Sábado, 14 de Novembro de 2015

Paris En Colère

 

 

 

 


Que l'on touche à la liberté
et paris se met en colère
et paris commence à gronder
et le lendemain, c'est la guerre.
paris se réveille
et il ouvre ses prisons
paris a la fièvre :
il la soigne à sa façon.
il faut voir les pavés sauter
quand paris se met en colère
faut les voir, ces fusils rouillés
qui clignent de l'oeil aux fenêtres
sur les barricades
qui jaillissent dans les rues
chacun sa grenade
son couteau ou ses mains nues.

la vie, la mort ne comptent plus
on a gagné on a perdu
mais on pourra se présenter là-haut
une fleur au chapeau.
on veut être libres
a n'importe quel prix
on veut vivre, vivre, vivre
vivre libre à paris.

attention, ça va toujours loin
quand paris se met en colère
quand paris sonne le tocsin
Ça s'entend au bout de la terre
et le monde tremble
quand paris est en danger
et le monde chante
quand paris s'est libéré.
c'est la fête à la liberté
et paris n'est plus en colère
et paris peut aller danser
il a retrouvé la lumière.
après la tempête
après la peur et le froid
paris est en fête
et paris pleure de joie.

(Merci à Eric pour cettes paroles)

 

escrito no papiro por ACCB às 17:54
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 13 de Novembro de 2015

Paris Je T'aime

paris-title-card.png

 





Não durmo
Estou a ver um documentário na RTP1 - SOS Terra.
Como é possível destruir ainda onde tudo já está destruído?
Só há crianças, velhos, mulheres assustadas, homens armados que armam os filhos para uma luta desigual...Fome, ...snipers...
Gritos,... Feridos... Mortos...
Onde é?
Na Síria ...Allepo
Uma mulher procura o filho nos escombros....não resta nada....
Nada está inteiro...nem as ruas, nem as casas...só escombros ....São os Insurgentes...
Aviões bombardeiam civis, desorganizados armados e sem estratégia ...
Não entendo...
Continuo a não entender
Talvez eu não queira entender.
.......

 Dia 14.11.2015 - 4 da manhã

___________________________________
Não hei-de mencionar o nome deles
Reivindiquem o que quiserem
Eu não lhes darei visibilidade
Uma noite curta
Que o dia amanheça com luz
Que Deus, seja ele o que for, tenha tempo para este pedaço de Universo
Que se compadeça do yin e do yang e os equilibre
Que os seres humanos acordem (ou adormeçam), menos humanos e mais perto dos pedacinhos de estrelas de que dizem somos feitos
Onde está o nosso lado universal ? O de todos e de cada um?....
Quem somos ... O que somos?


 dia 13.11.2015 - Atentados em Paris 150 mortos 

 

escrito no papiro por ACCB às 22:56
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 7 de Novembro de 2015

El embrujo de la guitarra española

escrito no papiro por ACCB às 01:23
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

últimos papiros

Para ser Perfeito

Miró

Caminhos

Paris , o pintor de rua e...

O temporal esta noite.......

Para ti

Engolir o Universo

Para o raio que os partis...

Eu sou a tempestade

fotos antigas a 3 de Junh...

Depus a Máscara

Fundamento

Berlim

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

favoritos

Eu sou a tempestade

Desiderata

Choveu

Pássaros

Aquele traço de escrita

Pai

Amanhã Hoje é dia da Cria...

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds