Quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

Imagem do dia - Cisterna Manuelina

- ( El rei D. Manuel ) 

«Mas tu, de quem ficou tão mal pagado 
Um tal vassalo, ó Rei, só nisto inico, 
Se não és pera dar-lhe honroso estado, 
É ele pera dar-te um Reino rico. 
Enquanto for o mundo rodeado 
Dos Apolíneos raios, eu te fico 
Que ele seja entre a gente ilustre e claro, 
E tu nisto culpado por avaro. 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

Ensinas-me a voar?!

 

 

 

 

 

" (...)      a história de um gato, Zorbas, gato grande, preto e gordo, que mora numa casa perto do porto de Hamburgo.

Numas férias em que Zorbas fica em casa sozinho, estava ele a apanhar sol na sua varanda, quando lhe cai de repente á sua frente uma gaivota moribunda, que depois de ter sido apanhada pela maré negra, perde-se do seu bando e faz da varanda do Zorbas o seu ultimo destino.

 

 Porém, antes de morrer, põe um ovo, e faz dois pedidos a Zorbas, o primeiro é que tome conta da pequena gaivota que irá nascer, o segundo é que a ensine a voar.

 

Perante o estado da pobre gaivota, Zorbas aceita os pedidos, sem se aperceber do tamanho de tal responsabilidade."

 Assim começa a sua aventura

...............................................................................

 

 

ACCB

 

 

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:05
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Terça-feira, 28 de Setembro de 2010

Entre mis recuerdos

escrito no papiro por ACCB às 22:06
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Tea for Two

escrito no papiro por ACCB às 21:15
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Se você não se distrai...............

escrito no papiro por ACCB às 08:48
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

Liberdade/Responsabilidade

escrito no papiro por ACCB às 08:32
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Domingo, 26 de Setembro de 2010

Bom Domingo

tags:
escrito no papiro por ACCB às 10:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Lua Cheia

escrito no papiro por ACCB às 01:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Sábado, 25 de Setembro de 2010

Qdo as Finanças dão vontade de rir

escrito no papiro por ACCB às 19:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Esse seu olhar....

 

___________________

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 17:20
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

eterno e em italiano

escrito no papiro por ACCB às 16:14
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

Comer Orar Amar

 

 

"Aos 34 anos, Elizabeth Gilbert, escritora premiada e destemida jornalista da GQ e da SPIN, descobre que afinal não quer ser mãe nem viver com o marido numa casa formidável nos subúrbios de Nova Iorque e parte sozinha numa viagem de 12 meses com três destinos marcados: o prazer na Itália, o rigor ascético na Índia, o verdadeiro amor na Indonésia.

 

Irreverente, espirituosa, senhora de um coloquialismo exuberante, Elizabeth não abandona um minuto a sua auto-ironia e conta-nos tudo acerca desta fuga desesperada ao sonho americano que começou no momento em que encontrou Deus.


Quando fez 30 anos, Elizabeth Gilbert tinha tudo o que uma mulher americana formada e ambiciosa podia querer: um marido, uma casa, uma carreira de sucesso. Mas em vez de estar feliz e preenchida, sentia-se confusa e assustada. Depois de um divórcio infernal e de uma história de amor fulminante acabada em desgraça, Gilbert tomou uma decisão determinante: abdicar de tudo, despedir-se do emprego e passar um ano a viajar sozinha. "Comer na Itália, Orar na Índia e Amar na Indonésia" é uma micro-autobiografia desse ano.

 

 

O projecto de Elizabeth Gilbert era visitar três lugares onde pudesse desenvolver um aspecto particular da sua natureza no contexto de uma cultura que tradicionalmente se destacasse por fazê-lo bem. Em Roma, estudou a arte do prazer, aprendeu a falar Italiano e engordou os 23 kilos mais felizes da sua existência. Reservou a Índia para praticar a arte da devoção.

 

Com a ajuda de um guru nativo e de um cowboy do Texas surpreendentemente sábio, Elizabeth empenhou-se em quatro meses de exploração espiritual ininterrupta. Em Bali, aprendeu a equilibrar o prazer sensual e a transcendência divina. Tornou-se aluna de um feiticeiro nonagenário e apaixonou-se da melhor maneira possível - inesperadamente.

"

 

escrito no papiro por ACCB às 22:31
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

“Dê uma nova vida

aos seus livros escolares usados,
 
 
entregue-os no Livrão

Dê uma nova vida aos seus livros escolares usados

 

A Caixa está a colaborar com a Entrajuda, instituição particular de solidariedade social, numa iniciativa de recolha de Livros Escolares levada a cabo pelo Clube dos Livros.

 

O objectivo é maximizar a recuperação de livros escolares para reutilização ou a sua correcta destruição, potenciando, dessa forma, boas práticas de responsabilidade social e ambiental.

 

No dia 20 de Junho foi  lançada a campanha «Dê uma nova vida aos seus livros escolares usados, entregue-os no Livrão».

 

A partir dessa data, é possível depositar os livros escolares usados nos Livrões (pontos de recolha) colocados nas agências da Caixa Geral de Depósitos, na rede de Livrarias Bertrand, nas lojas Pingo Doce e Feira Nova aderentes, nas lojas do IPJ, para além de muitas escolas aderentes a este projecto. Ao todo estão previstos cerca de 970 pontos de recolha onde poderão ser entregues os livros escolares usados.

 

Esta campanha prevê ainda que os livros escolares reutilizáveis, ou seja, ainda em vigor e em bom estado, possam ter um valor equivalente a 20% do respectivo valor de capa. Este montante será pago ao dador do livro por transferência bancária, desde que verificados os requisitos inscritos no folheto que se encontra aposto no Livrão.

 

Dê uma nova vida aos seus livros escolares usados.

 

O Planeta Agradece!



Publicado por O planeta agradece
escrito no papiro por ACCB às 08:31
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010

Pois não

escrito no papiro por ACCB às 23:43
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Lisboa de manhã

 

 

 

É de manhã que Lisboa acorda e se levanta para o rio. De manhã a luz é mais certa e os contrastes mais definidos. Nas janelas, com o som do amolador, as vidraças escorrem sorrisos que chegam do castelo, e se há escadas ou escadinhas, há sempre uma calçada portuguesa a cantar debaixo dos saltos dos meus sapatos.

 

É de manhã que Lisboa acorda e grita o pregão que ainda resta. São as  peixeiras que não calam a voz, quando o silêncios do homem das rosas passa insistente, a querer vender o celofane que as suporta.

 

É em Alfama que a Sé se ergue e nos olha lá de cima do enorme e silencioso vitral, como se o rio não visse e fossemos todos pombos  que voam no Rossio.

 

A Suíça ainda tem turistas pela esplanada, que o sol ainda tem Setembro e, as ninfas das fontes verdes, continuam a jorrar água dos ombros num nunca acabar da frescura dos beijos de quem se ama.

 

Ao fundo o arco com o enorme relógio, diz-me que passaram as horas, e que me perdi pela calçada à esquerda do elevador e do Carmo.

 

É de manhã que Lisboa me chama e me traz as imagens de uma menina que fui e mulher que sou...

É de  manhã que recomeço os dias.

 

 

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 22:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Será parecido?

escrito no papiro por ACCB às 18:17
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Na palma da mão

dois caminhos, caminhos floridos, dois caminhos imagem, terapia corporal em adolescentes

Abro as mãos; nelas
podes ver
o que quiseres: apenas
o teu rosto
se não quiseres olhar
para as minhas
mãos
ou as rugas, pregas
finas
nos meus dedos,
outros sinais do tempo
que não foi teu.
Abro as mãos; repara
nelas, deita-lhe ao menos
um olhar
agora que uma estrela
rompeu os céus
no céu de Praga
e as minhas mãos já não cantam
nos teus lábios
para sempre rendidos
ao rasto da estrela
e à luz nocturna
do cristal.
António Mega Ferreira (1949)
 
O Tempo que Nos Cabe
 
 
-
escrito no papiro por ACCB às 17:43
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

BRUXA PRECISA-SE


QUE SAIBA ENCANTAR E DESENCANTAR

COM RAPIDEZ E PERFEIÇÃO.

-

 


...REGALIAS SOCIAIS CONSIDERÁVEIS.


DE PREFERÊNCIA JÁ COM ESTÁGIO FEITO.


CONTRATO DE SEIS MESES À EXPERIÊNCIA.


RESPOSTAS PORMENORIZADAS PARA - X

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 12:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Bom Dia

escrito no papiro por ACCB às 06:21
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

O livro e a ausência

 

 

 

Hora de comprar um livro que tem de ser lido. Não gosto de livros que têm de ser lidos.

Destino Almedida do Atrium Saldanha, salto alto apressado na calçada e, subitamente o som de um piano ecoa pelo espaço envolto pela escadaria.

Como posso continuar se o piano me faz um apelo a sentar e ouvir?

Um café por favor  e um bolo,... sim,...pode ser esse...

O piano continua,... músicas de Sinatra, temas de filmes,...sons que são sempre novos e presentes pelos anos fora...

Almedina de novo e o casaco do pianista negligentemente sobre o piano.....

Absorto e envolvido por aquilo  que interpreta, partiu para um mundo à parte onde não há chávenas de café, saltos altos ou escadarias de mármore...

Olhos pelos livros e a presença ausente que sempre se faz sentir, quando na FNAC ou na Almedina, me deixo cair no mundo dos livros...

Uma saudade , ou uma falta?

Uma vontade de comprar e levar para que possa ler e reler e voltar a sublinhar.

E a ausência da presença que sempre ocorre à memória....

Pago os livros que comprei e saio. Lá fora o pianista continua envolto no seu mundo e eu espreito-o.

O som reflectido no mármore  envolve memórias nunca realizadas.
Saio para a rua, já é noite  e levo comigo o livro e a ausência.

 

ACCB

 

escrito no papiro por ACCB às 23:35
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Dia Internacional da Paz.

A ONU comemora hoje, 21 de Setembro, o Dia Internacional da Paz

escrito no papiro por ACCB às 15:48
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

....E Voar:::::...........................

escrito no papiro por ACCB às 09:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

Tu és responsável por aqueles que conquistas

 

 

 

 

- É preciso ser paciente - respondeu a raposa.

- Tu  sentas-te primeiro um pouco longe de mim, assim, na relva.

 Eu te olho-te com o canto do olho e tu não dizes nada.

 

 A linguagem é uma fonte de mal-entendidos.

 

 Mas, a cada dia, te sentarás mais perto...

 

 

 

O Principezinho e a Raposa )

 

-

escrito no papiro por ACCB às 09:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Uma boa semana

escrito no papiro por ACCB às 08:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Domingo, 19 de Setembro de 2010

...despedimo-nos...

 

 

 

 

Às vezes despedimo-nos tão cedo
que nem lágrimas há que nos suportem o
...peso da voz à solidão exposta
ou
de lisboa no corpo o peso triste

Às vezes é tão cedo que nos vemos
omitidos
enquanto expõe
o peso insuportável
do amor
a despedida

É tão cedo por vezes que Lisboa
estende sobre os corpos o desgosto

Com os dedos no crânio despedimo-nos

***


Gastão Cruz

 

 

escrito no papiro por ACCB às 09:28
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sexta-feira, 17 de Setembro de 2010

Ter Tempo

 

 

 

 

 

Pelo meio dia sentas-te à minha frente e sorris.

Os olhos castanhos atrás dos óculos escuros...

Sintra abriu uma brecha no céu para que tivessemos Sol...
Depois, pela Marginal,...convidas-me para um café junto à praia e,

 acabamos por lanchar por lá.

 

 

ACCB

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

O Amor é Mágico às vezes é Trágico

 

 

 

sádico
às vezes é trágico
mágico
é má-gi-co

é rápido
é má-gi-co

 

 

COM  ACORDO ORTOGRÁFICO -  ;-)

 

 

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Porque gosto em francês Je t'aime :-)

escrito no papiro por ACCB às 09:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Segunda-feira, 13 de Setembro de 2010

Os poetas vivem sem vontades alheias

MOTE:-"Na minha solidão… sou um poeta desempregado que vagueia nas palavras. " - Luis Ferreira

 

 

 

 

 

 

Os poetas caíram no desemprego
Já ninguém lhes dá trabalho
Também não os convidam para festas
Nem sequer querem que eles façam parte das listas..

 

Os poetas vivem a sua vida
sem ambições ocultas
Ou vontades alheias


Os poetas, ficam de fora... a ver
A escrever o que sentem
Sem dever de escrever bem
Ou mal...

 

 

Os poetas há muito que não têm emprego
ocupação definida
escrevem quando querem e o que querem


Às vezes despem-se da poesia
e lá os vêem pela rua,...parece que vão trabalhar.

 

No dia em que os poetas não forem desempregados
Não acreditem na poesia.

 

ACCB

 

_________

escrito no papiro por ACCB às 21:56
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Domingo, 12 de Setembro de 2010

Música pela noite dentro

escrito no papiro por ACCB às 01:13
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Abraham Lincoln ao professor do seu filho

 

 

"Caro professor, ele terá de aprender que nem todos os homens são justos, nem todos são verdadeiros, mas por favor diga-lhe que,

 

por cada vilão há um herói,

que por cada egoísta, há também um líder dedicado,

 

ensine-lhe por favor que por cada inimigo haverá também um amigo,

 

ensine-lhe que mais vale uma moeda ganha que uma moeda encontrada,

 

ensine-o a perder mas também a saber gozar da vitória,

 

afaste-o da inveja e dê-lhe a conhecer a alegria profunda do sorriso silencioso,

 

faça-o maravilhar-se com os livros,

mas deixe-o também perder-se com os pássaros do céu,

as flores do campo, os montes e os vales.


Nas brincadeiras com os amigos, explique-lhe que a derrota honrosa vale mais que a vitória vergonhosa,

ensine-o a acreditar em si, mesmo se sozinho contra todos.

 

Ensine-o a ser gentil com os gentis e duro com os duros,

ensine-o a nunca entrar no comboio simplesmente porque os outros também entraram.

 


Ensine-o a ouvir a todos, mas, na hora da verdade, a decidir sozinho,

ensine-o a rir quando esta triste e explique-lhe que por vezes os homens também choram.

 

Ensine-o a ignorar as multidões que reclamam sangue e a lutar só contra todos, se ele achar que tem razão.

Trate-o bem, mas não o mime, pois só o teste do fogo faz o verdadeiro aço, deixe-o ter a coragem de ser impaciente e a paciência de ser corajoso.


Transmita-lhe uma fé sublime no Criador e fé também em si, pois só assim poderá ter fé nos homens.


Eu sei que estou a pedir muito, mas veja que pode fazer, caro professor."

Abraham Lincoln, 1830

 

 

escrito no papiro por ACCB às 00:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Sábado, 11 de Setembro de 2010

Quantos 11 de Setembro?

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Passar uma tarde...........

escrito no papiro por ACCB às 23:43
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Não te voltes. Não, não ( te ) voltes.

________________

 

Não te voltes. Não, não te voltes. Deixa-te estar sentado nesse gesto que é tão teu,...a perna direita cruzada em quatro sobre o joelho da esquerda e, o corpo atirado para trás na cadeira, como quem contempla o tempo que não tem....

Voltas-te para o monte da Lua e bebes o café de um trago. Pedes outro e mais uma queijada de Sintra,...estaladiça, acabadinha de fazer...

Cresce-me água na boca...do sabor dos lábios que a beijam devagarinho.

A frescura da tarde a meio, passa no som da charrete puxada por dois cavalos e um cocheiro paciente, farto da volta do costume até à estação, por baixo das buganvilias que ainda têm aroma  de Verões com sonhos de namorados.

Escondes os olhos nos óculos escuros,… sei que procuras imagens antigas de dias passados na frescura da serra, quando à volta os 38º graus são sufocantes e a vida parece curta.

Não trazes nada na lembrança das mãos que foram tuas e dos gestos que te embalaram os sonhos mas, sabes que os teus sonhos estão ali,..entre mouras encantadas e cavaleiros que procuram as suas almas  no meios de sombras e fontes sussurrantes… ….

 

Não te voltes. Sigo o meu caminho com a imagem dos olhos que te não vi. Neles, todas as recordações se guardam e resguardam ….

Não ( te ) voltes. Deixa-te ficar para que parta com o retrato no sorriso.

 

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 00:33
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 10 de Setembro de 2010

As vidas dos outros?

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:15
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Escreve para mim

escrito no papiro por ACCB às 23:04
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

A escrita...


“A escrita pode ser uma faca ou um beijo”

 

 

Miriam Assor, escritora e jornalista

 

--

----

escrito no papiro por ACCB às 16:50
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Foto grafia

ACCB-  Gaivotas no Mar Vermelho

ACCB - Gaivotas no Mar Vermelho - 2010

 

 

 

A palavra Fotografia vem do grego φως ("luz"),

e γραφις ("estilo", "pincel")

ou γραφη grafê,

 

e significa "desenhar com luz e contraste"...

 

---

-

escrito no papiro por ACCB às 16:27
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Os refugiados,...sabemos quem são?

escrito no papiro por ACCB às 01:25
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quinta-feira, 9 de Setembro de 2010

The last dance

escrito no papiro por ACCB às 15:24
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

últimos papiros

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Portugal/França

Dois homens à beira rio

Paris En Colère

Paris Je T'aime

El embrujo de la guitarra...

A Hora de ser livre

O outro lado da rua

Tarkovsky

Bocage

Saramago - 18.6

Se partires, então, escre...

Lopetegui....Lotopegui......

Como o Sol A Pôr-se

papiros em biblioteca

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Março 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

Outros Papiros

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

subscrever feeds