Domingo, 31 de Julho de 2011

a mais inútil sonata.................

 

 

 

Não sei porque havia de haver um piano ou um banco suspensos sobre o mar

e eu sentada à deriva...


não sei porque a maré estava chã...não há maré que seja chã...
os pescadores de sonhos sabem isso.
Apetecia-me que chovessem notas , ou pautas, ou jazz ao piano
..........
só para a maré deixar de ser chã
ou eu deixar de estar à deriva
ou o piano deixar de estar suspenso
ou quem sabe

para um pianista vindo não sei de que maré alta

 se sentar no banco e tocar a sonata de Verão mais inútil que houvesse. 

 

ACCB    

escrito no papiro por ACCB às 00:32
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 28 de Julho de 2011

Sem título

 

 

Felicidade
é abrir-te devagar como uma porta
rangendo murmúrios
para o meu corpo entrar.

E depois, depois voltar a fechá-la atrás de mim
e caminhar em ti em ritmos certos
para que os meus passos se confundam com o
                                               bater do teu coração.

 

E depois, depois semear em ti trigo novo
e soltar papoilas nuas da minha boca
para que se misturem com o teu sangue.

 

E depois,
depois perder-me nesse sonho sem regresso
só com a luz dos teus olhos
a levarem notícias do mundo!...

 

 

 

 

JOÃO MORGADO, in COLECTÂNEA DE POESIA CONTEMPORÂNEA DA BEIRA INTERIOR, (Kreamus,2001)

 

escrito no papiro por ACCB às 00:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Terça-feira, 26 de Julho de 2011

Nem a história diz isso

escrito no papiro por ACCB às 16:10
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 23 de Julho de 2011

No mesmo dia que ela nasceu...morreu ela.

escrito no papiro por ACCB às 16:52
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

23.Julho - Amália

escrito no papiro por ACCB às 07:36
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quinta-feira, 21 de Julho de 2011

musica da semana

 

 

__ _ Parece coisa de mulher Mas sabe bem ouvir um homem dizê-lo _

 

 

 ___

tags:
escrito no papiro por ACCB às 10:32
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quarta-feira, 20 de Julho de 2011

Gosto

 

 

 

 

 

"Gosto de te ter por perto,

assim como estás agora,

ao alcance de te querer.

 

Se eu quisesse juntava-me a ti

 e seria mar também.

 Mas não quero, ainda não.

 

Tenho os meus deuses para inventar

e acredito ainda em cores que não são tuas.

 

Um dia, um dia é o tempo de tudo o que haveríamos de ter sido,

 e eu ainda tenho dias para mundos maiores do que tu."

 

 

 Nuno Camarneiro, No meu peito não cabem pássaros

escrito no papiro por ACCB às 23:09
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Solau à moda


Senhora, eu vos amo tanto
Que até por vosso
marido
Me dá um certo quebranto...

Pois que tem que a gente
inclua
No mesmo alastrante amor
Pessoa, animal ou cousa
Que seja lá o
que for,
Só porque os banha o esplendor
Daquela a quem se ama tanto?
E,
sendo desta maneira,
Não me culpeis, por favor,
Da chama que ardente
abrasa,
O nome de vossa rua,
Vossa gente e vossa casa.

E vossa
linda macieira
Que ainda ontem deu flor...

Mario Quintana
(1906-1994)

escrito no papiro por ACCB às 13:13
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Domingo, 17 de Julho de 2011

Verde era o Cabo

 

Na areia branca lavada pela maré os pés brincavam com a espuma que o mar atirava para a praia.

 Um silêncio de café no ar.... sem chávenas ou possibilidade de o beber. Saborear o momento era uma chávena cheia dele, de saudade e de prazeres deixados para trás num País onde as marés africanas eram história mas ali, à beira dos pés, eram realidade.

 

Deixara para trás as sandálias que comprara antes da viagem.

 Eram novas mas não lhe faziam falta desde o momento em que os encontrara.

 Jogavam à bola numa rua pintada de casas amarelas com janelas recortadas a branco e portadas da cor dos dias vindos do céu em sóis de peixes voadores que os pescadores ficavam a ver , sem deitarem as redes.

 

Verde era o Cabo de sorrisos lavados, de roupa deitada à cabeça num equilíbrio de ancas e ombros que só as mulheres da ilha sabiam trazer.

