Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

E pronto! paciência

Pronto eu sei que é piroso

Pronto eu sei que não é Evi Metal

Pronto eu sei que não é TchaikovsKy ..............

Mas apetece-me ouvir e pronto.

Paciência...

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (27) | juntar aos escribas

Mesa para dois em Sintra

Mesa para dois

Foto de -  Luís Filipe B. Simão

 

Frango de fricassé

Ingredientes (4 doses)

1 frango com cerca de 1 kg
1 colher (café) de sal
Pimenta q. b.
1 dl de vinho branco
2 cebolas grandes
1 dente de alho
2 colheres (sopa) de azeite
2 gemas de ovo
1 limão
1 colher (sopa) de salsa picada

Limpe o frango de pele e gorduras, lave-o e corte-o em pedaços pequenos. Tempere com sal, pimenta e vinho branco e reserve durante cerca de 30 minutos.
Pique as cebolas e o dente de alho e aloure-os no azeite. Quando a cebola começar a ficar transparente, junte-lhe os pedaços de frango e deixe saltear, adicionando pequenas porções de água quente, até que a carne fique macia e com algum molho.
Bata as gemas com o sumo do limão e misture-lhes a salsa picada. Retire do lume e deixe arrefecer um pouco.
Adicione a gemada ao frango, leve novamente ao lume e deixe cozinhar, sem parar de mexer, até retomar a fervura. Rectifique os temperos e sirva quente.

Sirva com arroz branco muito muito solto e brilhante...

 

Acompanhe com um tinto aveludado, daqueles de fechar os olhos e sentir a lingua macia e quase doce......já agora capriche na companhia.....................

 

Hummmmmmmmmmmmmmmm

escrito no papiro por ACCB às 21:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas

Anúncio

Paulo Rangel está no mercado meninas.!!!  - pag 30 da Sábado

 

Aqui vai o Anúncio

 

Paulo Rangel diz que «PSD não está contra obras públicas em geral nem nenhuma em concreto»

 Solteiro, 41 anos, gordinho, heavy metal, procura menina marcante para prática sado-maso. Já fui marcado mas pouco embora tenha tido um caso mais marcante que os outros.

 Veste negro nas horas vagas e usa metal nas partes intimas.

 Sou fracassado com as marcas mas não sou terrorista.

Preferência por meia preta de liga de renda com piquinhos e perfume hipnótico.
Não casei ainda porque elas marcam mas pouco
Traga chicote e outros instrumentos no género e em couro.
Nas horas vagas disfarço no parlamento e pareço um menino de coro .
Aceitam-se fotos de preferência corpo inteiro e tatuado.
Gosto de névoas e de nevoeiros,...e da brutalidade visceral dos heavy Metal.
Tudo de preferência ao som de  Slayer e Slipknot
Finalmente... sou um Superdotado!

  

 ------------------------------------------------------------------------------- 

OH DR! Haja paciência!!! No mercado? Está no mercado??!!! No Europeu claro! Haja DEUS!

Os homens agora têm a mania que estão à venda, e quando falam de relações .... que pensam que são ou foram  importantes, ....chamam-lhes MARCANTES!

heavy metal Dr....... Oh Dr!!!

Marcantes?

No mercado????

Oh Doutor, .... no Europeu pois claro! 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 19:24
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (15) | juntar aos escribas

Música pela noite dentro

escrito no papiro por ACCB às 03:52
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Perdigão perdeu a pena

 
 
  
Perdigão perdeu a pena
Não há mal que lhe não venha.

Perdigão que o pensamento
Subiu a um alto lugar,
Perde a pena do voar,
Ganha a pena do tormento.
Não tem no ar nem no vento
Asas com que se sustenha:
Não há mal que lhe não venha.

Quis voar a uma alta torre,
Mas achou-se desasado;
E, vendo-se depenado,
De puro penado morre.
Se a queixumes se socorre,
Lança no fogo mais lenha:
Não há mal que lhe não venha
.
 
Luís de Camões

 

 

Já agora uma lenda sobre pássaros:

 

Segundo uma lenda milenar existiu um espécie de pássaro muito especial no Japão que se chamava Hyoku. Os antigos guardavam sua história como uma verdadeira lição para os homens de qualquer época.E, segundo essa lenda, o Hyoku era um pássaro que nascia apenas com uma asa. Assim, desde o instante do seu nascimento, ele buscava encontrar sua outra metade para unir-se a ela, se completando para conseguir sua realização de pássaro: Voar.

Porque enquanto ele não encontrava sua metade,  não chegava a ser efetivamente um pássaro, apenas meio.

A lenda de Hyoku traz, por isso uma lição profunda para todos nós:

 “A de que um ser só é completo, quando é metade de alguém”. ( Será?!)

 

Ao contrário do Hyoku, muitas pessoas ao invés de buscar a metade que as realize, acabam na ilusão do poder, do egoísmo, do egocentrismo reduzindo sua vida ao meio.

Incapazes de se darem a alguém, não conseguem nunca  completar-se como seres humanos de facto. Nem dar-se totalmente. Procuram-se no outro. Passam pela vida sendo apenas metade de gente.

 

escrito no papiro por ACCB às 01:10
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (28) | juntar aos escribas

Dia Mundial da dança

escrito no papiro por ACCB às 00:40
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Terça-feira, 28 de Abril de 2009

Os signos e o sexo :-/

 

 

Nativa Escorpião

Para si, seduzir não é um acto arbitrário. É uma arte, que domina na perfeição e que envolve fazer a coisa certa, na altura certa. No sexo, predomina a entrega e a sensualidade, porque sabe que o prazer vai muito além do acto físico.

Não gosta de receber um 'não' como resposta e por isso vai à luta até alcançar o que quer.

Parceiros ideais: Aquário, Touro, Leão e Virgem.

 

escrito no papiro por ACCB às 23:55
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (40) | juntar aos escribas

Deve ser por isso

 

António Damásio é um daqueles homens que admiro há muito tempo.

Desde a publicação do seu livro "O erro de Descartes" que o venho seguindo com curiosidade e atenção.

Diz-nos o  neurocientista português, - considerado um dos pais das teorias sobre o "cérebro emocional" - que "O cérebro precisa de mais tempo e mais contexto para processar as emoções de admiração e de compaixão".

Das suas explicações  sobre comportamentos que temos , chego por vezes à conclusão de que involuntáriamente somos "maus" involuntáriamente, somos criminosos involuntáriamente, somos agressivos  involuntáriamente e, que menos a lei e mais a medicina, modifica os homens.

 

Quando há dias explicava na entrevista que deu à Judite de Sousa, que pequenas operações cerebrais podem mudar comportamentos, acertos hormonais podem mudar atitudes, extinguir fobias  e curar esquizofrenias,... eu pensei que provavelmente não estou errada quando penso  que, nós somos não só a nossa vontade mas, mais ainda, as nossas hormonas e o seu equilíbrio.

 

António Damásio vem agora dizer ISTO que vale a pena ler.....

 

Deve ser por isso....

 

--------------------

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 22:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas

Passeio de Santo António

Há um poema que me ficou de menina, das festas na escola ainda só os anos íam em 7 ou 8. Recitais de Poesia? Era eu.

E este ficou-me,... imagem de um palco de luz em que os rostos lá em baixo são invisíveis e os ouvidos estão por todo o lado....

Recordações ..............................................

 

 

 

Saíra Santo António do convento
A dar o seu passeio acostumado
E a decorar num tom rezado e lento
Um cândido sermão sobre o pecado.

E andando...andando sempre
Repetia o seu divino sermão suave e brando
E nem notou que a tarde esmorecia
E vinha a noite plácida baixando

Andando... andando, viu-se num outeiro
Com árvores e casas espalhadas
Que ficava distante do mosteiro
Uma légua, das fartas, das puxadas.

Surpreendido por se ver tão longe
E cansado por haver andado tanto
Sentou-se a descansar o bom do monge
Com a resignação de quem é um santo.

O luar, um luar claríssimo nasceu
Num raio dessa linda claridade
O Menino Jesus baixou do céu
E pôs-se a brincar com o capuz do frade.

Perto, uma bica de água murmurante
Juntava os seus murmúrios ao dos pinhais
Os rouxinóis ouviam-se distantes
O luar, mais alto, iluminava mais

De braço dado para a fonte vinha
Um par de noivos todo satisfeito
Ela trazia no ombro a cantarinha
E ele trazia o coração no peito.

Sem suspeitar que alguém os visse
Trocaram beijos ao luar tranquilo
O Menino porém ouviu e disse:
- Oh, frei António, o que foi aquilo?

O frei erguendo a manga do burel
Para tapar o noivo e a namorada
Mentiu numa voz doce como o mel
- Não sei que fosse, eu cá não ouvi nada.

Uma risada límpida, sonora, cristalina
Ecoou como notas de ouro sobre o caminho.
- Ouviste frei António, ouviste agora?
- Ouvi Senhor, ouvi, é um passarinho.

- Tu não estás com a cabeça boa.
Um passarinho? E a cantar assim?.
E o pobre Santo António de Lisboa, calou-se
embaraçado.

Mas por fim, corado como as vestes dos cardeais
Teve esta saída redentora
- Se o Menino Jesus pergunta mais
Queixo-me a sua Mãe, Nossa Senhora.

 

E voltando-lhe a carinha contra o vento
E contra aquele amor, sem casamento
Pegou-lhe ao colo e disse:
Jesus, são horas!
E abalaram para o convento

 

 

Augusto Gil

 

escrito no papiro por ACCB às 21:54
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas

sabor a framboesa

 

Uma colher de  natas

Meia colher de café de sonho

250g de sonho

Meio Kilo de curiosidade

Uma colher de chá de vontade

baunilha qb

E sabor a via láctea

 

Olá Boa tarde.....

Quero um gelado com sabor a Via Láctea.

 

Pode ser com sabor a matanoato de etila ?

Não. Tem de ser com sabor a Via Láctea.

Já agora coloque uma cereja.....pode ser?!

E uma nuvem de "não há longe nem distância".

 

escrito no papiro por ACCB às 21:34
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

Frase do dia

 
 
 
"É mais fácil mudar uma lei
 
do que mudar um Juiz"
 
 
Edgar Lopes - Juiz de Direito
 
escrito no papiro por ACCB às 17:05
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (22) | juntar aos escribas

É nestas alturas que mais me dói

O Meu passarinho hoje não dormiu em casa.

Hoje doi-me a saudade.....

Ai mulher mimada com beijos e orações nocturnas.....

Ouvi-lhe  a voz  à distância......

Aperto no peito quando o coração fica pequeno e cai no estômago.....

 

O meu passarinho hoje não dormiu em casa............

Foi ...numa visita de estudo com a escola............... Tantos passarinhos por aí..........como o meu,...mas sem os vôos do meu.....

___________________________

escrito no papiro por ACCB às 00:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (15) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 27 de Abril de 2009

"Tu estás em toda a parte "- disse ele.

 

 

Estou mais perto de ti pq te amo.
Os meus beijos nascem já na tua boca.
Não poderei escrever teu nome com palavras.
Tu estás em toda a parte e enlouqueces-me.

Canto os teus olhos mas não sei do teu rosto.
Quero a tua boca aberta em minha boca.
E amo-te como se nunca te tivesse amado
porque tu estás em mim mas ausente de mim.

Nesta noite sei apenas dos teus gestos
e procuro o teu corpo para além dos meus dedos.
Trago as mãos distantes do teu peito.

 

Sim, tu estás em toda a parte.Em toda a parte.
Tão por dentro de mim.Tão ausente de mim.
E eu estou perto de ti porque te amo.

 

                                         Joaquim Pessoa

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Domingo, 26 de Abril de 2009

Miúda :-)

Essa miúda faz-te acreditar Que o sol é um presente

Que a aurora trás

Principalmente p´ra ti

 

 

Essa miúda é uma fogueira
Que te acende as noites em qualquer lugar
E tu desejas arder com ela
Enquanto bebes o perfume
Que ela deita nos seus trapos de cor
Para te embriagar

Essa miúda é um exagero
Diz que sem ti não sabe voar
Mas tu adoras voar com ela
Enquanto inventas espaços novos
Ela vai arquitetando uma teia
P´ra te aconchegar

Essa miúda faz-te acreditar
Que o sol é um presente
Que a aurora trás
Principalmente p´ra ti

Essa miúda é uma feiticeira
Prende-te a mente e põe-se a falar
E tu bem tentas compreende-la
Mas o que sai da sua boca
Não parece condizer com o que ela
Te diz com o olhar

Essa miúda faz-te acreditar
Que o sol é um presente
Que a aurora trás
Principalmente p´ra ti

 

_______

 

Jorge Palma

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

Nuno Álvares Pereira - de Infantaria

 

 

—"Eu só com meus vassalos, e com esta
(E dizendo isto arranca meia espada)
Defenderei da força dura e infesta
A terra nunca de outrem sojugada. 
Em virtude do Rei, da pátria mesta,
Da lealdade já por vós negada,
Vencerei (não só estes adversários)
Mas quantos a meu Rei forem contrários."—

 

Lusíadas - Canto IV

Canonizado  Santo - a 26.Abril de 2009

escrito no papiro por ACCB às 23:50
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

O 25 de Abril de uma Alemã

 

Ontem, sandália de salto preto alto e cristais nos dedos dos pés, vestido longo sem ser preto, costas a descoberto e casaquinha de pêlo (  ainda que sintético, que isto de matar animais já passou de moda), aí vou eu para um daqueles jantares em que se está por deferência ou, por obrigação e como manda o figurino.

 

Por acaso não foi o caso.

Acompanhada de elegante cavalheiro de smoking preto, fiquei numa mesa com dois casais alemães, um casal em que ele é alemão e ela portuguesa e, uma inglesa chorosa por não saber do seu marido que anda pelos lados da Somália, não porque seja pirata mas porque é militar-oficial da marinha e, está em negociações com os piratas para aquelas bandas.

Desde Novembro que não sabe nada do marido.

 

Logo que me sentei pensei três vezes para mim: - Calma, o alemão já lá vai há muitos anos mas isto vai correr bem. Devem falar inglês.

Acontece que, para além de serem adidos militares, fazem questão, quer eles, quer as suas mulheres , de falar português.

A mistura de linguas surgiu espontânea e nem sequer foi constrangedora.

Companhia agradável e simpática .

Troca de  experiências de vida de quem não tem medo de correr o mundo.

 

Uma das alemãs contou-me que, há 35 anos, precisamente no dia 25 de Abril veio para Portugal com o pai, engenheiro que vinha dirigir os projectos do Metropolitano, a mãe viajou separada e de avião com os irmãos mais novos.  Ela , de carro com o pai por ser a mais velha, foi impedida na fronteira de Vilar Formoso de entrar em Portugal por causa da Revolução.

 

À conversa com os guardas fronteiriços em Espanha, estes  desculpavam-se dizendo que por eles passavam, mas os Portugueses é que não deixavam entrar. Por seu lado os portugueses diziam que por eles entravam, os Espanhóis é que não deixavam sair.

 

Entrada finalmente em Portugal, da altura a imagem que guarda do 25 de Abril,  é a de 6 meses sem escola e de praia logo em Junho, o que para uma criança como ela , com  11 anos e acabadinha de sair  de Berlim... era o paraíso.

 

Noite agradável que se prolongou ao som de uma excelente orquestra elegantemente fardada e de vozes do outro mundo .... sons de Gleen Miller,....Louis Armstrong,....Patsy Cline,...Nick Cannon...Lou Bega.... e os saxofones de estalo !....

Reviver momentos e viver o presente... aprender com outras vivências e já agora porque não desenferrujar o Inglês... e que tal voltar a estudar alemão?!

 

_________________________

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 19:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (28) | juntar aos escribas

Olha o parvalhão!

 Milionário procura mulher ideal

"Bonita, saudável, equilibrada e inteligente", é este o tipo de mulher que um milionário americano procura.

 

Clique para ver uma reportagem em vídeo

escrito no papiro por ACCB às 19:25
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

As armas e os Barões assinalados

 
 

Rodrigo Martins, Elvira Fortunato e a sua equipa, com o papel e a solução electrocrómica usados na experiência

Dispositivos podem ser aplicados em superfícies de papel, vidro, cerâmica, metal ou plástico. (Veja link para vídeo no fim do texto) Virgílio Azevedo
escrito no papiro por ACCB às 19:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Sábado, 25 de Abril de 2009

Diz a Constituição que

 

 

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA TEM POR OBRIGAÇÃO

-

SER O GARANTE DA UNIDADE DO ESTADO

 

 

 

 

 

 

 

 

E agora até amanhã... vou jantar.......

 

escrito no papiro por ACCB às 18:54
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (16) | juntar aos escribas

Trova do Vento que Passa ... Abril 25.2009

 

 

 

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

 

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

 

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais?
Ninguém diz.

 

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.

 

Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio -- é tudo o que tem
quem vive na servidão.

 

Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.

 

E o vento não me diz nada
ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.

 

Vi minha pátria na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.

 

Vi navios a partir
(minha pátria à flor das águas)
vi minha pátria florir
(verdes folhas verdes mágoas).

 

Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.

 

E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.

 

Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.

 

E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país
.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.

 

Quatro folhas tem o trevo
liberdade quatro sílabas.
Não sabem ler é verdade
aqueles pra quem eu escrevo.

 

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

 

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não
.

 

                 Manuel Alegre

 

 

Estudantes em  17 de Abril de 69

 

As Mulheres e o 25 de Abril

 

 

escrito no papiro por ACCB às 00:00
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

João Palma

 

 

POR MARES NUNCA DANTES NAVEGADOS

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 02:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

O CAVALEIRO

DA ARMADURA ENFERRUJADA
 
(Robert Fisher)
[cavaleiro+2.jpg]

"Disseste—me uma vez que eu tinha posto esta arma­dura porque tinha medo.
— E não é verdade? — replicou Merlim.
— Não usava-a como protecção quando ia combater.
— E tinhas medo de ser ferido com gravidade ou morto
— acrescentou Merlim.
— Não temos todos?
Merlim abanou a cabeça:
— Quem é que algum dia te disse que tinhas de ir para as batalhas?
— Eu tinha de provar que era um cavaleiro virtuoso amá­vel e dedicado.
— Se eras na verdade virtuoso amável e dedicado porque tinhas de o provar? — perguntou Merlim.
O cavaleiro evitou pensar nisso do mesmo modo como normalmente se esquivava das coisas: adormecendo." - pag 23
 ______________________________

 

É assim. O medo, faz-nos sempre fugir.


 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 07:20
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

Stacey Kent - The Boy Next Door.

tags:
escrito no papiro por ACCB às 00:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

De esperas construímos o amor

intenso e súbito.....................

 

De esperas construímos o amor  intenso e súbito

que encheu as tuas mãos de sol e a tua boca de beijos.

Em estranhos desencontros nos amamos.

Havia o rio mas sempre ficávamos na margem.

Eu tocava o teu peito e os teus olhos e, nas minhas mãos,

a tarde projectava as suas grandes sombras

enquanto as gaivotas disputavam sobre a água

talvez um peixe inquieto, algo que nunca pudemos ver.

As nossas bocas procuravam-se sempre, ávidas e macias

E por muito tempo permaneciam assim, unidas,

Machucando-se, torturando as nossas línguas quase enlouquecidas.

Depois olhávamo-nos nos olhos

No mais profundo silêncio. E, sem palavras,

Partíamos com as mãos docemente amarradas e os corações estoirando uma alegria breve

Quando a noite descia apaixonada

Como o longo beijo da nossas despedida.

 Joaquim Pessoa

 

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Nuvem não é Névoa...

 

 

Nuvem de reacções à entrevista de José Sócrates

escrito no papiro por ACCB às 01:49
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Autoridade Concorrência - Mais do Mesmo

A Autoridade da Concorrência reitera que não detectou cartelização na fixação do preço dos combustíveis, mas no relatório que é entregue, esta terça-feira, no Parlamento, são feitas recomendações para um melhor funcionamento do mercado, avança o Diário Económico.

HOJE -  e mais de hoje

 

Há um ano

 

e há uns dias :-

O desconcerto da concertação

 

 

escrito no papiro por ACCB às 15:15
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

A "Guerra" - EUA / Rússia, até no lixo!

 

 "Com tanto lixo em circulação era previsível o que acabou por acontecer no passado dia 12 de Fevereiro: a colisão entre um satélite de comunicações norte-americano e um militar russo já desactivado, a mais de 670 quilómetros por minuto.

 

A vaga de detritos resultantes do choque aumentou exponencialmente o risco de colisão com satélites e até com a própria estação espacial internacional, que ficou em alerta .

Sensivelmente, um mês depois deste choque entre os dois satélites, a estação espacial internacional esteve em risco eminente de colisão"

 

_AQUI________________

 

Depois do homem ir à lua e com o decorrer dos anos, começou a dizer-se que as alterações climáticas eram culpa "daquilo que eles mandavam para o espaço".

A voz do Povo!....................................

Será mesmo?

Qdo tiverem tempo espreitem o artigo e o clip.

Vale a pena.

Poluição??

Só aqui?...........em baixo?!

-____________________

escrito no papiro por ACCB às 07:50
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

O poder da fotografia

A excelente mensagem que passa a fotografia....... ou quem a faz......

 

 

http://www.ashesandsnow.org/en/flash-popup.php

 

 

Somos livres ou determinados?

 

 

 

(filme de Gregory Colbert - ashes and snow) [link para o resto do texto]

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Dali , o meu preferido

 

 

Hércules levantando a pele do mar pede a Vénus para esperar um instante antes de acordar o amor

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Domingo, 19 de Abril de 2009

Não é de agora...que andamos a fazer?

A Geopolitica do caos e da fome

Fernando Nobre
Gritos contra a indiferença
Lisboa, Temas e Debates, 2007
(excertos)

 

 

 

[…] concordo com o senhor Ignacio Ramonet, director do Le Monde Diplomatique: «Estamos a caminho do caos.» Ou paramos já — para escutarmos e socorrermos os gritos de desespero de três quartos da população mundial, para olhar e ver os erros cometidos nomeadamente na defesa do Homem e do meio ambiente e para pensarmos no que realmente queremos fazer do nosso mundo — ou todo este frenesim descontrolado pode levar-nos ao caos global.

 

As revoluções tecnológica (tendencialmente desumanizante), económico-financeira (um verdadeiro jogo, como no «mercado dos futuros») e social (a crise global do poder/desemprego) em curso estão a levar ao domínio total do financeiro sem rosto sobre o político, o social, o ético e o moral com todas as suas terríveis consequências. Sem querer ser o velho do Restelo, grito: «Alerta! Cuidado!»

 

Com tanto miserável no nosso mundo, onde trezentas pessoas acumulam mais riqueza do que três biliões (50 por cento da população mundial), onde o fosso entre o Norte e o Sul nunca foi tão abissal, onde as disparidades sociais nos países ditos civilizados e desenvolvidos nunca foi tão grande, isso só pode rebentar. Quando? Não sei! Só sei que assim não vamos a parte nenhuma. É tempo de inverter a marcha funesta que nos tem conduzido. Por favor, é preciso bom senso.

 

* Editorial AMI Notícias, n.° 14, Dezembro de 1998.

escrito no papiro por ACCB às 23:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas

Selo - Mulheres bem resolvidas

Selos

 


A Patricia Lousinha ofereceu-me um selo

 

Um selo, sim, um selo, porque supostamente sou uma mulher bem resolvida...
As regras:
1. Exibir a imagem do selo;
2. Postar o link de quem ofereceu o selo;
 
3. Escolher 10 mulheres bem resolvidas (deve ser qualquer coisa relacionada com problemas e matemática...)
4. Avisar as escolhidas. É já de seguida.
 
 O Cheiro da Ilha
 
A mis 95 años
 
A Menina marota
 
 Ana Garrett
 

 

OBSERVE AND EXPRESS IT

 

E mais muitas mais...................Todas as que acharem que o são e o queiram levar. Já agora levem a nossa oração que ensinou Júlio Machado Vaz.

______________________________

 

 

Oração das Mulheres bem Resolvidas

 

 
Que o mar vire cerveja e os homens aperitivo,
que a fonte nunca seque,
e que a nossa sogra nunca se chame Esperança,
porque Esperança é a última que morre...
Que os nossos homens nunca morram viúvos,
e que os nossos filhos tenham pais ricos e mães gostosas!
Que Deus abençoe os homens bonitos,
e os feios se tiver tempo...
 
Deus...
Eu vos peço sabedoria para entender um homem,
amor para perdoá-lo e paciência pelos seus actos,
porque Deus,
se eu pedir força,
eu bato-lhe até matá-lo.
 
Um brinde...
Aos que temos,
aos que tivemos e aos que teremos.
 
Um brinde também aos namorados que nos conquistaram,
aos trouxas que nos perderam,
e aos sortudos que ainda vão conhecer-nos!
 
Que sempre sobre,
que nunca nos falte,
e que a gente dê conta de todos!
Amén.
 
P.S.: Os homens são como um bom vinho: todos começam como uvas e é
dever da mulher pisá-los e mantê-los no escuro até que amadureçam e se
tornem uma boa companhia para o jantar.

 

 

 

 
tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:29
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas

o Auto da Barca do Inferno.........

João Palma tomou Posse...  

 

A Invenção dos Monstros!- DALI

 

Estando o Corregedor nesta prática com o Arrais infernal chegou um Procurador, carregado de livros, e diz o Corregedor ao Procurador:

 

CORREGEDOR
Ó senhor Procurador!

PROCURADOR
Bejo-vo-las mãos, Juiz! Que diz esse arrais? Que diz?

DIABO
Que serês bom remador. Entrai, bacharel doutor, e ireis dando na bomba.

PROCURADOR
E este barqueiro zomba... Jogatais de zombador?

Essa gente que aí está pera onde a levais?

DIABO
Pera as penas infernais.

PROCURADOR
Dix! Nom vou eu pera lá! Outro navio está cá, muito milhor assombrado.

DIABO
Ora estás bem aviado! Entra, muitieramá!

CORREGEDOR
Confessaste-vos, doutor?

PROCURADOR
Bacharel sou. Dou-me ao Demo! Não cuidei que era extremo, nem de morte minha dor.

.................

escrito no papiro por ACCB às 20:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

Música pela noite dentro

escrito no papiro por ACCB às 02:14
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas
Sábado, 18 de Abril de 2009

A Favor ou...contra

 

Células estaminais dão nova esperança

A ansiedade é grande, com o início, neste Verão, do primeiro ensaio clínico de terapia com células estaminais embrionárias. O objectivo é pôr de novo a andar pessoas com lesões na espinal medula. (Veja o documento em PDF no final do texto)

 Claudia Kalb*

escrito no papiro por ACCB às 22:19
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (44) | juntar aos escribas

Prémio "Vale a pena acompanhar este Blog "

Quem é a Júlia do Privilégio dos Caminhos que me concedeu esta simpatia de prémio / corrente por: -

Cleopatramoon (boa musica, jovial e excelente entusiasta comunicadora. )

que implica os seguintes passos (regras):


 

1. Exibir a imagem;
2. Linkar o blogue do qual recebeu o prêmio;
3. Escolher 15 blogues para entregar os prêmios e avisá-los.
 
 
Obrigada Júlia. Já estava em falta consigo!!
 
Ora então vamos ao mais dificil:
 
Filhos de um Deus menor
 
Olhar Direito 
 
Trinta e Um da Armada
 
Anónimo
 
DoPortugalProfundo
 
JAntonioBarreiros - A revolta das palavras
 
Murmúrio das Ondas
 
 
 
tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Disléxico

(Ulm, 14 de Março de 1879 — Princeton, 18 de Abril de 1955)

Conhecido(a) por Relatividade geral
Relatividade restrita
Movimento browniano
Efeito fotoeléctrico
E=mc²
Equações de campo de Einstein
Estatística de Bose-Einstein
Paradoxo EPR
Prêmio(s) Prêmio Nobel de Física (1921)
Assinatura Assinatura de Albert Einstein

 

 

«Se não tivesse sido físico, quase de certeza que seria músico».

EINSTEIN

 

 

escrito no papiro por ACCB às 07:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

Que nome poderá ter?........

tags:
escrito no papiro por ACCB às 07:04
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Depoimento

 

 

 Deponho no processo do meu crime.
Sou testemunha
E réu
E vítima
E juiz
Juro

Que havia um muro,
E na face do muro uma palavra a giz.
MERDA! – lembro-me bem.
– Crianças......
– disse alguém que ia a passar.
Mas voltei novamente a soletar
O vocábulo indecente,


E de repente
Como quem adivinha,
Numa tristeza já de penitente
Vi que a letra era minha

 

Miguel Torga

escrito no papiro por ACCB às 23:38
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Aroma...sorriso...tonteria...sonho...gargalhada...

 

 

Um segredo sobre como falar de  vinhos:

 

«Cheire, beba e diga a primeira coisa que lhe vier à cabeça» 

 

«Não pense se é um disparate, não pense em nada, não tenha medo. Diga madeira, diga chato, diga fruta, diga terra, diga o que lhe apetecer.»

tags:
escrito no papiro por ACCB às 22:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

"Evening"

 

 

 

O seu maior segredo era o seu maior dom...

 

Submetida ao poder da memória, Ann Lord revela um segredo há muito escondido às duas inquietas filhas, Constance, uma esposa e mãe feliz, e Nina, uma revoltada mulher solteira.

tags:
escrito no papiro por ACCB às 22:24
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

últimos papiros

Para ser Perfeito

Miró

Caminhos

Paris , o pintor de rua e...

O temporal esta noite.......

Para ti

Engolir o Universo

Para o raio que os partis...

Eu sou a tempestade

fotos antigas a 3 de Junh...

Depus a Máscara

Fundamento

Berlim

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

favoritos

Eu sou a tempestade

Desiderata

Choveu

Pássaros

Aquele traço de escrita

Pai

Amanhã Hoje é dia da Cria...

Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds