Domingo, 29 de Agosto de 2021

Ninguém Tem Pena das Pessoas Felizes

240684084_3758770194222531_3807051011327369088_n.j

“Ninguém tem pena das pessoas felizes. Os Portugueses adoram ter angústias, inseguranças, dúvidas existenciais dilacerantes, porque é isso que funciona na nossa sociedade. As pessoas com problemas são sempre mais interessantes. Nós, os tontos, não temos interesse nenhum porque somos felizes. Somos felizes, somos tontaços, não podemos ter graça nem salvação. Muitos felizardos (a própria palavra tem um soar repelente, rimador de «javardo») vêem-se obrigados a fingir a dor que deveras não sentem, só para poderem «brincar» com os outros meninos.
É assim. Chega um infeliz ao pé de nós e diz que não sabe se há-de ir beber uma cerveja ou matar-se. E pergunta, depois de ter feito o inventário das tristezas das últimas 24 horas: «E tu? Sempre bem disposto, não?». O que é que se pode responder? Apetece mentir e dizer que nos morreu uma avó, que nos atraiçoou uma namorada, que nos atropelaram a cadelinha ali na estrada de Sines.
E, no entanto, as pessoas felizes também sofrem muito. Sofrem, sobretudo, de «culpa». Se elas estão felizes, rodeadas de pessoas tristes, é lógico que pensem que há ali qualquer coisa que não bate certo. As infelizes acusam sempre os felizes de terem a culpa. É como a polícia que vai à procura de quem roubou as jóias e chega à taberna e prende o meliante com ar mais bem disposto. Em Portugal, se alguém se mostra feliz é logo suspeito de tudo e mais alguma coisa. «Julgas que é por acaso que aquele marmanjo anda tão bem disposto?», diz o espertalhão para outro macambúzio. É normal andar muito em baixo, mas há gato se alguém andar nem que seja só um bocadinho «em cima». Pensam logo que é «em cima» de alguém.
Ser feliz no meio de muita gente infeliz é como ser muito rico no meio de um bairro-de-lata. Só sabe bem a quem for perverso.
Infelizmente, a felicidade não é contagiosa. A alegria, sim, e a boa disposição, talvez, mas a felicidade, jamais. Porque a felicidade não pode ser partilhada, não pode ser explicada, não tem propriamente razão. Não se pode rir em Portugal sem que pensem que se está a rir de alguém ou de qualquer coisa. Um sorriso que se sorria a uma pessoa desconhecida, só para desabafar, é imediatamente mal interpretado. Em Portugal, as pessoas felizes sofrem de ser confundidas com as pessoas contentes.”
Miguel Esteves Cardoso, in 'Os Meus Problemas'
escrito no papiro por ACCB às 17:31
link | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

De Perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

últimos papiros

Os Dias Escuros

Cansaço sobretudo cansaço

Como é um alentejano?

Viva

O peso e rapidez das hora...

Sevilla Tiene una cosa......

ESTOU CANSADO

A Flor

Outono

Jardim Suspenso

O Poder Oculto da Arte

Fala-me…

Eugénio de Andrade

A cabeça noutro lado

O Outono chega hoje.

O Mar dos meus olhos

A miúda o olhar e o gelad...

Em Mitos Urbanos e Boatos

Cry me a river

Para o Serão

Arte e natureza a simbios...

.......tanta coisa..........

Limites

Telefona quando quiseres

Adeus - outro do mesmo O'...

O PÁSSARO MORREU

VÓMITO!

Pensamento do dia

Amanhã 11 Setembro

Era aqui que eu estava be...

O declínio...

A Casa

Lobo Antunes

Estou para aqui a escreve...

Setembro

Tribunal Constitucional

79 Anos de Vida

A Vida

OBSERVADOR

Agosto

Um canção, uma bandeira

Ninguém Tem Pena das Pess...

.......pela noite dentro....

Como diria

É ver acordar a Serra

JustiçA com A

O mar

VITÓRIA DE SAMOTRÁCIA

São?!

As autárquicas

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

favoritos

...escrever...

BOM DIA!

Uma história com 50 anos

Como se chorar fizesse Ju...

Design no escuro

imperdível de Ferrante

Here I go again

A minha coisa preferida d...

Eu sou a tempestade

Choveu

Outubro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31

subscrever feeds