 

Os pés livres e pequenos, encontrara-os na tal rua de portadas abertas ao visitante que vinha de Portugal, como quem cai de um reino de Sol e belezas, lá do alto dos céus, no paraíso pobre e deserto mas cheio de uma paz interior que só alguns sabem o que significa.

 

Coisas pequenas de tardes calmas e silenciosas, cortadas pelas gargalhadas das crianças descalças que jogam à bola.

 

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 18:42
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 16 de Julho de 2011

palavras a 4 mãos

 

 

 

Já não sei onde andam as palavras.

Aquelas que gosto de juntar mas nem sei como fazê-lo....

e saltam para o papel ou do teclado como se soubessem todo o caminho até serem mensagem.

 

Acho que gostam de música.

Por vezes ouvem jazz ou canções antigas guardadas na memória.

Depois , apoiam o queixo na imaginação e escrevem.

 

ACCB

 

 

_

 

palavras como passos

palavras como ruas e

palavras nuas

a espaços

AL

 

______

 

Palavras como notas
presas em pautas
iniciadas em claves de Sol

escritas em sustenido menor
em escalas abertas
e compassos presos

 

ACCB

_____

palavras em lá, sol
em mi bemol
maior em si
palavras azuis

...
AL
 
_______


que escorrem pelo papel
em tintas roubadas ao poente

salpico-as de maré
para que não sequem

até que a Lua cheia
lhes empreste patine

ACCB

 

 

 

A fala é vida e a vida mora na linguagem.
 
 Através dela ouvimos, sofremos, amamos, sonhamos, conhecemos, desbravamos o mundo e rasgamos esperanças.
 
 O gesto é fala, o sorriso é fala, o levar a mão a outra mão entre o afivelar de um sorriso é ...dar à ternura uma voz, é fazer dos afectos a linguagem de uma segunda existência, superando-nos a nós mesmos.
Afeiçoamo-nos às palavras por que nelas encontramos o sentido da vida.
 
Como está escrito no livro Jo 1.1-14 “A linguagem armou tenda entre nós” e a tenda abriu-nos a nós mesmo, aos outros e ao mundo.
 
 
JBVM
 
 
________________

 

escrito no papiro por ACCB às 23:35
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sexta-feira, 15 de Julho de 2011

Poema

 
 
Mais sorrisos do que lágrimas,
É o que a alma pede
...e a vida não requer mais:

O que o sonho exige do acto;
...É o compromisso inexacto
Entre o fruto e a derrota

Entre o princípio e o fim
Resta o precipício...e o passo
Que traçam todo um fado:

A rota do bem estar
está no estebelecer desse laço:
Curta a viagem,... e doce o viajar.

Teresa Cunha _ in - Na Floresta não há só Borboletas
escrito no papiro por ACCB às 19:21
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

This is the day

You pull back the curtains
And the sun burns into your eyes
You watch a plane flying
Across the clear blue sky
 
 
escrito no papiro por ACCB às 15:30
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Moon

 

 

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a
rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de
ser tua,
tenho outras de ser sozinha

Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.

E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu
ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...

 

 

Cecília Meireles

escrito no papiro por ACCB às 01:10
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quinta-feira, 14 de Julho de 2011

....

 

Yo andaba solo y callado
Porque tú te hallabas lejos;
y aquella noche
Te estaba escribiendo,
Cuando por la casa desolada
...Arrastró el horror su trapo siniestro.

Brotó la idea, ciertamente,
De los sombríos objetos:
El piano,
El tintero,
La borra de café en la taza,
y mi traje negro.

Leopoldo Lugones..
escrito no papiro por ACCB às 23:27
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Terça-feira, 12 de Julho de 2011

A Lua............

 

 

 

 

Anoiteceu (me) assim o dia
raiou a noite Lá ao fundo
adormeço aqui tonta pela luz das letras e das ideias
creio que verei a aurora pela manhã
ou quem sabe o crepúsculo escondida por detrás da Lua.


-

---

ACCB

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Que nenhuma estrela queime o teu perfil

 

 

 

Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nenhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.

Para ti criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas.

 

 

                                                                Sophia de Mello Breyner Andresen

escrito no papiro por ACCB às 23:29
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Segunda-feira, 11 de Julho de 2011

às 10....

escrito no papiro por ACCB às 19:15
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

É Tempo.......

 

 

 

 

 

Tempo de passar os dedos pelo  Tempo.
É tempo de passar os olhos só por mim.
Tempo…Tempo de rever o pensamento.
Tempo de me esquecer ou lembrar de ti.

Das águas claras, ou azuis, em que invento
O mar imenso, o Sol ou o infinito…enfim…
Do querer eternizar cada momento
De elipse…Sol  ao pôr-se…ou outro aroma assim…

Tempo de apagar ou me perder nos medos.
Deste meu querer e não querer…Do sinto.
Guardar  o som de um beijo agarrado aos dedos.

No olhar com que te prendo e não te minto.
É Tempo…de nos perdermos em segredos
Ou deixar o Tempo preso ao Infinito.

Adelina Barradas de Oliveira
Do livro “ Na Floresta não há só borboletas”

escrito no papiro por ACCB às 00:45
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 9 de Julho de 2011

Vinicius 9.7.80 - 9.7.2011 é Sábado

escrito no papiro por ACCB às 07:29
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quinta-feira, 7 de Julho de 2011

Nós por cá todos bem?

´

 

Desculpem lá mas eu estou a deitar estas manobras pelos olhos. Critérios técnicos? Sem estratégia e sem dolo? O dolo é nosso...A guerra de informação não existe. O euro ESTÁ SUBIR!!! A EUROPA DO EURO não tem um problema de fundo como os EUA.O Dólar.. está com Dores.. ai está! Será difícil ver?

 

Tem espinhas?????????

 

--

 

escrito no papiro por ACCB às 01:32
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

Quem é quem?

escrito no papiro por ACCB às 01:30
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quarta-feira, 6 de Julho de 2011

FIM

Heiner Flassbeck   

      Director da ONU exige extinção das agências de ‘rating’   

Económico com Lusa                  
06/07/11 12:35

   

 

    O director da Agência das Nações Unidas para o Comércio Mundial e o Desenvolvimento (UNCTAD) exigiu a extinção das agências de ‘rating’.   

Na opinião do ex-secretário de estado das finanças alemão, Heiner Flassbeck, "as agências de rating pelo menos deviam limitar-se a avaliar empresas, e não deviam poder avaliar Estados, que são uma matéria muito complexa, em que elas ignoram frequentemente muitos aspectos positivos".

 

 

AQUI

 

-

---

-----

escrito no papiro por ACCB às 22:39
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Terça-feira, 5 de Julho de 2011

Lindo...............

escrito no papiro por ACCB às 23:44
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Segunda-feira, 4 de Julho de 2011

Lindo...............

escrito no papiro por ACCB às 23:10
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sábado, 2 de Julho de 2011

18 anos

 
Não sabia o que escrever...ainda não te olhara  e tinhas tu 18 anos.
 

Eras muito pequenina, muito pequenina...cabias no colo.
Ainda mal abriras os olhos e tinham passado dezoito anos.
Aguardei para ver... e foi quando te ouvi dizer:"- Vou,... chego cedo."- que percebi que saíras do
colo e dos meus braços e sempre  tinhas tido a vida toda, há dezoito anos, à tua
espera.
Não sabia o que escrever...
Afina não se tem 18 anos todos os dias... e esperamos ansiosamente tê-los e
quando chegam nada mudou a não ser o número  de responsabilidades.
 
E de repente tinhas 18 anos e agora era contigo...
sendo certo que os meus braços estarão sempre lá à tua volta e, o meu colo à tua espera.
Não sabia o que escrever...ainda não te olhara com 18 anos.

ACCB
escrito no papiro por ACCB às 20:50
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Mal posso esperar..........pois.

escrito no papiro por ACCB às 00:04
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

últimos papiros

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Portugal/França

Dois homens à beira rio

Paris En Colère

Paris Je T'aime

El embrujo de la guitarra...

A Hora de ser livre

O outro lado da rua

Tarkovsky

Bocage

Saramago - 18.6

Se partires, então, escre...

Lopetegui....Lotopegui......

Como o Sol A Pôr-se

Entrega-te ao medo e não ...

Quando a Vida Humana dá à...

papiros em biblioteca

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Março 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

Outros Papiros

Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
14
15
16
17
18
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

subscrever feeds