Sábado, 28 de Março de 2009

Deixo-vos um livro

NO OLHAR DIREITO

 

 Será que a alegria cura e a tristeza nos faz adoecer?!...............

 

BFS

tags:
escrito no papiro por ACCB às 00:52
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (34) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

A Perfeição Assimétrica do Tango

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

Que segurança?

 

JOGOS DE GUERRA - DIREITOS HUMANOS - COREIA / ????

escrito no papiro por ACCB às 23:50
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

BOM DIA!

 

 

'Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, 
 qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim'.

 

 

 

(Chico Xavier)

tags:
escrito no papiro por ACCB às 07:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (15) | juntar aos escribas

Sr.Ministro, ainda consegue usar gravata?!

 

 

 

Descalabro empresarial porquê?

Ajudas ao descalabro ...mais crédito e crédito mas só a estas que dão prejuízo...

 

Empresas que apesar da crise vão funcionando.

Falta de ajudas a estas empresas que ainda produzem e ainda têm e dão algum lucro e, ainda não começaram a despedir....

 

O desemprego tem aumentado ...

Todos os dias fecham empresas...

Diz-se que há fome...

Recorre-se à  Segurança Social..

Cada vez  menos IVA é  pago e em tempo...

Cada vez há mais fraudes.....

 

O que é isso do pagamento Especial por conta? Mudou de nome? E de mãos???

 

Sr .MInistro ainda consegue usar a gravata?!

escrito no papiro por ACCB às 00:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 25 de Março de 2009

"Mihi quaestio factum sum"

  
Clair de Lune de Ona
 
El fin, la tarde está cayendo.
El mundo sigue su camino,
Seguramente el ayer no vuelve...
Me refugiaré en mi alma
y trataré de buscar en algun sueño
ese mundo perdido...
Inolvidable y mío.
.
RODOLFO
3-o9
.
"Mihi quaestio factum sum"
(Me he convertido en una pregunta para mí mismo)
San Agustín
escrito no papiro por ACCB às 20:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

ora vamos lá falar disso.....

"I Love You, Man" fala sobre a delicadeza emocional da amizade masculina
"I Love You, Man" fala sobre a delicadeza emocional da amizade masculina .....
Os homens têm um amigo,...confidente,...
essas coisas que nós mulheres sabemos TÃO BEM?????
 
tags:
escrito no papiro por ACCB às 08:35
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas
Terça-feira, 24 de Março de 2009

Magistratura no feminino - inícios do sec. XXI

Associativismo e Feminização da Judicatura

 

pintura de Roberto Baeta   Deusa Themis

 

 

 

O texto não é meu mas revejo-me nele.

E aposto que a maioria das mulheres se revê nele.

É um texto com muita força e nada vulgar.

Vale a pena ler e retorquir...ou concordar, ou dar ideias para mudar............

Precisa-se coragem!!

tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas

O sol nas noites e o luar nos dias

 

 

De amor nada mais resta que um Outubro


e quanto mais amada mais desisto:


quanto mais tu me despes mais me cubro


e quanto mais me escondo mais me avisto.

 

 

 

 

+
E sei que mais te enleio e te deslumbro


porque se mais me ofusco mais existo.


Por dentro me ilumino, sol oculto,


por fora te ajoelho, corpo místico.

 

+
Não me acordes. Estou morta na quermesse


dos teus beijos. Etérea, a minha espécie


nem teus zelos amantes a demovem.


+
Mas quanto mais em nuvem me desfaço


mais de terra e de fogo é o abraço


com que na carne queres reter-me jovem.



O Sol nas Noites e o Luar nos Dias, II

 

                                      NATÁLIA CORREIA
 

TAMBÉM AQUI

escrito no papiro por ACCB às 01:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Mandaram-me

tags:
escrito no papiro por ACCB às 01:42
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 23 de Março de 2009

Vontade de partir.............

  
 
 
 
 
Não sei do que fala esta mulher mas está grávida
Grávida de partir...
de um tempo que avança e espera que tudo passe
Não sei o que tem esta mulher
Mas está grávida
Do vento quente do sul
Aquele que vem de África em Julho
E enche de medo quem não o percebe
Está grávida da vontade de partir para
o sitio
onde as ideias não têm limites...
 
ACCB- sem data
tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:31
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

Pausa Publicitária

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:23
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Não é por estar triste que se gosta de ............

 
 
 
 
 - Gosto muito do por do sol. Vamos ver um por do sol...
- Mas temos de esperar...
- Esperar o quê?
- Esperar que o sol se ponha.
Ficaste de principio, com um ar muito surpreendido. Depois troçaste de ti mesmo e disseste:
- Julgo sempre que estou no meu sitio.
Com efeito quando é meio dia nos Estados Unidos, como toda a gente sabe, o sol está a pôr-se em França.
Bastaria ir a França num minuto para assistir ao pôr do sol. Infelizmente a França fica muito longe. Mas no teu pequeno planeta, basta colocares a tua cadeira alguns passos mais à frente. E podes ver o pôr do sol sempre que desejares...
- Um dia vi o pôr do sol quarenta e três vezes!
E pouco depois, continuaste:
- Sabes... quando se está muito, muito triste gosta-se do pôr do sol...
- No dia das quarenta e três vezes estavas assim tão triste?
O Principezinho não respondeu...................


Saint-Exupéry in o Principezinho

escrito no papiro por ACCB às 23:21
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Domingo, 22 de Março de 2009

Ele não teve um Domingo Fantástico!!

Lucílio Baptista "assume erro" de arbitragem

 

O árbitro assume o erro cometido com o penalti que definiu a final da Taça da Liga de futebol, mas salienta que "ninguém é infalível".

 

(Veja o vídeo das declarações à SIC) - TARDE PIASTE!!!

escrito no papiro por ACCB às 23:04
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (17) | juntar aos escribas

Qual é o Código? - Perguntavam há dias

 

Um líder não se mede pelas vezes que aparece na televisão.

Não se calcula pelos discursos empolgados e as palavras cheias de nada, frases feitas e chamadas ao sentimento ou à revolta.

Um líder também não se vê pela capacidade de estar à frente disto ou daquilo, pela capacidade de ser eleito e até pelo ser realmente eleito.

 

Um verdadeiro líder tem uma pequena característica que poucos homens têm.

Já dizia Balzac:

- "Quem pode governar uma mulher, pode governar uma Nação."

 

Pois, é por isso que acredito que a Drª Manuela Ferreira Leite tem mais hipóteses!!

 

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:13
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sábado, 21 de Março de 2009

Hoje para ti Poeta

 

Poeta,

 

Tinhas nos olhos as manhãs que acreditam que o dia nasce sempre por detrás da lua que se deitou...

O sorriso era chuva de musica quando a boca atirava para trás a alegria...

Tinhas nas mãos tudo para dar e a felicidade para oferecer...

Eras inteiro..

 

Tinhas no tempo a contagem  curta de um espaço só teu

E um dia acreditaste que a felicidade era possível....

 

Depois, veio a tempestade e perdeste o rumo...

Não sei se a bússula ou a maré....

Hoje os teus olhos estão baços de saudades que já não encontras

De lembranças fechadas à chave em gavetas perdidas....

 

Será que acordas um dia desse pesadelo?

Se acordares telefona-me

Quero ouvir-te rir e dizer que tens na mão um Mundo por detrás do arco iris fique ele onde ficar....

 

Beijo Poeta.

 

ACCB

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

Dia Mundial da Poesia

Resolvi escolher para hoje, dia Mundial da Poesia este poema,

do meu poeta preferido.

Aí vai:

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas

Ser Honoris Causa

Ser Honoris Causa é defender com honra uma causa.

Diz a Wilkipédia é um título honorífico concedido a uma personalidade que tenha contribuído com os preceitos de uma instituição oficial de ensino, não pertencente a seu quadro funcional.

 

E eu digo:.........

Então e o Mourinho é Honoris Causa??

Está bem que Mourinho sabe ser Lider e é culto embora goste muito de dizer torpilóquios, mas isso é outra cultura.

E como é que ele defendeu com Honra a sua causa?

Estou baralhada.

O que significa defender com Honra a nossa causa?

Não há por aí muito Português culto a defender com Honra a causa?

Eu estou baralhda . Juro!

Não quero diminuir o valor do Mourinho que até lho reconheço. Mas aponto de um titulo Honoris causa.

Portugal é um País de futebol e sexo!

Pronto lá vem bordoada!!

 

E não digo mais porque Mourinho não merece ser colocado ao lado de ninguém, principalmente de quem me passou pela cabeça.

Mas merecerá o Titulo?

_____

ACCB

 

 

escrito no papiro por ACCB às 23:38
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Não percebo

 

World Press Photo

A imagem de uma índia com uma criança ao colo enfrentando a tropa de choque da polícia do Amazonas é uma das fotos vencedoras do concurso World Press Photo. (Foto: Luiz Vasconcelos, Jornal A Crítica - Brasil/Zuma Press
Luiz Vasconcelos

 

escrito no papiro por ACCB às 23:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

Com o mar aos pés....

 

 

Hoje não havia tanta gente na praia como há uma semana.

Também não havia tanto calor. Nem daquele calor que enche o coração.

Nem fiquei para ver o pôr - do - sol.

 

Mas li um livro. E senti o cheiro do mar... e a maré veio beijar-me os pés .... E o rochedo lá estava face à ausência de gente que pensou que ía chover. Mas não choveu....E o sol sorriu pela manhã e pela tarde até à hora do lanche.......

A chuva essa,...talvez venha amanhã.

___________

tags:
escrito no papiro por ACCB às 22:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Jason Mraz - I'm Yours


Jason Mraz - Im Yours (Official Video) - Esta paixão já vem desde aqui

 

 

E daqui

 

Parece que permanece.

 

 

 Well open up your mind and see like me
open up your plans and damn you're free
look into your heart and you'll find love love love love
listen to the music at the moment people dance and sing with me
Were just 1 big family
And it's our godforsaken right to be loved loved loved loved loved

So, i won't hesitate no more,
no more, it cannot wait i'm sure
there's no need to complicate our time is short
this is our fate
I'm yours
 

 

 

 I've been spendin' way too long checkin' my tongue in the mirror
and bendin' over backwards just to try to see it clearer
But my breath fogged up the glass
and so I drew a new face and I laughed
I guess what I'd be sayin' is there ain't no better reason
to rid yourself of vanities and just go with the seasons
it's what we aim to do
our name is our virtue

But I won't hesitate no more,
no more it cannot wait
I'm yours
.............................................................

escrito no papiro por ACCB às 22:27
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Como fazer um amigo no avião em 7 passos

  

 

1.

Retirar o portátil da mala

2.

Abrir a tampa calmamente

3.

Ligar

4.

Certificar-se que o passageiro do lado está a ver

5.

Abrir este link http://www.tinyurl.com/e8efm

6.

Fechar os olhos e olhar para o teto da cabine!

7.

Apreciar a reacção do passageiro

 

escrito no papiro por ACCB às 22:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Obviamente demito-me

"O Provedor de Justiça é, na essência, um elo de ligação entre os cidadãos e o Poder.

 

O Provedor de Justiça

 

Não tem poderes de decisão - por isso, não manda, não impõe, não constrange os poderes públicos.

Mas, sugere, convence pela força da razão, persuade pela boa fundamentação das posições assumidas em defesa dos direitos fundamentais dos cidadãos.

Por isso, o seu dever é estar, sempre e esforçadamente, ao lado daqueles cujas queixas e reclamações são suportadas pelo Direito ou estribadas pela Justiça.
 

 

Assim deve proceder por imperativo legal, por comando de consciência e por dever de solidariedade para com todos os portugueses. "

 

_____________

SE NÃO SABEM FIQUEM A SABER:

 

 

 

"Os reis egípcios tinham nas suas cortes altos funcionários que recebiam as queixas do povo.

 

Moisés nomeou funcionários especializados para apreciarem as queixas apresentadas pelos hebreus.

 

Na República de Roma, dois censores examinavam, quer os actos administrativos, quer as queixas de alegada má administração.

 

 

 

Na China, na Dinastia de Han, um alto funcionário (Control Yuan) exercia actividades similares.

 

Na Idade Média, os intermediários entre governantes e cidadãos e entre administradores e administrados eram comuns, a nível do Estado, Igreja e organizações comerciais.

(...)

 

Mas foi só a partir do 25 de Abril que se caminhou decisivamente no sentido da criação do cargo de Ombudsman - Provedor -  em Portugal. "

_______________

 

O actual Provedor de Justiça diz que se demitirá. É uma forma legal de obrigar a AR a decidir do novo ocupante do cargo.

Não percebo a demora.

Mas percebo a vontade de renunciar ao cargo.

__________

 

Se precisarem de alguém para sugerir um nome , tendo em conta que os egípcios já tinham pratica disto.....

 

 

ACCB

 

escrito no papiro por ACCB às 22:21
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (18) | juntar aos escribas

Madagascar a toque de caixa!

Andry Rajoelina assume o poder em Madagáscar e torna-se

o mais novo Chefe de Estado africano

.

O Novo Presidente de 34 anos, mais novo do que o que a Constituição permite, é DJ.

Ora bem! Música maestro!!!

 

Para ouvir parar a música de fundo ou deixar parar!!

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 22:02
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

Hoje o meu signo diz assim:

EscorpiãoEscorpião
21 de Março de 2009

SAÚDE: Precisa de algum isolamento para poder recuperar energias. ( Sem dúvida!)
AMOR: Pode sentir-se mal amado ou até usado; reflicta sobre atitudes que o têm magoado. (Não tenho tempo para perder com palermices!)
DINHEIRO: Não esconda os seus problemas; a franqueza e honestidade podem valer-lhe apoios. ( Eu queria ter ganho o euro-milhões!!!)


HORA MAIS PROTEGIDA: 19h ás 21h -
Agora tentem lá alguma coisa tentem!!

tags:
escrito no papiro por ACCB às 01:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas

Estes PCs são o tal Magalhães?!

Um Parlamento para o século XXI

 

Estes PCs, são o tal Magalhães que todos os deputados têm e

já deviam ter chegado às escolas???

*

AH! Então é por isso!!

escrito no papiro por ACCB às 00:23
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 20 de Março de 2009

II Congresso Internac Direito Processual

 

 

 

NÃO QUEREM VIR????

_*_

 

Data: 7 a 9 de Abril
Hotel Nacional de Cuba
.

 

Mais Informações:
 

UNION NACIONAL DE JURISTAS DE CUBA
Calle 21 esq. a D, Vedado, Plaza de la Revolución
Apartado 4161, Ciudad de La Habana, C.P. 10400, Cuba
Telfs: (537) 832-9680 / /832-6209 // 832-7562 // 8326513 // 8326514//8326616
Fax: (537) 833-3382
E. mail:
unjc@unjc.co.cu // cuba.juristas@yahoo.es
Web :
www.unjc.cu

Emails de agências de viagens cubanas:

Cubatur S.A.: Lic. María Elena Domínguez ( eventos3@cbtevent.cbt.tur.cu )
Viajes Cubanacán: Lic. Anabel Tápanes Suárez (
ventas3@avc.cyt.cu )

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (14) | juntar aos escribas

Amnistia Internacional...............

escrito no papiro por ACCB às 23:52
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Desafio - Cartas de Desamor

De TRISTAN a 10 de Dezembro de 2008 às 01:58

 

Escrevo-te agora na distância que nos mutilou. Já pouco nos resta. Pouco? Mas escrevo-te sabendo que já não nutres por mim, o mesmo sentimento que nutrias. Como é escrever uma carta de Amor para alguém que já não nos ama? Terá sido paixão tua? E como é que alguém que já não nos ama lê essas palavras? O que sente? Ignora? Despreza? Ri-se? Sente nostalgia? Como é ler quem se amou, que já não se ama não amando mais? Nunca ninguém que deixei de amar me escreveu. Por isso não sei. Só tu o poderias fazer, eras a única capaz do mesmo, mas eu não deixei de te amar, tu é que já não amas quem te ama e quem te escreve. Por isso não saberei. No outro dia cruzei-me na cidade com uma antiga namorada minha, e tive aquela sensação de nunca a ter amado. Só sensação presente, porque de facto naquele passado distante onde ela está colocada, devo-a ter amado. Mas hoje não amo. E se ela me escrevesse uma carta de Amor? Como seria? Contas-me um dia como é, Amor? Qual é a sensação de ler palavras que vêm de uma boca subitamente distante e estranha? Esta não é uma carta de promessas, porque quando nos deixam de amar não há nada que possamos dizer ou fazer, para mudar o rumo dos acontecimentos e ajustar as velas ou a maré a nosso favor de modo a que a caravela volte para o nosso porto. Este já não é seguro nem apetecível.

Antes mesmo de me teres deixado amar não tive o poder de mudar nada. Às vezes prometemos coisas que não passam disso mesmo. As promessas de amor não passam disso mesmo - digo. De promessas.

Coisas que dizemos que vamos fazer e mudar, e que na prática não aparecem porque não há resposta possível da nossa parte, pelo menos nessa determinada altura não nos é possível fazê-lo. Quando assim é, merecemos um belo par de patins e eu mereci bem os meus.

Daí até à queda e à morte de uma das partes é apenas uma mera questão de tempo. Esta é uma carta de memórias de Amor. Sim, porque eu sou perseguido por essas memórias que mais não são do que predadores ferozes que buscam uma presa fácil.

Ah, e digo-te meu Amor, eu sou uma presa muito fácil. Sou presa estática - já nem sequer esboço a fuga. É inútil. Assim me fico por entre os dentes dessas feras perigosas que são estas memórias, até me esvair em sangue e ficar de ossos expostos para que os abutres venham depenicar os restos de mim. Os abutres…eles existem por todo o lado. Estão sempre à espera que caias.

Até a mim me esperaram. Não corro. Deixo-me ser assolado. Quando não existir ponta por onde possa pegar em mim, ressurgirei, algures noutro corpo, algures noutra mente. Virei mais forte e mais crescido.

Tu já não saberás porque o tempo afasta, o tempo vai ajudando a curar as feridas que almejamos muito, para bem da nossa sanidade, curar. Vou levando o meu. Não sei se alguma vez receberás esta carta mas eu queria muito que soubesses…

Tenho saudades tuas. Que nesta tua ausência feita de presença firme…escrevo-te de forma simples…sem palavras que eu sei escolher muito bem da arca que já esteve mais cheia e à qual, lentamente vou descobrindo o fundo. Restam-me muito poucas palavras dessas...

Eu queria muito sentir tudo que partilhámos uma vez mais. Nem que fosse só uma vez mais. Como quando desejamos que alguém muito próximo nos morreu, volte para podermos ver essa pessoa e falar com ela nem que seja só por uns meros e preciosos instantes. Nem que seja só uma vez mais. Quem "morre" por Amor sabe do que falo.

Eu queria muito…Eu queria sentir uma vez mais, o cheiro das torradas no ar das manhãs mornas da primavera e do verão, com a tua figura despenteada como companhia. Eu queria ouvir uma vez mais, a tua voz rouca mas suave ao meu ouvido. Eu queria sentir uma vez mais, o teu olhar a descansar no meu antes de dormirmos encaixados um no outro. Eu queria uma vez mais, assobiar uma música na tua varanda estendida sobre a serra. Eu queria uma vez mais, deitar-me na espreguiçadeira no início das madrugadas e olhar para ti enquanto adormecias na penumbra. Eu queria uma vez mais, ver o grande astro repousar em nós na tua cama.

 Eu queria uma vez mais, descobrir aquela praia contigo. Eu queria uma vez mais adormecer com o meu rosto mergulhado nos teus cabelos até me faltar o ar e ter de sair desse emaranhado de chamas. Eu queria sentir uma vez mais, a tua saliva no meu peito a inflamar o desejo de ter o desejo de nós. Eu queria fazer uma vez mais, o jantar para nós. Eu queria ir uma vez mais, a um concerto contigo e com os teus putos brilhantes. Eu queria uma vez mais, acelerar no teu carro flecha prateada, e ver o teu ar de prazer por eu ter esse prazer de acelerar serra abaixo. Eu queria uma vez mais, ouvir-te dizer "oh doce eu Amo-te", seguido daquela gargalhada única e inimitável. Eu queria uma vez mais estar dentro de ti. Dentro do teu corpo, esse do qual, mal dizias pela celulite, estrias, cicatrizes que eu nunca vi.

Eu queria uma vez mais, sentir a perfeição. A perfeição desse corpo que amei nas constelações do infinito. Eu queria dançar uma vez mais, contigo naquelas lembranças musicais que te deixavam descalça à beira de uma fila para pagar, e eu com as tuas sandálias quais revolveres no coldre, enfiadas pelo tacão nos meus bolsos. Eu queria uma vez mais, seduzir-te por entre as luzes da discoteca e ser seduzido pelos teus movimentos. Eu queria uma vez mais, acariciar-te às escondidas debaixo do chapéu-de-sol na praia quase deserta. Eu queria uma vez mais, sentir o mapa do teu corpo nas minhas mãos quando te fazia massagens.

Eu queria uma vez mais, ter uma tarde daquelas de tarefas, recortadas ora pela tua leitura, ora pela minha, dos nossos poetas favoritos. Eu queria uma vez mais, limpar a tua casa de banho e estender as toalhas ao sol e ao vento. Eu queria uma vez mais, ir àquele bar e àquela esplanada. Eu queria uma vez mais, que me contasses as histórias das batalhas reais. Eu queria sentir uma vez mais, a emoção de te ver em camisa de dormir a lavar os dentes. Eu queria uma vez mais, sentir esse silêncio onde eu lia e tu fazias palavras cruzadas.

Eu queria uma vez mais, descruzar palavras que trocámos em guerra…Eu queria uma vez mais… Eu acho que uma vez mais, será sempre mais uma e não existirá um fim. Termino, meu Amor, com palavras que escrevi depois da primeira vez em que descobrimos pele, poesia e magia debaixo de roupas que espalhámos pelo chão do teu quarto áureo – "o" quarto. O "Eu sou" suprimido. Eu fui…porque os laços se desatam cada vez mais…hora a hora…dia a dia…semana a semana…

Eu fui o teu odor a suor. Eu fui a tua camisa despida. Eu fui o teu corpo escorregadio. Eu fui a tua saliva morna e fluída. Eu fui a tua orelha quente. Eu fui a tua noite de cio. Eu fui a tua voluptuosidade. Eu fui o teu corpo viciante. Eu fui a tua pele sedosa. Eu fui a tua língua pontiaguda. Eu fui o teu desejo que ardeu dentro de ti. Eu fui os teus lençóis molhados. Eu fui a tua expressão de prazer. Eu fui a tua boca que me come. Eu fui a mancha de sémen da tua almofada. Eu fui a tua liberdade proclamada. Eu fui a dança do teu espírito leve e perdido. Eu fui os teus fluidos. Eu fui o teu quarto branco. Eu fui a tua água. Eu fui o teu Deus. Eu fui... E aqui errei. Nunca fui o teu Deus…Porque Deus é eterno, bem como o Amor. E o nosso não o foi…

Tudo o que respira vida, acaba por eventualmente perecer um dia. E nós respirámos vida. Muita. O tempo ditado pelo quotidiano feito de falsas e fingidas rotinas, levará essa vida à morte. Uma palavra mais, porque faz sempre falta numa carta de Amor, mesmo que esteja gasta, que seja inútil e que seja em vão...Amo-te.

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:23
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Can't Smile Without You

 

escrito no papiro por ACCB às 23:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas

Cartas de Desamor - Desafio

De Ophélia a 11 de Agosto de 2008 às 12:34
 
Deixo aqui uma das muitas cartas de amor, escritas por Fernando Pessoa à tal senhora de nome Ophélia Queiroz, no ano de 1920.


Meu amorzinho, meu Bébé querido:
São cerca de 4 horas da madrugada e acabo, apezar de ter todo o corpo dorido e a pedir repouso, de desistir definitivamente de dormir. Ha trez noites que isto me acontece, mas a noite de hoje, então, foi das mais horriveis que tenho passado em minha vida. Felizmente para ti, amorzinho, não podes imaginar. /…/
/…/ Vês, meu Bébé adorado, qual o estado de espirito em que tenho vivido estes dias, estes dois ultimos dias sobretudo? E não imaginas as saudades doidas, as saudades constantes que de ti tenho tido. Cada vez a tua ausencia, ainda que seja só de um dia para o outro, me abate; quanto mais hão havia eu de sentir o não te ver, meu amor, ha quasi três dias!
Diz-me uma cousa, amorzinho: Porque é que te mostras tão abatida e tão profundamente triste na tua segunda carta - a que mandaste hontem pelo Osorio? Comprehendo que estivesses tambem com saudades; mas tu mostras-te de um nervosismo, de uma tristeza, de um abatimento tães, que me doeu immenso ler a tua cartinha e ver o que soffrias. O que te aconteceu, amôr, além de estarmos separados? Houve qualquer cousa peor que te acontecesse? Porque fallas num tom tão desesperado do meu amor, como que duvidando d’elle, quando não tens para isso razão nenhuma? /…/
/…/ Ai, meu amor, meu Bébé, minha bonequinha, quem te tivesse aqui! Muitos, muitos, muitos, muitos, muitos beijos do teu, sempre teu

Fernando

Deixo aqui para lerem. principalmente a quem diz que não era amor.

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:40
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Desta vez até perco o comboio!!

E se de repente acontecesse isto?? Ena Maria...desta vez até perco o comboio!

tags:
escrito no papiro por ACCB às 07:40
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (15) | juntar aos escribas
Terça-feira, 17 de Março de 2009

Sobre Joseph Fritzl

 

Como  se chorar fizesse Justiça

 

Desespero?

 

Fotografia de Karina Bertoncini 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas

IMPORTANTE

 

 

 

 

CÓDIGO DE PROCESSO PENAL - ultima alteração

 

LIVRO X - Das execuções

 

TÍTULO I - Disposições gerais

 

(...)

 

Artigo 468°-A

 

(Águas de Bacalhau)

 

1. Se o condenado conseguir endrominar pena em que foi condenado, transitada ou não em julgado, por qualquer meio, por período igual ou superior a um ano, nomeadamente com a interposição de recursos manifestamente infundados para todas as instâncias e revista nacionais ou internacionais, ou ainda interpondo recursos extraordinários, iludindo as autoridades responsáveis pela sua captura ou tendo sido declarado na situação de contumácia, tem o direito a requerer ao tribunal que a pena seja declarada em situação de águas de bacalhau.

 

2. O tribunal não pode deixar de declarar a pena em situação de águas de bacalhau é a decisão é irrecorrível transitando logo em julgado.

 

3. Se o tribunal não proferir decisão no prazo de 24 horas o cidadão pode recorrer para o julgado de paz competente.

 

4. A pena declarada em águas de bacalhau não mais poderá ser cumprida ou considerada em cúmulo jurídico, ficando o Ministério Público impedido de promover o respectivo cumprimento.

 

5. O arguido que tiver pena declarada em situação de águas de bacalhau poderá exigir indemnização ao Estado a calcular no valor de 5.000 € por cada mês ou fracção de prisão não cumprida.

 

6. Se o arguido for membro ou simpatizante do Partido essa indemnização será de 20.000 € por cada mês ou fracção de prisão não cumprida.

 

7. No caso previsto no número anterior, nenhuma pessoa ou órgão de comunicação social poderá difundir, ou simplesmente aludir, à existência de pena declarada em situação de águas de bacalhau.

 

(Redacção introduzida pelo DL 00/2009, com vista a acabar com as campanhas negras contra cidadãos supostamente honestos, que entra imediatamente em vigor e tem efeitos radioactivos e retroactivos desde sempre e enquanto existir o Governo da República).  

 

(AUTOR DESCONHECIDO COM MUITA PENA ( em águas de bacalhau)  MINHA!)

tags:
escrito no papiro por ACCB às 22:24
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas

Noticia de Ultima hora

"Os banhistas assistiram em pasmo, a uma invasão de moscas vermelhas
que se auto-intitulam de


RED FLY SQUOD. "
tags:
escrito no papiro por ACCB às 18:20
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 16 de Março de 2009

O país com mais invejosos p/m2 ??

 

Chama-Lhes, Antes que te chamem a Ti

escrito no papiro por ACCB às 22:51
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (25) | juntar aos escribas
Domingo, 15 de Março de 2009

Conselho da semana, do mês...da Vida

tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:50
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (18) | juntar aos escribas

POIS!

 

 

 

 

 

Um dia, um tipo reparou que o seu colega  tinha passado a usar um brinco.

- Não sabia que gostavas desse tipo de coisas - comentou.

- Não é nada de especial, é só um brinco - replicou o colega.

- Há quanto tempo usas isso?

- Desde que a minha mulher o encontrou...no meu carro...na semana passada.

tags:
escrito no papiro por ACCB às 20:18
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (18) | juntar aos escribas

Quando Adeus é até já

 

Não se assustem se eu escolho umas melancolias de quando em vez. É porque apesar de alegre, algo se faz triste e, não tenho de ser eu obrigatoriamente.

No dia em que não vier aqui nem sequer causar-vos saudades, perguntem por mim....

Não sei o que terá acontecido (a esta distancia que espero seja muita),...

Certamente não terei partido porque, durante algum tempo ficarei em vós e cada vez que me relerem estarei convosco...

 

Provavelmente terei.....mudado de estado.................

 

Sorriso com sol! Bom Domingo

 

até já

tags:
escrito no papiro por ACCB às 12:05
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (14) | juntar aos escribas
Sábado, 14 de Março de 2009

Enquanto a maré volta a descer à praia

 

 

 

Há lá algo mais agradável!!

Digam digam!!

 Há lá algo mais agradável que sair manhã cedo para o sol...............escolher o mar por cenário.... e ficar no cenário até que o dia adormece pendurado no sol.

 

Há lá algo mais agradável que beber o café e ler o jornal de manhã. Escolher as notícias e ler as que não se escolhem e, depois, pedir água doce para matar a sede....

 

Há lá algo mais agradável que ver chegar os amigos ,... agora um,..que nos traz novidades e com quem partilhamos novidades. Com quem rimos, com quem aprendemos... e ficar ali com a manhã estendida na praia....a ver da esplanada.......................

 

E depois almoçar uma coisa sem nexo e sem cerimónias e beber uma imperial cheia de alma pela transparência do copo alto de vidro...  a cair para o ar que se enovela num cigarro que cheira a chocolate ou a tabaco mesmo.....

 

Há lá algo mais agradável que o amigo que vem almoçar à hora do lanche.... e fica para rir, dizer disparates, falar do antes, do durante e do depois ...

 

e a amiga que chega com o filho e a mãe e uma bola de futebol partilhada entre dois filhos e muitos sorrisos de quem olha e protege...porque são nossos e pequenos...

,... ali enquanto a maré volta a descer à praia...

 

E ficar toda a tarde na esplanada para bronzear...,ver chegar o homem da nossa vida com uma ar de quem se bronzeou todo o dia e afinal nem fez nada para isso, esteve  num torneio de futebol...e nós ali... ao sol... ainda da mesma cor, mas com um sorriso para lhe dar....e um beijo para lhe oferecer.................

 

E rever-me na filha lá em baixo na praia de cabelo desalinhado e sorriso feliz que partilha segredos com a amiga....

 

Há lá algo mais agradável que partilhar sentidos, sentimentos e vivências e sentirmo-nos unidos pelas diferenças???

 

 

Há lá algo mais agradável....Só voltar a repetir!!!

 

ACCB

Foto ACCB - S. Pedro do Estoril - praia - Março de 2009 - 14

 

escrito no papiro por ACCB às 23:54
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (47) | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

últimos papiros

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Portugal/França

Dois homens à beira rio

Paris En Colère

Paris Je T'aime

El embrujo de la guitarra...

A Hora de ser livre

O outro lado da rua

Tarkovsky

Bocage

Saramago - 18.6

Se partires, então, escre...

Lopetegui....Lotopegui......

Como o Sol A Pôr-se

papiros em biblioteca

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Março 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

Outros Papiros

Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

subscrever feeds