Sexta-feira, 2 de Julho de 2021

Hoje vamos fazer um teste?

21617530_1144535955645981_4776062510359270199_n.jp


Vamos desactivar a lógica por um momento.

Imagine que está com alguém num bosque. Quem é essa pessoa?

1 – Anda pelo bosque e vê um animal não muito longe . Que animal é esse?

2 – O que acontece quando seu olhar cruza com o do animal?

3 – Segue caminhando pelo bosque e chega a um descampado onde está a casa dos seus sonhos. De que tamanho ela é?

4 – A casa possui um muro?

5 –Entre dentro da casa vá à sala de jantar e olhe para a mesa principal. Descreva o que vê a seu redor.

6 – Sai de casa pela porta dos fundos e vê um copo na relva . De que material é feito?

7 – O que faz ao ver o copo?

8 – Chega ao fim da área que rodeia a casa. Há ali um curso de água (rio, lago, mar, etc.) Que curso de água é esse?

9 – Vai atravessá-lo para continuar?

Experimente Responder 😉

Depois eu deixo a 🔑 depois.

escrito no papiro por ACCB às 23:55
link | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Viva

12087131_678080275624887_7041668513029405381_o.jpg

Se quiser viver muito, viva.
Se quiser sorrir muito e muito alto, faça-o.
Se quiser cantar alto cante ainda que desafinado ou desafinada, "pois os desafinados também têm coração."

Se lhe apetecer abraçar abrace .......e andar descalça ande...
E apetece-lhe vinho do Porto em Lisboa, beba,... embriague-se de vontade de ser livre e feliz...
Que se dane a regra, a norma, o preconceito..
Tem vontade de gritar lá do fundo da alma alto e bom som mas é de noite e todos dormem?... Apague a luz, abra a janela e grite! Pode ser que o Sol se acenda.

E se lhe apetecer não dormir não durma...
E se morrer de sono morra o tempo necessário para acordar bem disposta ou bem disposto e querer viver muito.

Aí Viva!

2.Julho.2021

escrito no papiro por ACCB às 20:52
link | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Porque

51991397_1706578972775007_2459372379055325184_n.jp

E para terminar o dia porque dizem que tenho de dormir ( logo foram inventar a necessidade de dormir...) deixo-vos com o Poema de Sophia que sempre me acompanhou.

Todos os poemas dela são bons e gosto muito do que escreve mas, este poema tem-me acompanhado desde sempre

Faz hoje Anos que.........


PORQUE
Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão.
Porque os outros têm medo, mas tu não.
Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam, mas tu não.
Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis, mas tu não.
Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam, mas tu não
.
Sophia de Mello Breyner Andresen

escrito no papiro por ACCB às 15:41
link | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Cansaço

13450778_783944341705146_353431624725857896_n.jpg


Cansaço
O que há em mim é sobretudo cansaço —
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto em alguém,
Essas coisas todas —
Essas e o que falta nelas eternamente —;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada —
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço,
Íssimno, íssimo, íssimo,
Cansaço...

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa

escrito no papiro por ACCB às 01:18
link | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Um poema

 

16105932_936175589815353_5202058038239806804_n-2.j


Não sei de que se faz um poema
Mas escrevo..........
Talvez das horas amargas de lembrança
Quem sabe do tempo de espera imaginando que o tempo não passa
Das saudades...
Acho que também é feito de saudades
E dos dias mais amargos
................................
Não sei de que se faz um poema
Ou como se faz um poema
Mas escrevo....
pieguices, sentires, mágoas, dores ....
Ou sonhos....
De dias frios olhando o tempo que já não é....

.......
Um poema tem tudo, até o não saber fazê-lo

( 21Janeiro 2017)

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 00:49
link | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

De Perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

últimos papiros

Arte e natureza a simbios...

.......tanta coisa..........

Limites

Telefona quando quiseres

Adeus - outro do mesmo O'...

O PÁSSARO MORREU

VÓMITO!

Pensamento do dia

Amanhã 11 Setembro

Era aqui que eu estava be...

O declínio...

A Casa

Lobo Antunes

Estou para aqui a escreve...

Setembro

Tribunal Constitucional

79 Anos de Vida

A Vida

OBSERVADOR

Agosto

Um canção, uma bandeira

Ninguém Tem Pena das Pess...

.......pela noite dentro....

Como diria

É ver acordar a Serra

JustiçA com A

O mar

VITÓRIA DE SAMOTRÁCIA

São?!

As autárquicas

Rir é o melhor remédio

ADEUS

Soneto 18

PEQUENO ESCLARECIMENTO

Verão

Sonhos

10 Agosto (1992)

o infinito

10 Apenas um número - 10.

Prosa e Verso

Gosto

A Verdade

Se escrevo

Remoendo

...

BOM DIA!

Memórias

Oh l' amore

Prefácio de um Livro a le...

Num sítio tão frágil como...

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

favoritos

...escrever...

BOM DIA!

Uma história com 50 anos

Como se chorar fizesse Ju...

Design no escuro

imperdível de Ferrante

Here I go again

A minha coisa preferida d...

Eu sou a tempestade

Choveu

Setembro 2021

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds