fixação do preço dos combustíveis, mas no relatório que é entregue, esta terça-feira, no Parlamento, são feitas recomendações para um melhor funcionamento do mercado, avança o Diário Económico.

HOJE -  e mais de hoje

 

Há um ano

 

e há uns dias :-

O desconcerto da concertação

 

 

escrito no papiro por ACCB às 15:15
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

Mostrar para Esconder

Na grande maioria das vezes não temos consciência de que pautamos a nossa vida pelo lema “Mostrar para Esconder”. No convívio habitualmente partimos do princípio de que aquilo que nós e os outros comunicamos é verdadeiramente aquilo que queremos comunicar, mas na verdade, muitas vezes dizemos coisas e fazemos coisas precisamente para não dar a conhecer determinada outra coisa.

As conversas ou as acções que têm por objectivo esconder os nossos defeitos, vulnerabilidades, falhas, insuficiências, etc., condenam-nos a um caminho de solidão e vazio.

Ao construirmos um discurso e uma imagem, veiculada pelas nossas conversas e atitudes, que pretende esconder aquilo que somos, afastamo-nos de nós próprios e perdemos autenticidade. Os outros deixam de se relacionar connosco para se relacionarem apenas com uma parte de nós, com uma aparência ilusória e cuidadosamente construída de nós mesmos.

Não queremos mentir ou enganar. Queremos apenas esconder aquilo que nos envergonha e embaraça; esconder a dor que sentimos por não sermos aquilo que gostaríamos de ser.

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 01:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Domingo, 8 de Junho de 2008

Greve ( Transportadores ) desesperada.

Camiões parados junto ao IC2 em Coimbra
-

Já aqui, há tempos, a propósito de  um filme que desfrutei numa sala de cinema,  referia que o sector de transportes podia paralizar um País.

 

A crise a que se vem assistindo por toda a Europa leva neste momento e , como temos vindo a assistir nos ultimos dias, a uma paralização do sector dos transportes.

No sábado - dia 7-  ficou, segundo consta, agendada uma greve para segunda feira.

Acontece que esta greve, não foi feita com o pré aviso legalmente exigido e foi decidida não pelos trabalhadores mas pelas entidades patronais do sector ou seja, os donos das empresas de transportes.

Por outro lado, do que se vê e ouve, promete quem quer fazer greve que, quem for "fura greves" vai sentir as consequências.

 

Não é que eu não perceba que estamos todos fartos do autismo do Governo.

Não é que eu não perceba que a situação económica está insustentável principalmente para quem é mais pequeno ou tem menos poder económico.

Não é que eu não perceba que os Portugueses estão a pôr os olhos por exemplo em França............

 

Mas há uma coisa que eu até percebo ( porque é tipico ) mas com a qual não concordo.

Os Portugueses continuam a resolver tudo com o sangue quente. A coragem mostra-se na confusão.................... e, de decisões saídas de tomadas de posição pouco ponderadas já nós estamos fartos.

 

Com a greve dos pescadores nada conseguiram. Para além disso estragou-se peixe e encareceu-se o produto...Num país onde provavelmente já se passa fome...

E eu não estou contra os pescadores nem contra os trabalhadores ou coisa que o valha, estou contra DECISÕES A QUENTE E TEIMOSAS!

 

Diz quem quer que a greve avance que é preciso parar o País. Que em 3 dias o País para.

Não vai haver nem medicamentos nem bens essencias,.....

AH POIS! eu acredito.

 

Mas será que esta greve está a ser decidida nos termos legais?? Será que é uma verdadeira greve ou será que é um motim que ficará para a história quase como o bloqueio da ponte??

 

Esta greve não é sensata é desesperada e está a pôr em risco quem avançar às cegas sem ponderação. Se não...vejamos:

 

A direccção da ANTRAM, ao que consta, estará em negociações com  o Governo o que , como todos sabemos, é sempre moroso e na maior parte dos casos não leva a lado nenhum.

 

Decorrem ainda esta semana ( que é curta - tem 3 dias úteis) , - negociações com vista a obter algumas compensações já que o Governo é inflexível quanto ao abaixamento do preço dos combustíveis... até ver....

Depois disso se nada se conseguir ( diz a direcção), aí sim, tomar-se-ão medidas .  ( Espero que não sejam à colher como as outras!)

 

Que diferença faz a quem pretende entrar nesta guerra, fazer greve amanhã (ou hoje a partir da meia noite),  em vez de a fazer na próxima segunda feira, devidamente preparada e levada para a frente sem agravo nem apelo?

 

Ainda por cima amanhã significa: - ponte!

Ainda por cima o prazo de pré - aviso não foi respeitado.

Ainda por cima é a entidade patronal que está a decretar a greve.

Ainda por cima ameaçam quem quiser trabalhar com Louck-out!

Acho que, ainda por cima, vão prejudicar o País...

 

Assim não se ganham guerras..

Mas quem sabe...pode ser uma batalha ganha?! ..
Pelo menos já desnortearam as agendas ministeriais da pasta respectiva......................

Este sector é poderoso ainda que desnorteado.
Ainda me lembro da Sra. Secretária de Estado prometer gasóleo profissional  ao sector,.. e....

Só espero que não metam a polícia nisto como acontecia antigamente.....

E, afinal, também há normas constitucionais inconstitucionais.

 

E....já agora... que pensarão os EUA disto????POIS!

-

Deixo-vos um  pequeno apontamento legal sobre a greve:

 

Constituição da Republica Portuguesa

 

PARTE I - Direitos e deveres fundamentais

TÍTULO III - Direitos e deveres económicos, sociais e culturais

CAPÍTULO II - Direitos o deveres económicos

----------

Artigo 59.º - (Direito à greve)

       1. É garantido o direito à greve.
       2. Compete aos trabalhadores definir o âmbito de interesses a defender através da greve, não podendo a lei limitar esse âmbito.

-

LEI DA GREVE

 

 

 

Lei nº 65/77
de 26 de Agosto

_

Artigo 4º
Piquetes de greve

A associação sindical ou a comissão de greve podem organizar piquetes para desenvolver actividades tendentes a persuadir os trabalhadores a aderirem à greve, por meios pacíficos, sem prejuízo do reconhecimento da liberdade de trabalho dos não aderentes.

Artigo 5º
Pré-aviso  

1 – As entidades com legitimidade para decidirem do recurso à greve, antes de a iniciarem, têm de fazer por meios idóneos, nomeadamente por escrito ou através dos meios de comunicação social, um pré-aviso, com o prazo mínimo de cinco dias, dirigido à entidade empregadora ou à associação patronal e ao Ministério do Emprego e da Segurança Social.

2 – Para os casos do nº 2 do artigo 8º, o prazo de pré-aviso é de 10 dias.

Artigo 8º
Obrigações durante a greve    

1 – Nas empresas ou estabelecimentos que se destinem à satisfação de necessidades sociais impreteríveis ficam as associações sindicais e os trabalhadores obrigados a assegurar, durante a greve, a prestação dos serviços mínimos indispensáveis para ocorrer à satisfação daquelas necessidades.

2 – Para efeitos do disposto no número anterior, consideram-se empresas ou estabelecimentos que se destinam à satisfação de necessidades sociais impreteríveis os que se integram, nomeadamente, em alguns dos seguintes sectores:

a)

Correios e telecomunicações;
b) Serviços médicos, hospitalares e medicamentosos;
c) Salubridade pública, incluindo a realização de funerais;
d) Serviços de energia e minas, incluindo o abastecimento de combustíveis;
e) Abastecimento de águas;
f) Bombeiros;
g) Transportes, cargas e descargas de animais e de géneros alimentares deterioráveis;

3 – As associações sindicais e os trabalhadores ficam obrigados a prestar, durante a greve, os serviços necessários à segurança e manutenção do equipamento e instalações.

4 – No caso do não cumprimento do disposto neste artigo, o Governo poderá determinar a requisição ou mobilização nos termos da lei aplicável.

 

Artigo 14º
"Lock-out "

1 – É proibido o lock-out.

2 – Considera-se lock-out qualquer decisão unilateral da entidade empregadora, que se traduz na paralisação total ou parcial da empresa ou na interdição do acesso aos locais de trabalho a alguns ou à totalidade dos trabalhadores e, ainda, na recusa em fornecer trabalho, condições e instrumentos de trabalho que determine ou possa determinar a paralisação de todos ou alguns sectores da empresa ou que, em qualquer caso, vise atingir finalidades alheias à normal actividade da empresa.

-

ACCB                                                                            

 

 


A Assembleia da República decreta, nos termos dos artigos 167º, alínea c), e 169º, nº2, da Constituição, o seguinte:

Artigo 1º
Direito à greve

1 – A greve constitui, nos termos da Constituição, um direito dos trabalhadores.

2 – Compete aos trabalhadores definir o âmbito de interesses a defender através da greve.

3 – O direito à greve é irrenunciável.

Artigo 2º
Competência para declarar a greve

1 – O recurso à greve é decidido pelas associações sindicais.

2 – Sem prejuízo do direito reconhecido às associações sindicais no número anterior, as assembleias de trabalhadores poderão decidir do recurso à greve, por voto secreto, desde que na respectiva empresa a maioria dos trabalhadores não esteja representada por associações sindicais e que a assembleia seja expressamente convocada para o efeito por 20% ou duzentos trabalhadores.

3 – As assembleias referidas no número anterior deliberarão validamente desde que participe na votação a maioria dos trabalhadores da empresa e que a declaração de greve seja aprovada pela maioria absoluta dos votantes.

escrito no papiro por ACCB às 22:10
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (28) | juntar aos escribas
Terça-feira, 3 de Junho de 2008

Relatório minoritário

Portugal é o País dos relatórios. Dos relatórios inconclusivos e inúteis.

Hoje temos mais um relatório , pedido e esperado. Trará alguma solução?

A Autoridade da Concorrência,apresenta hoje ao governo o relatório sobe os combustíveis.

 

O relatório tem 96 páginas.

As duas primeiras estão em branco;

De 3 a 7 as páginas contêm um indice extenso.

A Página 8 tem a introdução ao tema ou questão.

Cerca de quase 1/3 do relatório é constituído por esquemas, mapas e gráficos.

Aconselho a ler com atenção a partir da página 76 que tem as conclusões e recomendações.

É como nos recursos nos Tribunais superiores.São as conclusões que delimitam o âmbito.

 

Como eu dizia, Portugal é o País do tempo de espera pela elaboração de relatórios inúteis que levam à elaboração de equipes de investigação e estudo ainda mais inúteis.

Será que quem está a estudar ou investigar, sabe o que está a fazer? Aqui como em tudo, os que trabalham de perto com o assunto, todos os dias, não são vistos nem achados.

-

Conclusões:  

Não existem dados suficientes para concluir pelo pretendido ou seja, não existem elementos para concluir pela prática de preços excessivos. Ou melhor, não podem concluir pela existência de especulação...

E mais, é necessario o lançamento de um debate aturado sobre a politica de energia nas suas várias vertentes e num quadro mais vasto da politica económica, a fim de definir politicas extruturadas de longo prazo.

 

Et voilá!!

Estava-se mesmo a ver!

Agora toca a estudar !............Sai mais uma série de dias sem chegar a lado nenhum até que os preços subam o que estava previsto e os bens essenciais fiquem, não tarda, ao preço do ouro, se não acabarem por.....acabar.

 

Porque é que não vêem o que está à vista?

A solução, pelo menos a mais à mão e a mais eficaz está no valor dos impostos,  no baixar dos impostos ,  e no abrir os olhos para a falta da competitividade que o nosso mercado tem por isso não ser feito tendo ainda em conta  o dinheiro que estamos a depositar em Espanha pagando-lhes a eles impostos. A economia não vive destas coisas? Ou eu não percebo mesmo nada nadinha disto?!

-

Que dirá agora Manuel Pinho?

Vamos exorcizar o quê??

-

ACCB

 

sinto-me: nada surprendida
escrito no papiro por ACCB às 14:40
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas
Domingo, 1 de Junho de 2008

Winehouse ..Pois

De copo na mão, rouca creio que até com uma coca à mistura, a subir a saia constantemente, a perder sapatos, a querer tocar guitarra eléctrica e  a desculpar-se pelo atraso, Amy Winehouse actuou ontem à noite, no festival Rock in Rio-Lisboa, perante 90 mil pessoas, num Parque da Bela Vista esgotado.

Um espectáculo deprimente.

E o pior é que eu gosto daquilo que ela canta e da música ao som da qual ela canta.

Parece estranho mas é verdade.

Pudesse eu tirar daquela miúda de pouca idade aquele aspecto caótico e ela seria a perfeição de uma voz e de um som e de um estilo rock-blues agradável de ouvir.

É pena.

Amy Winehouse - Rehab

escrito no papiro por ACCB às 01:01
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Terça-feira, 20 de Maio de 2008

Pópós e Contas

 

 

O programa da semana passada foi o "Pontapés e Encontrões" o desta semana foi "Pópós e contas".

Pois foi.

A questão era: Quem trava o preço dos combustíveis?

Eu fiquei sem saber quem quer travar o preço dos combustíveis. Porque, quem o pode travar, percebi; quem não o quer travar, já sabia; a quem convém travá-lo, já tinha entendido e ,a quem convém manter o estado das coisas também.

O presidente da Anarec, Augusto Cymbron, começou por dizer que as petroliferas e gasolineiras, arrecadam mais e que qto mais caro o combustível mais imposto e portanto,  mais lucro para o Governo.

Por seu turno, António Mousinho, Presidente da Antram, disse que andamos a pagar impostos aos espanhóis, ...Ah pois!

Isto é assim: - Sempre, durante séculos, os espanhóis quiseram alguma coisa de nós. Sempre fomos correndo com eles e agora decidimos que afinal, provavelmente até fizemos mal.

Se os Filipes cá tivessem ficado, ou não tivessem a mania que a Dª Leonor Teles e a Dª Beatriz não podiam apaixonar-se pelos vizinhos do lado, a esta hora tinhamos os combustíveis mais baratos e não tinhamos a Galp a querer, como disse o Presidente do ACP, que paguemos os investimentos que ela, Galp, quer fazer e... e ainda, ficavam os impostos em casa.

 

Falou-se em Cartéis. Depois disse-se que não, não há cartéis. Falou-se da alta autoridade para a concorrência...ou seria da concorrência?

 

O nosso mercado é periférico e, como não estamos no centro da produção mas antes no centro do furacão ou  terramoto que aí vem, como lhe chamou o (charmossíssimo) Vianney Valès, os nossos preços nunca poderão ser mais baixos nem o nosso mercado mais competitivo e simultaneamente lucrativo.

 

Falou-se de "barcos à deriva, sem dono", à espera do momento certo......Deve ser assim uma espécie de pirataria negra face ao produto em causa, ou plataforma flutuante....Mas, não se falou de crime de especulação.

 

José Horta disse que nesta coisa do preço do petróleo não há linha de chegada e convém rezar para  que o dolar não se valorize.

Acendam uma vela, sempre fica mais barato!

 

Finalmente trocaremos petróleo por atum.

Hugo Chavez gosta e sempre fazemos"fosquinhas" aos Espanhóis! E ele também, que não engoliu ainda o "porque non te callas" do Rei.Por outro lado sendo Ramirez, até parece Venezuelano. Aposto que o HC ainda vai lucrar com isso.

 

Enfim...

Fiquei sem saber quem trava  a subida do preço dos combustíveis. Ou seja, ninguém trava.

Portanto é como dizia o tal charmoso dos Biocombustíveis que me fez lembrar salvo o devido respeito por todos , uma testemunha de jeová.

"Cuidado, vem aí um terramoto inevitável, ...toca a pensar nos biocombustíveis" e, qualquer dia as galinhas estão a comer milho ao preço do gasóleo do meu carro.

-

Vou dormir....pode ser que entretanto o preço dos combustíveis não suba.

 

-

ACCB

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 01:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Sábado, 10 de Maio de 2008

O Suicídio entre os Jovens

Há dias de conversa ao almoço, passou-se de repente para um tema que não abordo com frequência, nem sequer abordo. O Suicídio entre os jovens.


 

Não creio que a nossa sociedade sofra muito com esta questão. Nem me apercebi ainda de que fosse uma questão ou um tema a tratar urgentemente. Não tenho mesmo presente que assim seja.



 

Acho é que a maioria dos jovens vive um mundo muito próprio, mas eu também tinha o meu.



 

Uma das presentes que é professora, saltou para o livro de Goethe - "O sofrimento do jovem Werther."



 

Outra comentou que toda a história era uma amálgama de angústia e obcessão , outra perguntou se não seria uma forma de libertação.
Fiquei curiosa. Eu ainda não li o livro e a questão deixou-me de "orelha no ar".
A professora teimava que os jovens se matam por amor.
Eu teimava que se o faziam já tinham tendência para o fazer quer por amor quer por qualquer outra razão.
Alguém argumentava que era preciso coragem.
Eu argumentava que era uma forma de chamar a atenção e, de repente alguém disse:
- Foi uma forma que ele encontrou para resolver o problema.
 
Ficamos todos calados...................
 
- Resolver o problema ?- perguntei - Ou arranjar um problema pior e pôr-se a milhas?
 
Todos escandalizados!!!
-Já leste o livro?
- Não... mas parece-me que os problemas não se resolvem dessa maneira!
- Como resolves os teus?
- Sei lá, falo deles até à exaustão...
-Tens quem te oiça..
-Tenho quem me oiça... sim...os amigos salvam , nunca ouviste dizer?! - rematei sorrindo.
-E quando ninguém nos ouve?
- Só se não procurarmos ninguém!!!- resmunguei. - Esse livro não é aquele que deixou familias desesperadas? Não é aquele que até parece incitamento e ajuda ao suicídio??
Abismados com os olhos postos em mim!!!!!!!

OK OK. Vou comprar o livro.

Ao que me dizem é uma obra única que fala de um amor impossível, do dinheiro burguês que tudo compra e da angústia atormentada de um apaixonado. Usando uma estética narrativa mais próxima do leitor, em forma de cartas, a história é contada através dessas cartas a um amigo, que assim como a grande maioria dos leitores, apenas escutou as dores do apaixonado Werther.

Eu ainda argumentei que, em vez de escrever devia ter falado...
 
Mas os olhares estavam furibundos. Como é que eu podia pensar assim???
-
ACCB

"Algumas vezes não posso compreender como Carlota ama outro homem, como se atreve a amá-lo; quando só eu a amo tão ternamente, tão completamente; quando eu nada conheço, nada sei, nada possuo, senão ela" Werther, in Carta 56 - também do autor de Fausto

Vou ter de ler mesmo. Afinal Romeu e Julieta também morreram de amor e parece que há mais ,... não há?!!
 
escrito no papiro por ACCB às 18:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 30 de Abril de 2008

A 14ª EMENDA

A 14ª EMENDA
Os preços dos combustíveis nos postos de abastecimento da Galp e da BP subiram por litro desde a meia-noite três cêntimos na gasolina e dois cêntimos no gasóleo.
No fim de semana passado o meu amigo mais íntimo, fez-me uma média de 5.3 em estrada.
Com este aumento, estava a pensar ir a Espanha abastecer este fim de semana.
Provavelmente ainda lucrava!!!
Afinal não é a Justiça que é cega, parece-me que é a politica fiscal.
Estas "emendas" não estarão a tornar-se inconstitucionais?!

Artigo 81º Constituição da República Portuguesa

Incumbências prioritárias do Estado
-
Incumbe prioritariamente ao Estado no âmbito económico e social:

 
a) Promover o aumento do bem-estar social e económico e da qualidade de vida das pessoas, em especial das mais desfavorecidas, no quadro de uma estratégia de desenvolvimento sustentável;

b) Promover a justiça, a social, assegurar a igualdade de oportunidades e operar as necessárias correcções das desigualdades na distribuição da riqueza e do rendimento, nomeadamente através da política fiscal;
(...)
e) Assegurar o funcionamento eficiente dos mercados, de modo a garantir a equilibrada concorrência entre as empresas, a contrariar as formas de organização monopolistas e a reprimir os abusos de posição dominante e outras práticas lesivas do interesse geral;
(...)

h) Garantir a defesa dos interesses e os direitos dos consumidores;


(...)

l) Adoptar uma política nacional de energia, com preservação dos recursos naturais e do equilíbrio ecológico, promovendo, neste domínio, a cooperação internacional;

(...)

ACCB
 
- EM TEMPO :_ O preço do gasóleo aumentou 3 cêntimos e não 2 e a da gasolina 2 e não 3.
Eu bem quero alimentar o meu burro a pão de ló, mas vou ter de recorrer a alternativos ao pão de ló.
Assim não vale a pena ir a Espanha.

 
escrito no papiro por ACCB às 21:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 24 de Abril de 2008

UM HOMEM DUAS MULHERES

- Doris Lessing - Prémio Nobel da Literatura - 2007
 

Desenganem-se os homens que julgavam que a escritora Doris Lessing - Prémio Nobel da Paz em 2007, lhes iria resolver os desejos de ter duas mulheres. Lhes iria resolver os sentimentos de culpa e a gestão do tempo entre as duas. E a forma de ocultar pelo menos a uma à outra .
( Sempre me perguntei qual delas seria a mais importante, a encornada, que é a que não sabe porque dizem que o corno é o ultimo a saber, ou a outra, a que sabe mas também é a encornada, porque na verdade se ela já lá estava e a outra veio ocupar lugar.... Bem. Avancemos. )


 

Dizia eu, desenganem-se os que iriam ficar com esclarecimentos sobre como elas pensam , elas cada uma das duas e, o que eles devem fazer para as convencer.
Ou, desenganem-se ainda os que achavam que iam aprender como juntar ou afastar as duas e usufruir de ambas.


 

 
O livro é feito de um conjunto de contos em que um deles se chama "Um homem e duas Mulheres".
Apenas um, não o livro todo. E claro. Como na vida real ele não fica com as duas.
E não fica porque uma delas é demasiado púdica ou certinha e a outra já adoeceu.
É verdade . Ele não fica com as duas simplesmente porque não fica com nenhuma.
E mesmo que assim não fosse, ele nunca ficaria com as duas. A que lá estava retirar-se-ía porque quem vem de novo é sempre mais importante e, não há mulher que aceite ser menos importante .

---
 

 
Quanto ao mais li os contos e, não entendi só por este livro, porque é que ela é o Prémio Nobel da Literatura.Terei de ler outros livros dela.
Doris Lessing tem um novo livro " A Fenda." A fenda fala das diferenças entre o género masculino e feminino e dizem que é um manifesto feminista.
 
 
Será por isso que eu não gosto muito dos textos ou não os abarco?
................


 

Hum..................pergunta venenosa.
-
ACCB
 
BOM FIM DE SEMANA
escrito no papiro por ACCB às 08:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 18 de Abril de 2008

Dever de Reserva

O dever de reserva por outro prisma?
-
Não me parece.
-
Talvez com um pouco mais de paixão.

 



 

 
 
13 Abril 2008 - 00h30

O Estado das Coisas
Dever de reserva Dever de informação
Entre o silêncio “cego e total” e alguns pequenos excessos, prefiro a “luz do Céu” às “trevas e à escuridão”.


O dever de reserva do juiz, consagrado no art. 12.º do seu Estatuto, para ser compreendido, tem de ser analisado em conjugação com o dever de informação,com os critérios deontológicos da profissão e com a necessidade de a Justiça ser explicada ao cidadão em virtude da sua incontornável abertura mediática. E não deve ser confundido com o dever de correcção e de urbanidade.

Tenho para mim que a interpretação mais rigorosa do art. 12.º do Estatuto é aquela que confina o seu âmbito de aplicação aos casos dos processos que estão sobre a jurisdição de determinado juiz. Sobre estes não há nenhuma dúvida, pois está vedado ao juiz pronunciar-se publicamente sobre os mesmos. Só desta forma se percebe a excepção que esta norma consagra quando permite ao juiz, em determinadas condições, defender publicamente a sua honra. É por isso que discordo da interpretação feita pelo Conselho Superior da Magistratura, quando conferiu ao dever de reserva um carácter absoluto e uma elasticidade tal que, não tendo correspondência na letra da lei, pode limitar o direito de opinião, impondo um dever de silêncio que pode ser desajustado. A partir desta deliberação nenhum juiz pode comentar, positiva ou negativamente, uma decisão judicial.

O avanço da vida e das sociedades impõe a substituição de uma deontologia clássica e universal por um sistema de normas adaptáveis aos novos desafios que a mediatização da Justiça coloca. As vertiginosas mudanças havidas na compreensão da acção da Justiça, amplificadas pela sua excessiva cobertura mediática, realidade com a qual temos de aprender a viver, exigem que a lógica da decisão, os seus fundamentos e a sua contextualização sejam explicadas (não só informadas) ao público.

É urgente normalizar a comunicação e a explicação da Justiça. Não pode continuar a entender-se que nada deve ser explicado ou comentado porque está tudo na decisão. As decisões judiciais não são compreendidas pela comunidade, fruto da linguagem hermética e muito técnica. Esta comunicação deveria ser feita, idealmente, pelo CSM ou por gabinetes de Imprensa junto dos tribunais. A ausência de uma estratégia de comunicação é que tem justificado que outros apareçam a falar.

O dever absoluto de silêncio pode tornar-se inimigo da Justiça e minar a sua confiança juntos dos cidadãos. O dever de reserva não pode ser defendido em termos absolutos com carácter de sacralidade. Deve ser limitado ao mínimo, até porque o dever de reserva não pertence ao juiz, é um património público. O juiz é o depositário desse dever e dessa confiança, pois é no interesse comum que ele é fixado e limitado. A imparcialidade, a independência do juiz e o prestígio da Justiça são valores fixados no interesse das pessoas e da ordem pública. Estes princípios serão mais bem assegurados com um dever de reserva limitado ao juiz titular do processo.

Confiar na arte e no engenho do juiz para comunicar, de forma serena e com bom senso, é reforçar o prestígio da Justiça, apaziguar as tensões sociais, atenuar o eventual erro da informação divulgada e exercer a pedagogia do esclarecimento.

Entre o silêncio "cego e total" e alguns pequenos excessos mediáticos que se possam cometer, prefiro sempre a "luz do Céu" às "trevas e à escuridão" do Inferno. Uma justiça ética e deontológica, é uma justiça que sabe e tem consciência de que é preciso comunicar, informar e explicar.

Rui Rangel, Juiz Desembargador
escrito no papiro por ACCB às 08:05
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Terça-feira, 15 de Abril de 2008

Homem


 

HOJE É O PRIMEIRO DIA DO RESTO DA TUA VIDA. FELICIDADES.

"Por vezes tem-se dificuldade em lidar com a «idade», em aceitar que a vida tem um principio e um fim, que houve um Tempo que, inexoravelmente, passou e essa dificuldade tornar-se-á, ainda, mais difícil de superar quando acompanhada do sentimento frustrante de que coisas houve que se poderia ter sido/vivido e não se foi/viveu, tantas vezes mais por culpa/inércia própria, do que por causa dos outros ou de falta de sorte na vida.
 


 

E nesses momentos de confronto com a «idade», ocorram eles mais cedo ou mais tarde, nesta ou naquela circunstância, em vez de se ter a única atitude sensata de se cantar com Sérgio Godinho «hoje é o primeiro dia do resto da minha vida» e viver-se em conformidade, mergulha-se num exercício de nostalgia do passado e de exorcismo/vingança da «idade» que curvará, em que tudo nesse passado terá passado a ser bom, mesmo que na altura, assim, não tivesse sido sentido, ao contrário do presente.
 


 

Talvez isso explique, pelo menos, em parte, o «alarido» que a recusa de uma adolescente em se ver despojada do seu telemóvel por parte da professora provocou.


 

 
Ontem haveria respeito pelos professores, autoridade, etc., era-se outra juventude, com valores, mais sadia… hoje não será assim, «rasca», violenta…


 

 
Tal como já no tempo dos Beatles outros mais «velhos» que os «velhos» que, entretanto, passaram a ser, acusavam estes, por usarem cabelos compridos, de «maricas», em oposição aos «homens» que eles teriam sido!


 

-
LUÍS GANHÃO ADVOGADO
-
 
Em tempo: - O livro supra aconselho a alguns homens de meia idade.
 
"Este livro teve início quando eu me separei, nos meus exatos 40 anos. Aí tive de "nascer de novo". Com muita luta e obstinação , todas as conquistas vieram como que premiando o esforço da fé. Diário de um homem de meia-idade revela, em si, as atitudes típicas e divertidas do macho desta faixa etária. Do pai de imensurável paixão pelas filhas. Da dificuldade para se tornar um atleta na idade tardia. Das alegrias e conflitos do médico diante do paciente. Da intensa indignação diante de roubos: ao tesouro, no berçario, até a nossa dignidade. Mais que tudo isso, este diário relata a crença e a prática de valores familiares, como trabalho duro, integridade, sacrificio e honra, tão carentes na nossa elite. Que ninguém pense em encontrar nele uma auto-ajuda instantânea ou uma maneira fácil de ganhar dinheiro. Este livro, ora de maneira dramática, ora de maneira bem-humorada, foi feito para tocar as emoções de cada um e levar o leitor à reflexão interior de sua própria vida. - Solimar Moisés.
escrito no papiro por ACCB às 08:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

O Mundo é Plano...

O Mundo é plano.....................
.
Por isso é que nos espalhamos ao comprido!!
 
E já agora uma pitadinha de Citius

Sempre que introduz uma palavra -passe num motor de busca, paga um serviço por meio electrónico ou conversa na Internet... alguém está a ver e a ouvir o que se passa!
UPS!

Num mercado em rápido crescimento, como alcançar um equilíbrio entre os interesses económicos e os interesses de informação, os interesses laborais e o direito à privacidade dos dados?

A comissão parlamentar das Liberdades Cívicas, da Justiça e dos Assuntos Internos realizou uma audição pública sobre protecção de dados na Internet com vista à criação de normas internacionais tendo em conta esta questão.

 
As empresas por exemplo, utilizam as informações pessoais dos consumidores, sem que muitas vezes os mesmos tenham conhecimento que os seus dados estão a ser utilizados, nem de que forma e para que fim.
Mesmo as próprias empresas vêem os seus dados devassados se não têm um sistema de segurança constantemente actualizado.
Não só as empresas. Alguns sites de interesse público sentem o peso do controlo das suas informações.
 
O programa CITIUS, que começou a funcionar há algum tempo (começou?) permite a entrega de peças processuais cíveis e de trabalho por via electrónica através do site http://citius.tribunaisnet.mj.pt.

Até que ponto este sistema é seguro?
Vejamos por exemplo o que se passou com o site do Dalai Lama e verifiquemos que qualquer tentativa de acesso ao sítio http://www.tibet.net/ informa o utilizador da impossibilidade de estabelecer ligação.
O sítio, construído há quatro anos, alojava numerosas mensagens do Dalai Lama e declarações anti-chinesas (nomeadamente de exilados tibetanos contra os Jogos Olímpicos a realizar em Agosto na capital da China), na sequência das manifestações registadas em Março em Lassa e reprimidas pelas autoridades de Pequim.
 
E pronto, os piratas informáticos cortaram, pelo menos o acesso a essa "opinião".

 
A legislação europeia em matéria de restrição do processamento de dados está sujeita às legislações nacionais de protecção de dados e, em caso de violação da legislação em vigor, o cidadão pode ser julgado pelo Tribunal competente do seu país. Mas... será suficiente?
Os crimes informáticos estão aí...mas... são investigados? Acusados? Julgados?

Não esqueçam que a cultura hacker segue três princípios:
 
1º) A meritocracia (quanto mais fera for, mais moral tem);

2º) A liberdade para meter o bedelho em qualquer código-fonte, programa ou sei-lá-o-quê que esteja na internet e

3º) A liberdade para compartilhar seus conhecimentos com quem quer que seja - e eles gostam tanto de compartilhar.
-
Ninguém é dono de nada, ninguém esconde nada. Todos esses programas e sites que nos oferecem serviços de graça na internet foram desenvolvidos por eles. Todos sabem e conhecem tudo......
Em Portugal os deputados de todos os partidos queixam-se da violação de correio electrónico no sistema da Assembleia da República.
 
O vice-presidente do Grupo Parlamentar do PS, António Galamba, diz mesmo que “existem e-mails que chegam abertos e outros que não chegam#".
 
Nos Tribunais o administrador do sistema informático tem acesso ao nosso correio.
E o programa Citius apesar das vantagens, tem ao que parece, todas as desvantagens possíveis de um Big Brother.
Segundo o Ministério da Justiça, esta nova ferramenta ao dispor de advogados e solicitadores permite que "os processos circulem electronicamente entre tribunais, evita o desperdício de tempo em tarefas inúteis e repetitivas, elimina os custos em deslocações, selos, registos e fotocópias e reduz entre 25 a 50 por cento as custas judiciais", estas a partir de Setembro.
Apesar de ter feito formação nesse sistema não o vejo a funcionar nem a ele tenho acesso.
Hummmm será melhor não ter?
É seguro despachar desta forma?
 
__________________
 
 
Pois é o Mundo, dizem alguns, com um deslumbramento que não mede os riscos, é plano .

 
É por isso que nos espalhamos ao comprido e sorrimos felizes com a informação que chega em segundos ao outro lado do mundo e às mãos de quem "quer ser informado. "
E com a impossibilidade de transmitir se não quiserem que comuniquemos. POIS!
-
ACCB
-
INFORMAÇÃO DE ÚLTIMA HORA :- Afinal já é possível estabelecer ligação com o Tibete. ;)) E em breve falarei do ESTADO DE SITIO DO CITIUS
escrito no papiro por ACCB às 15:40
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 7 de Abril de 2008

Falta de sentido estético

Não gosto desta capa da Vogue.
Não gosto mesmo.
João Pereira Coutinho, 31, é colunista da Folha e diz que:

 

" Pela primeira vez em 116 anos de história, a revista resolveu colocar um negro na capa. A honra coube a LeBron James, uma estrela de basketball dos Estados Unidos. Mas LeBron não está sozinho: a brasileira Gisele Bündchen está ao seu lado, segurada pela cintura. Gisele sorri. LeBron simula um grito de guerra, ao mesmo tempo que tem uma bola de basket na outra mão.

Quando vi a capa, senti o que qualquer homem pode sentir: uma imensa inveja de LeBron James.
"
-
 
 
Pois. Mas eu não concordo nada com ele salvo o devido respeito.
Não gosto da capa.
Le Bron James está com ar agressivo e deselegante. A capa é racista. Não gosto. A imagem é propositada e desprestigiante a meu ver.
Lamento mas não gostaria de estar no lugar da Gisele.
 
Mas teria sentido uma enorme inveja se ela estivesse ao lado do Denzel Washington .
Ufff. Aí sim, Seria uma capa da Vogue de tirar a respiração.
 
Ou mesmo do Morgan Freeman
E acredito que nenhum deles aceitaria "pousar" nesta ...."pose".
-
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 00:43
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (17) | juntar aos escribas
Sábado, 15 de Março de 2008

PREVENÇÃO OU REPRESSÃO?

 


 
Não tenho idade para piercings embora use desde os 2 anos de idade um em cada orelha.


 

Mas há muito tempo que penso com a nostalgia própria de quem já viveu uns anitos, que seria "giro", ter um piercing no umbigo. Não sei se sabem mas era sinal da realeza no antigo Egipto e, eu como Cleopatra que me prezo de ser, deveria usar um . Discreto sim, mas que estivesse lá naquelas alturas em que nos orgulhamos do invólucro que usamos apesar de já não termos 18 anos e pensarmos: - "Tomara muita miúda!"

(Em silêncio no recato do nosso espelho claro! Xiuuu!)


 

Parece que não haverá problema com a idade que já vou tendo, o problema é para os mais novos.
Assim como não podem votar os menores de 18 anos também não podem usar piercing.
Vai ser proibido! Ouviram? PROIBIDO!


 

 

O Executivo que também é o legislativo não quer.
 

De acordo com a proposta socialista, quem faça uma tatuagem ou coloque um piercing terá que passar a assinar uma declaração de consentimento (confidencial, que terá de ser arquivada por um período de cinco anos).


 

Renato Sampaio, deputado socialistas que redigiu o documento - que vinha preparando desde há seis meses, com "apoio técnico especializado" - justifica a iniciativa com a necessidade de "acautelar a saúde pública" quer dos utilizadores, quer de quem lida com estes procedimentos.
-
O que eu acho ridículo é que se invoque a saúde pública neste caso e se esqueça a saúde pública noutros casos bem mais prementes.
Todos sabemos e se não sabemos devíamos ser esclarecidos, sobre o perigo que se corre ao colocar um piercing (não é menor que o perigo que se corre ao extrair um dente do ciso ), mas porquê logo os piercings?
 
E o que acho ainda mais ridículo é que se proiba algo que deveria ser decidido entre familias com o próprio.
Qualquer dia entram na minha casa e dizem:
 


 

- É proibido andar descalça cá em casa! É proibido provar o doce do marido com a sua colher! É proibido beijar o seu filho sem lavar os dentes! É proibido emprestar a sua T shirt à filha . É proibido espirrar ao Sábado!...É proibido usar saliva....
 
 
E se fossem....................................ver se chove?
 
-
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 10:38
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (32) | juntar aos escribas

Drª Carolina


 

ESCRITORES
A história da literatura portuguesa tem desde a semana passada, uma nova escritora para juntar aos tantos de que Portugal se pode orgulhar.
-
Se tivermos em conta que a história da literatura portuguesa pode ser entendida em dois planos:
1. o da progressão temporal do cultivo da língua portuguesa com fins estéticos e culturais (que a teoria da história literária designa por evolução literária. );
2. o da consideração do modo de encarar essa progressão, através das perspectivas críticas e metodológicas que a condicionam,
então, poderemos dizer que o Futebol tem influenciado a progressão temporal da lingua portuguesa, e que figuras ligadas a actividades de bem estar público a têm empurrado para um fenómeno cultural a que eu chamaria - vulgaridade.


 

Assim já podemos dizer que não só o Brasil tem influenciado a lingua, também as profissões mais antigas que afinal de contas escrevem sobre um saber só de experiência feito.
A nova escritora Carolina Salgado já vai no "Carolina II".
Aposto que vai vender.
A progressão cultural no nosso país é cada vez mais rápida porque de menor exigência. Precipita-se, não se consolida.
AH! E não se esqueçam: - Drª Carolina Salgado. E assim se faz "uma carreira".


 

-
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 10:18
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (25) | juntar aos escribas

Os detectives da treta

Ainda outro advogado Já chegámos à Madeira?!

 

Marcos Aragão Correia é advogado e diz acompanhar o caso do desaparecimento de Madeleine McCann. Diz ainda que «recolheu algumas pistas que poderiam ajudar na investigação, pelo que decidiu revelá-las à Polícia Judiciária no Funchal». Só que as mesmas não foram transmitidas aos pais. (!!!)
 

-
Diz-se ainda que mergulhadores responsáveis pela busca de Madeleine McCann, de 4 anos, desaparecida desde o dia 3 de Maio de 2007, teriam encontrado ossos dentro de um saco e num lago ao sul de Portugal que podiam ser da menina britânica. Acontece que os ossos não eram humanos.


 

O que é curioso é que a equipe dos mergulhadores trabalha com o advogado português Marcos Aragão Correia, que tenta encontrar Madeleine por iniciativa própria.


 

 
Segundo o causídico, o corpo foi jogado na represa de Arade, perto da Praia da Luz. Correia iniciou a busca três dias após o sumiço da garota, assim que recebeu informações sobre o caso.
-----------
Por vezes espanta-me o interesse súbito de algumas pessoas em casos como por exemplo este.
Porque será que é assim , será altruismo ou espirito de investigação?
Ou será um filme novo candidato a óscares?
Só que em vez de Michael Clayton será : Aragão Correia?!
Bem, oxalá se desvende o mistério que ninguém desvenda.
 

-
 

ACCB
escrito no papiro por ACCB às 09:54
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

...

AH! Que raio de mau feitio o meu.
Então não é que ontem na SIC notícias a Drª Maria José Morgado, veio dizer que "devemos ter respeito por todos aqueles que em Portugal têm denunciado a corrupçã0"(?! )
Mas eu também acho que sim!
Respeito por todos aqueles que, sem populismos ou protagonismos e de forma correcta, e quando digo correcta é de acordo com a lei, denunciam a corrupção venha ela de onde vier.

Mas apoiar afirmações que ainda por cima considera abstractas, que ainda por cima diz, ela Maria José Morgado, "não pretendem atingir o bom nome de ninguém"... Oh Senhora Procuradora, não se esqueça de que é quase o braço direito do Senhor Procurador Geral da República.

Não se esqueça que é uma mulher de investigação , de indícios, de factos concretos e não de afirmações abstractas.
Não se esqueça de que o País tem os olhos em cima de si.
Que "o País precisa de uma advocacia forte e capaz de apontar estes casos" ?
Ai eu também concordo.
Mas uma advocacia forte, para além de ter esse DEVER, tem ainda o dever de o fazer de forma correcta. Não em Praça Pública. Não de forma espalhafatosa e à procura de protagonismo ou, não sei que primeira página de que jornal.

Se eu fico contente caso o Dr. Marinho Pinto consiga provar o que trouxe a um país inteiro? AH pois fico! Mas ficaria mais contente se tivesse ouvido noticiar:
"Marinho Pinto, dá entrada a denuncia de corrupção contra a,b, ou c, na Procuradoria Geral da República".
Aí eu diria: Ora aqui temos um Bastonário com......coragem!

Se não estamos "num qualquer processo crime" então não estamos em nada. Entramos em especulação. E especulação é sempre especulação não passa disso para além de trazer consigo mais confusão e descrédito .
Pouco me interessa que se dê a entender o que quer que seja sobre quem quer que seja.
O que me interessa é que na realidade , com seriedade, se denunciem os casos de corrupção ou quaisquer outras atitudes ilicitas, mas que tal se faça pelas vias legais que o Dr. Marinho Pinto não pode desconhecer.
Já num discurso de abertura do Ano Judicial, que ontem teve lugar no Salão Nobre do Supremo Tribunal de Justiça, o Sr. Bastonário reafirmou algumas das suas posições e, do seu discurso muita alguma coisa de concreto se tirou, não afirmações veladas e abstractas quanto a corrupção nos meios politicos, mas mais objectivas no que se refere a medidas tomadas ultimamente pelo Governo quanto à Justiça.
Agora, reafirmo também que, quando se pretende fazer uma acusação publica e ainda para mais através dos media, não basta dizer que há um dirigente, um politico,um não sei quem que fez ou aconteceu. Há que dizer os nomes.

E se a Drª Maria José Morgado tem a esperança de que um dia se discutam estas questões sem folclores ou alaridos, (e eu também tenho pode estar certa), então reconheçamos que esta forma se não é folclore, é alarido.

Ficar pelas suspeitas é manchar muita gente.
Não há suposições nem acusações veladas quando se pretende ser sério.
-
ACCB

Tagged with: , ,
escrito no papiro por ACCB às 11:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Domingo, 25 de Novembro de 2007

...

Cle Mente Lima? Será que Mente Lima?
Que disse Clemente Lima?

O Juiz Desembargador Clemente Lima -Inspector-Geral da Administração Interna - deu há poucos dias uma entrevista que, ao que parece, fez vibrar os tímpanos de muita gente.


Clemente Lima, terá dito isto ( e muito mais) :

Sustenta que "o cumprimento da missão a qualquer preço, por parte dos agentes da autoridade", pode "agravar o sentimento de insegurança" dos cidadãos.


"Há por aí muita 'cowboyada' de filme americano na mentalidade de alguns polícias, muito gosto na exibição da pistola, por andar à paisana", ...."as zonas de investigação criminal precisam de ser mais controladas".


"há muita impertinência, intolerância, impaciência da parte da polícia" no "atendimento ao cidadão", que, a seu ver, é sinal de "incompetência".


"Acho isto intolerável. E ainda mais intolerável é a atitude das chefias, de alguma tolerância face a estes comportamentos", afirmou, acrescentando que "há carências absurdas" na GNR e PSP ao nível da formação em direitos fundamentais do cidadão.
________________

E os cidadãos ou bateram palmas ou ficaram perplexos.

Alguns oficiais da guarda entenderam que as declarações de Clemente Lima levam a conclusões despropositadas e demonstram desconsideração para com o trabalho dos agentes.

A PSP,- mais precisamente a ASP - Associação sindical da Policia -aproveitou para gabar a coragem do Inspector Geral no que respeita às alusões às chefias.
_______________

Quid Juris?

Só quem não conhece Clemente Lima poderia pensar que nas suas afirmações há má fé e desrespeito pelos seus homens.
Quem não falou por ele, ou não estava na pele dele , poderá dizer: -"Ah pois, mas ele, sendo quem é, devia ter mais cuidado com o que diz!"
Pois devia.
Ou não devia?
Na minha opinião Clemente Lima disse o que deveria dizer.

E as suas palavras nada têm que ver com menos respeito pelos seus homens, ( gosto desta expressão, sabe-me a honra e lealdade ) muito antes pelo contrário, o que ele quer é que haja dignidade para que não se quebre o respeito devido às forças de autoridade.

Só quem não anda nestas coisas há uns anos desconhece o que lhe vem parar às mãos de quando em vez.
Sim, é verdade que infelizmente ainda há muitos homens que envergonham a corporação a que pertencem.
Muito jovem cowboy que quer fazer "justiça" à viva força não importa como, é preciso é mostrar serviço, e chegam a ter epítetos dados pelos próprios colegas de , por exemplo, "pitbull".
Estranho epíteto.

Felizmente são poucos. Mas existem . E, quantas vezes as chefias, não por arrogância mas, por saberem que o que aconteceu é grave, calam. Calam e sentam-se no banco dos réus ao lado destes impetuosos aplicadores de regras.

Ninguém é ingénuo ao ponto de fazer de conta que não sabe que alguns agentes de autoridade, que não deveriam envergar a farda que não honram, usam e abusam do seu poder.

Não vou aqui mencionar casos concretos, mas sei que, nessas actuações, arrastam colegas que nada têm que ver com o seu comportamento e sentam, quando sentam, todos no banco dos réus.
E também é verdade que muitas vezes a Verdade não se descobre totalmente e, o cidadão, normalmente o que menos se sabe defender, come e cala.

São uma minoria é certo.
E ainda bem que o são.
Há-os óptimos agentes. Óptimos policias nas Brigadas Anti Crime e bons agentes nas Brigadas de Investigação Criminal. E não só.
(E pergunto eu:- serão precisas tantas brigadas se há uma PJ?
Bem , mas esse é outro assunto.)

Dizia eu que ninguém nega que alguns usam e abusam do poder que têm.
Mas, também ninguém nega que a empatia, cidadão -policia é algo dificil de conseguir, desde logo porque reina a desconfiança e a tendenciazinha para desafiar tudo o que é ordem.
Também é verdade que se um policia perde as algemas que tem de usar em serviço, as deve pagar;
se perde a arma em confusões de turbas de matulões, tem de o justificar, abre-se um inquérito e vamos lá a justificar a perda da arma; ( também é normal que assim seja para que mais tarde não se cometam crimes com a dita arma e lhe sejam atribuídos a ele agente de autoridade);
rasgam-lhe a farda quando rodeado por 8 ou 10 idiotas armados em fortes, paga a farda;
que não se atreva em patrulha para socorrer alguém não o fazer sem a abandonar o carro em patrulha, porque lhe podem fugir com ele e aí é o cabo dos trabalhos;
é chamado para intervir em escaramuças e outras coisas bem mais perigosas ?

Morre primeiro e dispara depois...

Carros patrulha? Não há muitas das vezes e principalmente na GNR. O que eu acho é que o dinheiro anda mal distribuído neste nosso país.
Muito mal orientado e gerido.

Pois.
Tudo isto é verdade.
Tudo o que o Inspector Geral da Administração Interna disse é verdade.
Tudo de que os policias se queixam é verdade.
E se Clemente Lima pôs o dedo na chaga...é porque quer as suas policias impecáveis, dignas da farda que usam e a maioria honra.
E que embora ganhando mal e tendo horários desumanos continuam ao serviço da coisa pública.
Porque é com eles que contamos nas horas de confusão. São eles que não dormem e saiem para a rua quando nas épocas mais festivas a maioria da população portuguesa descansa ou se diverte.
Não creio que Clemente Lima quisesse tirar a força " aos seus homens". Não creio que se referisse à regra mas sim à excepção. Quem o conhece sabe que só pode ser assim.
E a excepção mancha a corporação. Nunca ouviram dizer que paga o justo pelo pecador?
Foi talvez demasiado ousado ao enfiar o dedo na chaga e tomaram a chaga como lepra.
Afinal qualquer de nós não está livre de ser lido , ouvido e visto, através dos olhos dos outros.

E sabem que mais?
Casa onde não há pão... todos ralham.........e têm razão.
-
E só mais uma coisa: Não se pedem as cabeças dos que neste País as usam para pensar.
-
ACCB
_________________________________________________________
MAIS DO MESMO
"A autoridade não se defende a tiro"
"Há por aí muita cowboyada de filmes americanos na mentalidade de alguns polícias"
Associação Sindical da PSP aplaude "coragem" do inspector-geral
"O senhor ministro devia tirar consequências da entrevista"
GNR e ASPP respondem às acusações de Clemente Lima
AOG repudia declarações de Clemente Lima
escrito no papiro por ACCB às 19:41
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (14) | juntar aos escribas
Domingo, 28 de Outubro de 2007

O Memorial do Convento

1300 elementos de segurança. Havia efectivos! Por vezes não há. Mas desta vez havia. Também, não é todos os dias que um "quase Czar" vem a este pequeno País que já foi um Império e se vai esquecendo disso.

Moscovo e UE sentados à mesma mesa. Varsóvia e o Kremlim ali, em (ameno) diálogo.

Sócrates que não esqueça que a preparação de Putin, - espionagem económica, judo, dedicação ao KGB e admiração pela dama de ferro, nada têm que ver com a a abertura de um povo como nosso que abre os braços a quem chega e que ainda por cima está numa presidência que tem de ser diplomata e ponderada,..mas firme.

Sócrates afirmou ter «a certeza» que a cimeira de Mafra «contribuirá para desenvolver os laços entre a União Europeia e a Rússia». «Tenho a certeza que assim se passará», reforçou o primeiro-ministro.

O homem que veio do frio, não se perturba com calores humanos ou tentativas de o convencerem a fazer aquilo que realmente não quer.

Putin nunca fará o que pretendem. Fará sempre o que lhe convém.

ACCB

-

escrito no papiro por ACCB às 08:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007

Um problema de tamanho?

Será tudo um problema de tamanho... ...
Ou será de conteúdo?

 

 

-Eu não tenho dúvidas de que o problema é o conteúdo. -

e não estou a falar de moda nem de mulheres
-

 

 

"Há tempos" no aeroporto deparei-me com uma situação caricata que, contudo não tinha nada de inesperado para mim.

Como sabem na bagagem de mão, apenas podemos transportar líquidos, desde que a quantidade não ultrapasse os 100 ml. São as novas normas impostas pela UE relativamente à bagagem de mão dos passageiros aéreos.


 

Disse então que nesse caso podia estar à vontade porque, apesar dos "frasquinhos" serem de 200 ml tinham no seu interior os tais 100 ml regulamentares, ou menos, o que seria perfeitamente detectável na "maquineta " ao passar.


 

-Como?
E o espirito bloqueou. Escureceu e tentou fazer o raciocínio. Pouco depois, olhando-me nos olhos como a tentar entender o que eu tinha dito, ouvi:
-Se tem frascos de 200 ml não pode transportá-los em bagagem de mão.
-Mas contêm apenas 100 ml talvez menos.
-Não pode.


 Pergunto-me eu. O problema é o conteúdo ou o tamanho do frasco?

O risco está onde ? A segurança implica o quê? O controle e a luta contra o terrorismo e crimes contra a humanidade , implica o quê?

Ao que me parece as novas normas, limitam a quantidade de líquidos que podem ser transportados como bagagem de mão e estão descritas, em detalhe, num anexo ao regulamento da Comissão Europeia.

Anexo que contudo ninguém conhece e, mais estranho, ninguém pode ter acesso.


 Na verdade Comissão alegou motivos de segurança para justificar o facto de o conteúdo desse anexo não ter sido tornado público.
  

Desculpem eu parecer estar sempre do contra, mas a demora em explicar estas coisas, o ter de colocar a bagagem de mão ou o necessaire em bagagem formatada, a espera no aeroporto de chegada, o não poder transportar um simples frasco de shampoo, o não saberem se é a quantidade do liquido ou o tamanho do frasco,... todas estas regras ao que consta Europeias, não estarão a prejudicara imagem de uma Europa que se quer segura, mas principalmente segura daquilo que pretende em termos de segurança? Serão estas as normas mais importantes para desmotivar o terrorismo?


 E já pensaram que com um simples frasquinho de 25 ml eu posso transportar à vontade ácido sufúrico? E ninguém me diz nada?

Não serão estas normas e anexos secretos pouco democráticos? Pouco Europeus? Pouco claros. Pouco funcionais e talvez mesmo, pouco seguros?


 

E o deselegante que é ver confiscados bens acabadinhos de comprar numa loja "duty free"??!!
E para onde vão esses bens confiscados?
Estranha forma de dar directivas, de criar normas. Curta forma de combater o que se pretende.
-
Não sei se é por aqui que começa a luta contra a impunidade pela prática de crimes internacionais graves – genocídio, crimes contra a humanidade, crimes de guerra e tortura .
-
É certo que ao que consta é em território europeu que se encontra o número mais elevado de presumíveis criminosos . Por outro lado, o acesso das vítimas à justiça nem sempre é fácil. Os mecanismos de justiça internacional são limitados no âmbito e na jurisdição, deixando espaços vazios na su administração .
Passará também por medidas como estas, mas de que todos saibam o conteúdo e o fim, uma cooperação mais eficaz na investigação e na condenação da prática de crimes internacionais graves, entre os vários organismos e as instituições europeias?
Para que os presumíveis criminosos sejam apresentados à justiça, as autoridades nacionais, a comunidade internacional e o Tribunal Penal Internacional devem colaborar mais entre si, talvez deligenciando no sentido de criar Tribunais como o Tribunal Penal Europeu e criando a possibilidade de levar a julgamento os autores de crimes contra a humanidade. Sem "golpes aparentemente legais".
-
Porque não investir também em técnicos motivados e especializados nesta área? Encargos? Grandes encargos? Questões diplomáticas entre os Estados?
-
E os Direitos Humanos não são encargos? E não fazem parte das questões diplomáticas? Basta proteger um vôo de 105 ml de não sei quê? Bastará controlar o conteúdo de um frasco ou o tamanho do mesmo?
 
Ou será que o problema é porque é afinal, apenas tudo uma questão de tamanho e não de conteúdo?


 

Eu não tenho dúvidas que é de conteúdo!



 

ACCB


 

 

 

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 08:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

...

Vamos lá Falar a Sério

Pinochet /Mac Cann (??!!)

Ainda não entendi porque é que se fazem certas comparações. Algumas infelizes , diga-se.
Por exemplo , diz-se " à boca cheia" e, como se fosse algo muito vantajoso para eles, que o casal MacCann contratou o advogado de Pinochet para assegurar a sua defesa em Londres.

Não sei que pense. Ou comparam o Casal Mac Cann a Pinochet , ou acham que ele ficou impune porque o advogado era muito bom porque até evitou que fossse condenado pelos crimes que cometeu.... E agora pergunto: Mas afinal consideram-nos culpados ou inocentes???
E respondo: - Não Têm que considerar nada! É aos Tribunais que compete analisar as provas e decidir.
Dizia a senhora jornalista apresentadora dos "Prós e Contras" há dias _ "Pois ,contra ele nem Baltasar Garzón."

Acho graça a esta mistura de ideias, a esta obrigatória associação de ideias que nos oferecem constantemente.

Se bem estão lembrados, Augusto José Ramon Pinochet Ugarte senhor de um regime, digo, ditadura militar, foi acusado de crimes contra a humanidade.
E não façamos esta leitura de forma ligeira romantica ou cinematográfica, ela é hístórica e real.
Crimes como genocídio, tortura e terrorismo pela sua implicação com a chamada operação Condor e a Operação Caravana da Morte, são alguns dos que faziam parte da lista pelos quais nunca veio a responder.
E não são só crimes contra adultos , são crimes contra miúdos, estudantes de 14, 16 e 18 anos.
São miúdos arrancados de casa de madrugada, torturados e mortos, que os pais não voltaram a ver porque distribuiam panfletos como qualquer estudante da idade deles que sonha mudar o mundo que vê apertar-lhe a Liberdade. E eu não falo só contra Pinochet. Falo contra todos aqueles que como ele cometeram cometem ou venham a cometer crimes contra a humanidade.

Pinochet referiu-se ao Juiz Baltazar Garzon, quando soube que este o quis fazer responder pelos tais crimes contra os direitos humanos, como "esse comunista de merda".
Curiosamente foi para Londres que, na altura em que se pretendia chamar o ditador a responder em Tribunal, este "fugiu" ou, onde este se colocou estratégicamente, para se submeter a uma intervenção cirurgica.
Por serem delitos contra a humanidade estes crimes podiam ser apontados em qualquer parte do Mundo. Apontados e "perseguidos".
E é aí que os tais famosos advogados do ditador chileno começam a fazer o seu papel a fim de impedir que tal tivesse lugar.


Primeiro recorreram da ordem de prisão.
Perderam.
Depois apelaram contra o pedido de extradição.
Perderam.
A Câmara dos Lordes apoiou o processo. e reconheceu que Pinochet não gozava de imunidade e podia ser julgado pelos crimes de tortura cometidos durante o seu mandato.
Tal decisão foi anulada por vícios de forma já que um dos Lordes era casado com uma filiada na Amnistia Internacional.
A audiência repetiu-se e a Câmara dos Lordes continuou a entender que Augusto Pinochet não gozava de imunidade.
Mas, à medida que a Justiça desbravava caminho e prosseguia legalmente , a politica acordava. O governo Chileno fazia as suas pressões e Espanha e a Inglaterra não puderam, ou não quiseram, fazer frente às pressões .

E , graças aos relatórios médicos apresentados no processo de extradição, Pinochet voltou para o seu País.Uma junta médica britânica declarou-o mentalmente incapacitado para enfrentar um julgamento pelo que Pinochet foi extraditado para o Chile em Março de 2000.
É por isso que não percebo quando se anuncia que os Mc Cann escolheram o advogado que impediu o julgamento de Pinochet.
Não percebo o entusiasmo.
Não percebo! Como se fosse uma garantia de impunidade.

Quanto ao Dr Pinto de Abreu, actual presidente da Comissão dos Direitos Humanos,e ao Dr Rogério Alves, actual bastonário da Ordem dos Advogados, sobre o qual já sabem qual a minha opinião, e conheço a forma de trabalhar, é uma pena que estejam a ser referidos no mesmo tom.

No entanto, sempre direi que, a Pinochet foi a politica que o impediu de ser julgado e não a Lei. E há golpes para fazer clientes escapar às mãos da Lei que não me agradam
Sinceramente não me agradam. E aqui não há a guerra das Malvinas e mesmo que houvesse...
Provavelmente os McCann quando aconselhados a escolher advogado, esqueceram a senhora Thatcher, ela sim uma grande defensora da defesa de Pinochet por motivos politicos.
Os Direitos humanos não são causa politica?

Fica a mensagem de Allende no dia da sua queda: -"Sigam vocês sabendo que, muito mais cedo que tarde, abrir-se-ão de novo as grandes alamedas por onde passe o homem livre, para construir uma sociedade melhor." Salvador Allende, 11 de setembro de 1973"
________________________


Nota_Augusto José Ramón Pinochet Ugarte morreu no Dia Internacional dos Direitos Humanos e dos Povos Indígenas.-
ACCB
______________
escrito no papiro por ACCB às 11:01
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

...

9 mm
Hoje continuo a comer chocolate , só não tinha cá morangos, mas ... estou preocupada...
Preocupada com a segurança "do pessoal"...
Falemos a sério: estou preocupada com a segurança publica.
Governo vai equipar GNR e PSP com pistolas Glock - 9 mm.

O ministério da Administração Interna decidiu que a austríaca Glock de 9 mm é a melhor pistola para as forças de segurança e deu-lhe a vitória no concurso.
Sabem que arma é esta?
Sabem como funciona?
Sabem como é segura?
Claro que sabem que dispara e dispara munições 9 mm.
A segurança ou patilha de segurança desta arma, fica localizada no gatilho. É uma pequena lingueta que aparece à frente. Ou seja, para ser disparada, basta pressionar a tal lingueta juntamente com o gatilho, e com um único movimento.

Após o primeiro tiro não é necessário deixar o gatilho e sua respectiva segurança ir todo o seu curso para a frente, segurando-o um pouco para que todos os disparos subsequentes sejam efetuados da mesma forma.
É esta a arma certa para ser utilizada por forças de segurança?
Ou será uma arma para forças especiais?
Querem fazer da GNR e da PSP forças especiais?
Eu acho bem.
Mas, primeiro o treino e depois as armas.
As forças de segurança andam na rua... em contacto directo com a população...Apontam-lhes o dedo porque agem demasiado rápido por vezes...Actuação facilitada por estas armas de certeza...
Curioso é saber que umas das marcas excluídas, a Walther, interpôs uma providência cautelar para suspender o concurso, mas o tribunal ficou convencido dos argumentos expostos pelo Governo.
O secretário de Estado da Administração Interna, José Magalhães, invocou ‘‘interesse público’’. Eu sinceramente não vejo o interesse público aqui protegido. Nem o das forças de segurança!
Para o MAI, ‘‘o armamento ligeiro da GNR e da PSP é basicamente constituído por pistolas de calibre 7.65 mm de diferentes modelos e marcas, e com uma média de utilização de cerca de trinta anos, o que acarreta sérios problemas de logística, ao nível da formação, da operação e da manutenção, que se traduzem em elevados encargos financeiros’’.

Isto é verdade.

(...) ‘‘o armamento obsoleto e envelhecido, é desadequado para o cumprimento da missão policial. Essa desadequação, além de salientada pelas forças de segurança, foi apontada num estudo efectuado pela Inspecção-Geral da Administração Interna (IGAI) que recomendou, nesse estudo, a utilização de pistolas com calibre de 9 mm’’.
Também é verdade.

Mas não há outra arma 9mm com outro tipo de segurança?? Mais segura? Mais vocacionada para as forças de segurança?
Em que a patilha de segurança não funcione com o gatilho? Com uma patilha de segurança autónoma ao gatilho?!
-

ACCB
escrito no papiro por ACCB às 21:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (19) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 20 de Junho de 2007

...

A Cimeira do G8 não tem só que ver ou, não teve só a ver, com o ar que respiramos.


Teve também a ver ( e disso ninguém fala) como o ar que nos vão, ou não, deixar respirar.



O que Putin quer, o jogo que acha ter direito de fazer, não agrada aos restantes jogadores e, então, eles dizem-lhe:-


"Assim não brinco!"

O ar aparvalhado e de (falsa) cumplicidade que Bush põe na Resposta que dá no Vaticano ao Papa qdo este lhe pergunta como correra a reunião com Putin , é o sinal descarado de que não o estão , a ele Putin, a levar a sério. Nem a ele nem à Europa.

O primeiro-ministro britânico, Tony Blair, disse que Europa pode começar a cortar laços comerciais com a Rússia, caso Vladimir Putin abandone os «valores comuns», noticia a edição electrónica do diário londrino The Guardian.

A que se referia Blair quando falava de valores comuns?

Afinal Putin quer equilibrar as armas...ou jogar com o mesmo baralho?

Face à possibilidade dos EUA instalarem um escudo antimíssil na Polónia e na República Checa Putin responde com a possibilidade de apontar os seus mísseis a cidades europeias.

Os EUA pretendem instalar um sistema de lançamento de projécteis interceptores de mísseis na Polónia e um radar na República Checa. Segundo se diz de Washington, a sua construção tem como único objectivo funcionar como protecção contra a eventual ameaça de estados como o Irão e a Coreia do Norte.
Será mesmo????

Já ouviram falar da Guerra das estrelas por certo.
É uma espécie de actuação militar que não só permite atacar alvos terrestres a partir do espaço como destruir armamento a partir da terra e do mundo submarino.
.
O dominio do Espectro total não é uma falsa questão, é uma ambição americana.
E não se esqueçam dos acordos assinados entre os EUA e a Rússia.

Não sei que lhes diga. Mas ou a Europa se ergue ou...caímos novamente no velho ditado da minha avó: -Quem muito se baixa.....

ACCB
escrito no papiro por ACCB às 07:14
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 11 de Junho de 2007

...

Blog de ex-prostituta "teen" "vira" livro e vai "virar" filme!
-
***

A quem aconselhariam este livro?
Ela, que deixou de ser garota de programa após conhecer um empresário, que era casado, e deixou a mulher para ficar com ela, depois de alguns “encontros”. Afinal ele foi a salvação dela ou o fim do lucro?
Ou lucram os dois?? Não percebi. Empresário tem sempre olho para o negócio!!!
-
Como seria se pagassem impostos? Ou como teria sido?
****
"O Doce Veneno do Escorpião --o diário de uma garota de programa", descreve os programas de Bruna Surfistinha com homens, mulheres e casais em seu flat já descritos num Blog que a menina ou alguém teve a esperteza de criar.
-
Aos 17 anos, ela comprou um jornal para procurar emprego .Desistiu logo , assim que notou as exigências para se conseguir um trabalho. No mesmo jornal encontrou um anúncio em busca de novas garotas de programa.
Ela aproveitou o horário .O horário do almoço era o mais disputado. Como 90% dos clientes eram casados, tinham de dar um jeito de escapar no horário de trabalho. Depois das 19h a procura caía muito.

O nome do livro é uma referência à sua tatuagem (escorpião) nas costas e ao seu signo. (IMPORTANTE!! Imaginativo!!! )

-
Ora...que hei-de dizer?
Vende.

É a Lei da elasticidade da oferta e da procura!

Será por falta de elasticidade? LOL!

Ah! E ainda tem este !!!

A Editorial Presença anuncia!!!
Tema: Literatura (!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!)
Escritores bons ficam nas estantes! Outros nem pensem em publicar!
Isto, é apelidado de literatura.
Conheço por aí muita gente que não sabe quem é Pablo Neruda mas compra isto e o da tal Catarina...Lembram-se?!
Sinopse

( atentem : - sinopse) :
A autora de O Doce Veneno do Escorpião faz um balanço dos anos em que foi garota de programa que lhe ensinaram coisas deveras importantes, aprendidas, por vezes, duramente.
Então porque não optou por trabalhar????!!!!Pois.
Parece-me um BIS do primeiro. mas tem um depoimento do...tal empresário de sucesso! Ele deve ter direitos de autor também Claro!
E claro, vai vender!!!
_________________
É o que está a dar!
Ah! Eu não comprei o livro. (Nenhum deles!) Nem vou comprar.
Não contribuo para este tipo de "escrito(re)s literários" e lucros empresarias.
Aposto que foi dos livros mais vendidos na feira este ano.
-
( E não me chamem venenosa!)
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 14:51
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Sábado, 9 de Junho de 2007

...

O Bali e o G8

Os Estados do G8 «comprometeram-se claramente» a continuar o processo iniciado sob os auspícios da ONU contra o aquecimento planetário, para o período subsequente ao do Protocolo de Quioto, que expira em 2012.
O protocolo de Quioto obriga os Estados signatários a reduzir as emissões de dióxido de carbono.

Agora são oito.
Eram 5. E vão 3.

_____________


Há dias convidaram-me para ir ao Bali. Maravilha!
Lembrei-me logo da flores exóticas, das paisagens exóticas, daquelas coisas que deslumbram qualquer amante daquelas zonas inexploradas, praias paradisíacas...etc etc etc.

Pensei logo no Pôr do Sol na praia de Jukmbaram na Indonésia.

Nem sequer me lembrei das negociações de Bali e muito menos dos atentados terroristas de 2002 ou das explosões de 2005.

E nem me lembrei do clima e do que se vai terminar em Bali, APENAS, em 2009.

É em Dezembro que vão começar a ser discutidas as metas para a redução de emissões, sem indicar especificamente quais os objetivos.



A idéia é que, em 2009, exista um acordo global que possa substituir o Protocolo de Kyoto, que vence em 2012.

O novo acordo, para ser eficaz, deve incluir Washington.
Mas, mais uma vez Bush não quer alinhar
O grupo dos 8 tem um não alinhado ou um desalinhado??

O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, expressou sua disposição a cooperar no desenho de um acordo pós-Kyoto, mas não disse se estava disposto a colocá-lo sob o guarda-chuva da ONU, uma condição fundamental para todos os membros europeus do G8.
Não admira que o homem tenha sofrido, como disse o Louco de Lisboa uma Indisposicão que mais pode ser uma indisposi bull ou weiller!

"Venho com o grande desejo de trabalhar com você para obter um acordo pós-Kyoto", disse Bush a Merkel após o encontro entre ambos.
POIS às portas do Inferno!
E se ele não alinhar, a China por exemplo, acha que não deve alinhar também.
Não entendo porque é que este senhor tem sempre um peso tão grande nos destinos do planeta.
Não percebo....
-
Curioso estava a gora aqui a pensar que a Indonésia também é um dos países mais poluentes do planeta! Curioso.
-

Dizem que foi SarKozy que "arrancou" o compromisso a Bush.
Na volta ele vai dizer que foi coagido e que aquilo não vale nada! Que estava com uma indisposição e cheio de nauseas e o outro aproveitou para lhe arrancar o sim. E vai daí,...anulam o sim.
Afinal , Putin nada tem que ver com a dor de estomago de Bush. Sarkozy é o culpado.

Sabem o que eu acho?!

Primeiro o Protocolo de Kioto, depois o "acordo" de Bali...

Olhem, provavelmente vou aproveitar o convite e vou passear até lá, enqto eles decidem se morremos ou não intoxicados, se perdem ou não lucros e se Bush cede ou não ao acordo.


ACCB
escrito no papiro por ACCB às 14:51
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 8 de Junho de 2007

...


Não podemos negar que ultimamente temos vindo a assistir a uma vaga de violência por parte de animais que são considerados raças perigosas e que, quer queiramos quer não ,são na verdade perigosas. Os chamados cães assassinos.
E que, se continua a assobiar para o lado quando existe legislação para observar.

A Responsabilidade de ter um Rottweiler ou um Pitbull é grande , mas "toda a gente" que tem um cãozinho destes ou um Pitbull, diz que o tem porque gosta do cão, porque o cão é manso, porque o cão é..etc , etc, etc.

O que é certo é que no Tribunal me aparecem um certo tipo de pessoas, com um certo tipo de actividades e, não quero generalizar, que têm para esses efeitos este tipo de animais.
E servem-se deles para cometer crimes e para os proteger nas suas andanças menos legais.

O proprietário de qualquer cão é sempre civilmente responsável pelos danos que o mesmo possa provocar a terceiros. Mas parece que se esquecem disso.

Embora esta premissa se deva aplicar a qualquer raça, os cães de grande porte, nos quais se inclui o Rottweiler, dado que potencialmente poderão causar danos de maior gravidade, exigem um cuidado redobrado por parte dos donos.

De facto, todas as tristes histórias que se conhecem acerca da agressividade de Rottweilers ou Pitbulls devem-se sobretudo à negligência, incúria ou à má formação dos donos.

Mas, não neguemos e, não ignoremos, que alguns donos se servem deles exactamente para praticar actos que são crime.

AH! Eu gosto de cães.
Juro que gosto.
Muito mais que de gatos.
Mas...deixemo-nos de ser anjolas. Está em causa a segurança de todos nós. Há que responsabilizar os donos destes animais.


DEC.-LEI Nº 312/2003 - Estabelece o regime jurídico de detenção de Animais perigosos e potencialmente perigosos como animais de companhia. (Necessita de Acrobat Reader para ver o Documento)


DEC.-LEI Nº. 276/2001 (Alterado parcialmente - vide D.L. 315/2003 e 312/2003) – Estabelece as normas legais tendentes a pôr em aplicação em Portugal a Convenção Europeia para a Protecção dos Animais de Companhia e um regime especial para a detenção de animais potencialmente perigosos


DEC.-LEI Nº. 338/99 – Aprova o Regulamento de Identificação, Registo e Circulação de Animais. Revoga o dec.-lei nº.245/96, de 20 de Dezembro, e as Portarias nºs. 262/91, 121/92 e 243/94, de 3 de Abril, de 26 de Fevereiro e de 18 de Abril, respectivamente.

PORTARIA 422/2004 - Determina as raças de cães e os cruzamentos de raças potencialmente perigosos.

- Declaração Universal dos Direitos do Animal
escrito no papiro por ACCB às 22:02
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Terça-feira, 5 de Junho de 2007

...


O HOMEM DO CASACO CASTANHO COM BOTÕES DE CABEDAL
(Lembro-me dele na Faculdade - No Anfiteatro nº 1 da Clássica. Qdo se demitiu por entender que os procedimentos com alunos e professores não eram dignos de uma Faculdade. Um dia conto-vos. Aprendi com ele, para além de Processo penal, que a coragem era para ser exercida como um direito de cidadania. Tinha este casaco vestido naquele dia. E tinha este semblante... Já lá vão uns anos nos traços. A coragem, é a mesma.)
-
-
José António Barreiros diz que se assiste a "um descrédito progressivo da justiça, todo os dias sujeita a um campanha por parte dos políticos", e recorda que Saldanha Sanches falou à Visão na sua qualidade de "mandatário financeiro" da campanha de António Costa.

Diz António Barreiros que se assiste a "um processo de emporcalhamento sistemático do sistema judicial".
Sustenta que, a serem verdadeiras as afirmações de Saldanha Sanches, tal siginifica que "a liberdade de actuação do Ministério Público na província está cerceada", e que os magistrados do MP "de modo 'frequentíssimo' praticam crimes, por via da sua 'captura' pela 'estrutura autárquica'".

"O estar um magistrado capturado pela 'estrutura autárquica' só pode significar que estarão em causa situações em que tal 'estrutura' será passível, directa ou indirectamente, de responsabilização e que o Ministério Público actua em conformidade com a situação de 'capturado' por aquela estrutura.

Para José António Barreiros, "nenhum magistrado, por mais alto que seja o cargo que desempenha, está excluído de tal imputação, nem o autor da mesma diferencia qualquer situação".
E diz mais:
"A 'suspeita' criada pelo doutor Saldanha Sanches abrange pois um núcleo ainda indeterminado de pessoas, envolvendo as que se encontram actualmente na província ao serviço do MP e as que ali estiveram no passado", acrescenta, na queixa.José António Barreiros, que se constituiu como assistente no processo, indicou Saldanha Sanches como testemunha "a toda a matéria da presente denúncia e a factos de que tenha conhecimento".».

E quem fala assim...

PS:_ O DR Saldanha Sanches, não é marido da Drª Maria José Morgado??! Então não percebo.
AQUI
escrito no papiro por ACCB às 22:25
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Domingo, 3 de Junho de 2007

...

Quarta-feira, Dezembro 06, 2006 escrevi aqui :


http://cleopatramoon.blogspot.com/2006/12/os-3-segredos-de-putin.html Algo sobre Putin e a União Europeia.


Fiquei surpreendida, ou melhor, olhei com atenção a visita do nosso 1º a Putin.
E a histeria de fecharem ruas para Sócrates fazer jogging.
Já sabem disso é claro.
Terceiro mundismo. É o que chamo a isto!


Mas, continuo a perguntar-me: - Que anda a Rússia, há tanto tempo, a "equilibrar" com quem?

Com um toque de superioridade e de distanciamento que lhe vem do frio, Putin, vai ditando as suas regras de relacionamento como alguém intocável pela sua perfeição, pela certeza de que não peca, quem não erra ... Que sabe que passo dar a seguir, mesmo que para isso tenha de tirar alguém do seu caminho....

E fala de direitos humanos...(Diz Putin no seu artigo :" As nossas posições quanto às questões de segurança internacional têm muito em comum."
E refere-se à não proliferação nuclear, e refere o dossier nuclear iraniano.
( Curioso se pensarmos que constou que a Rússia estava a construir uma Usina nuclear no Irão!))

E os pequeninos abanam-se todos por aquilo que acham ser a grandiosidade de dormirem lá, onde ele finje que dorme.

O chefe de Estado que veio do frio e o 1º Ministro do País à beira mar plantado.
Que quer Putin daqui?
O que os americanos querem das Lages?


O dominio do Espectro total não é uma falsa questão, é uma ambição americana.
E não se esqueçam dos acordos assinados entre os EUA e a Rússia.


E já repararam que a Rússia se aproximou da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte) , aliança liderada pelos EUA e que passou a integrar na qualidade de observadora.


Não nos deixemos levar...Detesto tons conciliadores e jogadas silenciosas.
Detesto disfarces e gente que não vê ou não quer ver.
Não tarde lá estaremos a cantar:- Lá vamos cantando e rindo..Levados levados sim...
Já a minha avó dizia: "Quem muito se abaixa...."


ACCB
(Ai que lá se vão os tomates!!)



30/05/2007 Catarina Beato, Diário Económico
A difícil missão de Sócrates Putin deixou nas mãos do Primeiro-Ministro Português um "novo impulso" para as relações com a Europa.
-
30/05/2007 Ana Tomás Ribeiro, DN/Lusa
"Europa não pode dar lições à Rússia"A União Europeia e a Rússia "estão interessadas na valorização de aspectos como a democracia e os direitos humanos. Para não contaminar irresponsavelmente uma relação, é importante que ninguém comece por dar lições seja a quem for", disse ontem Sócrates no Kremlin.
-
escrito no papiro por ACCB às 17:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Terça-feira, 22 de Maio de 2007

PROVAS DE AFERIÇÃO





O meu filho tem, esta semana, como tantas outras crianças, as tais provas de aferição.
Não lhe faz mal.
Eu fiz exame de quarta classe.
Mas acho que nunca senti o que uma criança pode sentir hoje em dia.
Eu digo "pode" sentir hoje em dia.
A minha professora transmitiu-me confiança,... sabia viver para nós... embora hoje pensa que não sabia muito bem o que sentiamõs ou pensava que, deviamos sentir como elea.
No entanto VIVIA SÓ PARA NóS.
E hoje ainda o sinto.
Responsabilizava-nos até à medida da nossa responsabilidade, não sem antes, dar de si própria, tudo a todos.Motivava-nos o estudo
E sentia orgulho pelos seus alunos. Eles eram o espelho de si própria.

GOSTO - ainda hoje gosto - dela.

Diz a senhora Ministra que as tais provas de aferição aferem a necessidade de intervir.
ONDE?????
Aferem as qualidades de aprendizagem...
As provas de aferição do ensino básico são "instrumentos imprescindíveis" para "medir a qualidade das aprendizagens e o funcionamento das escolas". ...

Aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!
 
Voltamos a princípio e lá vamos cair na razão de ser de tudo...
Quando deixamos de ser uma sociedade competitiva para passarmos a ser uma sociedade produtiva?


Ao ler este post da Isabel senti que tinha encontrado mais uma professora sensível.

Que bom Meu Deus.

É que há para aí professoras novinhas que pedem às crianças para serem adultos.


_____ACCB_____________________________

 
escrito no papiro por ACCB às 16:06
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sábado, 19 de Maio de 2007

A PEDRA DE ROSETA


 

 


 

 
 
Helena Roseta quer ser presidente da Câmara da capital deste País à beira mar plantado.
E querer é insistir, teimar, perseguir uma ideia, lutar por ela.
Para tanto, tinha de reunir assinaturas claro.
Deve ter telefonado para as reunir.
Parece que também recebeu telefonemas, provavelmente para mandar destroçar....
Bem, aqui, não houve escutas telefónicas....até podia ser um oferecimento altruísta de uma assinatura! ( E se houvesse não eram legais!)
 


 

A minha pergunta é.
Para quando deveriam ser marcadas as eleições?
Qual era a data que por lei deveria ser a das eleições?
Dentro de que prazo? A Câmara "caiu" há dias... uma semana não foi?... Até 60 dias podem ser marcadas as eleições não é?!
Até!
Ajudem-me se estiver errada.
E dentro desse prazo a Governadora Civil de Lisboa marcou a data.
Não estando contentes com a mesma, apresentou-se reclamação que, o Tribunal Constitucional deferiu e, o prazo foi alargado, dentro do legal, para dia 15 de Julho.


 

 
E porque não?
Não vejo novamente a questão da questão.
Roseta jogou fundo. Quis e lutou por aquilo que quer. Ela e outros independentes mas, nitidamente ela.
Carmona Rodrigues desistiu!!!
Adorava que ponderasse e, maldade minha, adorava aquilo que rima com ponderasse.

Voltando a Helena - atirou uma pedra ou guarda uma pedra?
 

Se for preciosa, que a guarde.
Se for de um jogo que a jogue na altura certa.
 
Cá para mim... só gostava de saber , o conteúdo do tal telefonema.É a única coisa que eu gostava de decifrar.


 

E não gostei do discurso desta manhã do António Costa.
Não gosto maiorias absolutistas digo, absolutas.
 
 
Ora... aguardemos porque esta... é a pedra de Roseta se Carmona não jogar.


 

ACCB
escrito no papiro por ACCB às 22:18
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

Ainda a Madeleine

Crianças Raptadas
Desaparecidas
Noticias
Investigações
Portugal Um País muito Seguro





No Blog do Anónimo, escrevi que estava a caminho lá minha moon uma postagem sobre "outras" crianças desaparecidas.
No Blog da Lua de Lobos deixei um comentário.
Gostei do cuidado que ela teve em indicar o nº de crianças
desaparecidas em Inglaterra.

-

E gostei da indignação que demonstrou quanto à forma como as coisas vão decorrendo e correndo e escorrendo...
Isso espicaçou-me a vontade de deitar cá para fora aquilo que penso do assunto.
E penso algumas coisas e em várias frentes.
Começando pelos acontecimentos e pelo seu início.
Aos pais não se pode imputar a culpa, dizia este fim de semana na entrevista à NS, a Dr. Dulce Rocha.
É verdade, aos pais não se pode imputar toda a culpa mas, alguma pode.
É certo que deviamos viver numa sociedade ideal, mas não vivemos.
Não vivemos e já no tempo em que eu era criança não viviamos.


E nem que não seja por isso, não se deixam crianças daquela idade sózinhas.

Há outros riscos próprios das idades em causa.
Bem, adiante.

Apareceram aí meia dúzia ou duas dúzias,( Eram tantos!) de jornalistas aflitos e ofendidos a reclamarem que as nossas policias não diziam nada!
Que não andavam de 15 em 15 minutos a gritar o que viam eles e cheiravam os cães.
Cheios de arrogância e a vomitar competências que não têm.

Na verdade, o nosso método de trabalho é diferente do deles e não tem de ser igual....

É certo que a investigação de rabo sentado não me agrada e, gostei de ouvir a Maria José Morgado dizer que quer o MP no terreno.
Eu também quero.


Qto ao "nº" que se seguiu... é tudo para salvar o turismo.
Ou acham que é só, servilismo??
Não!
O Sr. 1º Ministro apareceu a dizer, em mau inglês que Portugal era:
UM PAÍS MUITO SEGURO!

Pois é.

Nunca despareceram crianças portuguesas por cá.
Nem há tráfico de nada por cá
Nem há por aí gente com medo de sair à rua à noite!
Nem há por aí gente com medo das mafias de leste!
Nem há por aí bairros em que nem se pode entrar ou chegar perto!
Nem há por aí crianças violadas abusadas e gente a sofrer maus tratos!

PORTUGAL É UM PAÍS MUITO SEGURO para o Sr. Ministro

Quanto à informação, à preocupação, às ofertas para que se faça a procura...
É assim que deve ser ...MAS....
PORQUE Não FoI ASSIM COM AS NOSSAS CRIANÇAS ??-
27....crianças na lista não é??

Há por aí algum clube de futebol que se prontifique a investir nessa procura????
Olhem, o que ganhar o campeonato no domingo!!

Porque não???!

Ah! esquecia-me: Nós "falamos tudo"!
Se em Londres perguntarmos as horas ou o nome de uma rua, em Português... dizem-nos num Inglês snob:
- I do not understand! Sorry, sorry.

Mas ontem quando almoçava, uma inglesa perguntou-me como devia proceder, uma vez que era um self service.
E respondi-lhe em inglês e com UM GRANDE SORRISO.
-Nice - disse ela sorrindo.

Provavelmente as nossas crianças deviam andar armadas como esta:

"No estado do Illinois - Bebé de dez meses obtém licença de porte de arma nos Estados Unidos

Aos dez meses de idade, Howard David Ludwig ainda não fala, não come sozinho e não anda, mas as autoridades do estado norte-americano do Illinois consideram que ele já é suficientemente crescido para ter licença de porte de arma.
-
Boa noite!!
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 00:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Domingo, 6 de Maio de 2007

Sarkozy


 

Sarkozy ganhou as eleições na Pátria de Robespierre .


 

Não sei se para bem se para mal.


 

Descendente de uma família da aristocracia húngara, Sarkozy , sabe-se, ganhou notoriedade pelo seu estilo arrogante, pela vocação repressiva e por assumir desde a juventude atitudes racistas.


 

Para mim pelos seus olhos de Cocker Spaniel ...


 

Pois, a minha lingua viperina ...


 

Tendo em conta que já se afirmou pro americano, será mais um aliado de Bush na Europa.


 

Barroso diz que o novo presidente francês ajudará à Unificação Europeia...


 

Sarkozy é o novo presidente da França... é conservador e duro...


 

Esperemos para ver.
-
 
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 23:45
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

A Madeira é um Jardim


 

 


 

João Jardim ganhou novamente e desta vez ainda com mais votos.


 

Tiro-lhe o chapéu. O SR. canta, dança, grita e diz impropérios. Vai descompondo a torto e a direito e toda a gente deixa. Porque será? E querem MAIS!


 

Porque será?!


 

Não sei. Mas, sinceramente, tiro-lhe o chapéu.


 

Será que é uma espécie de república das bananas? Aqui os cubanos, acham graça a estas coisas e observam do "Contenente" o que vem a seguir.
E a seguir só pode vir mais do mesmo.


 

Mas se a Madeira é um Jardim..., deixo-lhes uma lenda que conta porque é a pérola do Atlântico.
 
 
"Segundo diz a lenda, há milhares de anos atrás existia no oceano Atlântico uma ilha fantástica, a Atlântida.
Arrogante, o rei da ilha ousou desafiar os céus. Deus respondeu-lhe que nada poderia contra o poder divino.
Mas o teimoso rei voltou a desafiá-lo e decidiu conquistar Atenas. Durante a batalha, o rei da Atlântida ouviu Deus dizer-lhe que a vitória seria de Atenas para castigar a sua arrogância. À derrota, seguiram-se terríveis tempestades, terramotos e inundações que engoliram a bela Atlântida para todo o sempre.
Passadas centenas de anos, a Virgem Maria debruçava-se dos céus sobre o oceano quando São Silvestre lhe veio falar.
Aquela era a última noite do ano e São Silvestre achava que deveria significar algo de diferente para os homens.
Deveria marcar uma fronteira entre o passado e o futuro, dando-lhes a possibilidade de se arrependerem dos seus erros e de terem esperança numa vida melhor.
Nossa Senhora concordou e revelou-lhe o motivo por que estava a observar o mar com uma certa tristeza. Lembrava-se da bela Atlântida afundada por Deus por causa dos pecados dos seus habitantes.
Enquanto falava, Nossa Senhora deixava cair lágrimas de tristeza e misericórdia porque, apesar do castigo, a humanidade não se tinha emendado.
São Silvestre reparou que não eram apenas lágrimas que caíam dos olhos da Senhora, mas também pérolas autênticas.
Uma delas, ao cair no local onde a Atlântida tinha existido, originou a ilha da Madeira. Ficando conhecida como a Pérola do Atlântico."
 
ACCB


 

 


 

 
escrito no papiro por ACCB às 23:37
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Sábado, 21 de Abril de 2007

Skins


 

Skins
Há três anos que a judiciária investiga as actividades dos 31 suspeitos detidos


 

-Líder do PNR acredita na inocência de elementos detidos
O presidente do Partido Nacional Renovador escusou-se, este sábado, a revelar se os elementos de extrema-direita detidos, quarta-feira, na posse de armas eram militantes do partido. No entanto, José Pinto Coelho disse acreditar na sua inocência.


 

-EXTREMA-DIREITAEncontro internacional cancelado
O encontro de organizações europeias nacionalistas marcado para sábado foi cancelado e substituído por uma conferência de imprensa. O presidente do PNR culpou os meios de comunicação social e a polícia pelo cancelamento do encontro.
( 15:29 / 20 de Abril 07 )


 

-________________________________


 

Mário Machado, Lider da Frente Nacional ficou em prisão preventiva.
Mário Machado é considerado para os que pensam como ele, um herói , um homem de coragem.
Acredita que os que foram detidos nada têm que ver com os factos pelos quais o foram.
E diz que Skins não são a Frente Nacional.


 

 
Eu não sei.


 

Eles são suspeitos, estão indiciados.
Não há acusação e, assim sendo não há julgamento.
Não havendo este, não há prova apurada e, portanto, não há ainda sentença.
A haver sentença teremos de aguardar o trânsito em julgado da mesma.


 

 


 

Até lá...TODOS SE PRESUMEM INOCENTES!


 

-
Sinceramente não me interessa quem é quem.
Não me interessa se a Frente é Nacional ou Nacionalista.
Eu sou Patriota.
Mas não sou racista, nem elitista, nem xenófoba.
NÃO SOU!
E tenho todo o Direito de o não ser.
Essa agora!


 

 
-
Não gosto de criminosos.
Venham eles de que raça vierem.
Não gosto de violência.
Venha ela de que etnia vier.
E não gosto de desordem, arrogancia e absolutismo ou fundamentalismo.
Venha ela de que elite , grupo ou organização vier.


 

-Não gostava que os meus filhos para defenderem o seu país de situações absurdas ou abusivas se tornassem criminosos, agredissem, matassem, fizessem sofrer outro ser humano.


 

-Não admito que invadam o meu país com arrogância, criminalidade, vigarice, violência, oportunismo. Não admito que prejudiquem o meu país, os seus nacionais...
Muito menos o admito aos do meu País.


 

-
Tanto me faz que venham da esquerda como da direita.
Que sejam de classe média, baixa ou alta.
Que sejam caucasianos, negros, ciganos, ou qualquer outra etnia, de qualquer profissão .............
religião etc etc etc.....
-
O que me importa é que crime não sirva para combater o crime.
Que ninguém se torne no bode expiatório de ninguém e que para defender uns se agridam outros.
-
Não compreendo como alguns jovens nacionalistas conseguem ter uma linguagem tão racista como a de alguns negros que são racistas.
Não compreendo como nós Portugueses, alguns de Nós, podem apelar à violência contra a violência.


 

-
Não gosto de crime organizado, venha ele de onde vier.
-
Sou Patriota.
Não canto o meu Hino em qualquer ocasião.
Não desrespeito a minha Bandeira.
Honro os meus antepassados.
Revolto-me quando fazem da minha Pátria um aglomerado de gente sem rumo.
Mas, provavelmente não serei Nacionalista.
-
Porque antes de tudo, é o ser Humano que centro no Mundo em geral.
 


 

Antes de tudo o mais tenho:
-


 

A Declaração Universal dos Direitos Humanos
 


 

foi adoptada pela ONU em 10 de dezembro de 1948 (A/RES/217).


 

Esboçada principalmente por John Peters Humphrey, do Canadá, mas também com a ajuda de várias pessoas de todo o mundo - Estados Unidos, França, China, Líbano etc.,


 

delineia os direitos humanos básicos.


 

-
Embora não seja um documento que representa obrigatoriedade legal, serviu como base para os dois tratados sobre direitos humanos da ONU, de força legal_ o Tratado Internacional dos Direitos Civis e Políticos, e o Tratado Internacional dos Direitos Económicos, Sociais e Culturais.
-
Segundo o Guinness Book of World Records, a Declaração Universal dos Direitos Humanos é o documento traduzido no maior número de línguas (em 2004, cerca de 330).


 

-Também existe em Português!


 

 


 

****
PS:-
Os verdadeiros skinheads não têm preconceitos raciais porque este estilo de vida nasceu precisamente de uma fusão de culturas
entre ingleses brancos e jamaicanos.

escrito no papiro por ACCB às 09:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

De Perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

últimos papiros

2014 Europa

O debate de hoje

Os anestésicos do Amor

A Culpa A Justiça e A Lei

Diz a Constituição que

João Palma

Autoridade Concorrência -...

Mostrar para Esconder

Greve ( Transportadores )...

Relatório minoritário

Winehouse ..Pois

Pópós e Contas

O Suicídio entre os Joven...

A 14ª EMENDA

UM HOMEM DUAS MULHERES

Dever de Reserva

Homem

O Mundo é Plano...

Falta de sentido estético

PREVENÇÃO OU REPRESSÃO?

Drª Carolina

Os detectives da treta

...

...

O Memorial do Convento

Um problema de tamanho?

...

...

...

...

...

...

...

...

PROVAS DE AFERIÇÃO

A PEDRA DE ROSETA

Ainda a Madeleine

Sarkozy

A Madeira é um Jardim

Skins

Engenheiros, Poetas, Bura...

...

Imputabilidade aos 14?

Somos Homofóbicos?

Os 3 segredos de Putin

...

CO2 / Kioto /O3

Oh Miguel! Que pena!

Confissão

Para reflectir a propósit...

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

favoritos

Eu sou a tempestade

Desiderata

Choveu

Pássaros

Aquele traço de escrita

Pai

Amanhã Hoje é dia da Cria...

Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
28
29
30
31

subscrever feeds