Segunda-feira, 30 de Junho de 2008

Porto....matar saudades...

 

 

 

 

 

sinto-me: saudosa
escrito no papiro por ACCB às 23:58
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Gosto da minha Lisboa

Lisboa 015.jpg

 

 

 

sinto-me: quase descontraída
som: lisboa menina e moça
escrito no papiro por ACCB às 23:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

mote

Com o mote:

QUERO-TE
NÃO PARA TE TER
MAS PARA TE SONHAR
 

 

 

 

Escreveu :

De CM a 2 de Junho de 2008 às 02:36
 
 
Adoro fazer amor contigo, poder tocar a tua pele macia, beijar o teu cabelo e ver o teu rosto subitamente calmo.
E que dizer dos teus tímidos beijos, embora eles sejam doces como as cerejas?
Pena que a ânsia de te ter seja tanta, e o tempo tão pouco!
Quero o teu corpo todo, a vertigem do teu pescoço, os teus suaves ombros, os teus pés pequeninos e tão macios… Quero a tua boca, os teus murmúrios, os teus gemidos...
Quero-te cada vez mais, a fome que tenho de ti não se sacia… Mas não te quero para te ter, mas para te sonhar. Sonhar contigo ao longo do dia, quando estou longe de ti, quando não posso ouvir a tua voz, quando apenas posso imaginar a cor dos teus lábios no preciso momento em que penso em ti e te chamo em silêncio.
Saber que posso sonhar contigo, pois tu estás algures à minha espera, é o verdadeiro bálsamo da minha existência, o que me faz respirar dentro destas quatro paredes sufocantes que é actualmente Portugal.

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:53
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Sarkozy continua a dar nas vistas.

 

Presidente quer atender às 'preocupações' dos europeus

PARIS - O presidente francês, Nicolas Sarkozy, assume na próxima terça-feira, 1º, a Presidência semestral da União Européia (UE).

Parece que este homem completamente apaixonado ao que consta, está  resolvido a transformar o desafio do "não" irlandês ao Tratado de Lisboa numa oportunidade para mostrar que a Europa pode e deve escutar e responder às preocupações dos cidadãos.

 

Aposto que foi a Carla Bruni que lhe segredou ao ouvido:

- Aproveita. Está na hora. É o teu momento. Estás no centro... Não esqueças o pacto europeu sobre a imigração, o acordo sobre a energia e o clima, ... aproveita....há um acordo para a mudança climática a levar a cabo,...há necessidade de relançar a Europa numa politica de defesa comum, ....para que a França volte a ter o comando integrado da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), previsto para 2009....Os EUA já não estão sequer preocupados... embora a Inglaterrra faça frente... deixa-os lá... é o teu timing.

 

 

Por detrás de um grande homem....

-

ACCB

 

escrito no papiro por ACCB às 01:12
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (17) | juntar aos escribas
Domingo, 29 de Junho de 2008

escrever

É bom escrever porque reúne as duas alegrias:

falar sozinho e falar a uma multidão.

-

 

Fonte: "Il Mestiere di Vivere"  Tema: Escrita

tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:52
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Quem? Porquê?

 

 

De pequena estatura, cor castanha, membros robustos e curtos, perfil côncavo e pescoço grosso adornado por uma densa crina o Garrano é provavelmente um representante longínquo da fauna glacial do fim do paleolítico. Hoje os exemplares que vivem em estado selvagem são poucos e a  raça está classificada como ameaçada.

 

-

Andam a matar Garranos em Portugal. Como? Porquê? Quem?

escrito no papiro por ACCB às 23:13
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Adivinha...

 

 

Se eu pudesse fechar-te nesta mão,
tecedeira fiel de tantas linhas,
de tanto enredo imaginário, vão,
e incitar alguém: - Vê se adivinhas...
Então um fértil jogo amor seria.
Não este descerrar a mão vazia!

Alexandre O'Neill
escrito no papiro por ACCB às 12:49
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas

diz ela que sexo é Poesia............

Rita Lee - Amor/Sexo
sinto-me: bem disposta
escrito no papiro por ACCB às 12:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

CEJ com aulas de defesa pessoal aos Juizes

 

A directora do  Centro de Estudos Judiciários decidiu incluir no currículo dos auditores de Justiça a disciplina de defesa pessoal.

Na verdade, após os acontecimentos de Santa Maria da Feira, que não são um caso isolado, entendeu-se que seria necessário que os novos Juízes frequentassem aulas de defesa pessoal.

Para os mais exigentes pensa-se  poder  haver frequência de aulas de judo Karaté ou AIkidô.

Também há quem tenha alvitrado que não será má ideia  fazer carreira de tiro.

Ao fim e ao cabo, não havendo efectivos nas esquadras, não havendo possibilidade de pagar um bom sistema de video vigilância, não havendo... digamos nada que resolva a situação...

Será que tudo isto fica mais barato que edifícios condignos onde se pode exercer a Justiça e admnistrá-la,  para todos os cidadãos, com segurança e serenidade?

Um Domus Ivstitiae é pedir muito?

-

ACCB

 

 

 

Claro que nada disto é verdade!

Por vezes dá vontade de brincar com coisas que quem devia também não leva a sério!

sinto-me: com vontade de disparatar
tags:
escrito no papiro por ACCB às 01:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

mote

 

 

 

 

Com o tema :

QUERO-TE
NÃO PARA TE TER
MAS PARA TE SONHAR

 

ESCREVEU:

De Luís a 30 de Maio de 2008 às 00:20
"Num dia qualquer na puta desta cidade que não cessa de me corroer a pele



Escrevo-te para te gritar aquele "amo-te" que sufocaste há tantos anos atrás. Grito-to hoje não porque ainda te ame, mas porque é a lembrança do que senti que me mantém vivo. São os teus cabelos negros que me correm nas veias e o teu sorriso alvo morde-me a memória. As tuas mãos rasgam-me os olhos e os dedos vasculham-me as órbitas em busca de lágrimas. Não há nada de ti que eu conheça agora. Mas o que conheci então é o meu presente e desenha o caminho do meu futuro. Sonho-te todos os dias e esse sonho é o soro que me nutre o viver. E assim, dormente, sou.


Não voltes."

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 00:45
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

TT . de x enqd uns disparates...

tags:
escrito no papiro por ACCB às 00:40
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Sábado, 28 de Junho de 2008

mote

Com o tema:

QUERO-TE
NÃO PARA TE TER
MAS PARA TE SONHAR

 

Escreveu:

De outono a 27 de Maio de 2008 às 22:04

 

Lisboa...algures...entre o Terreiro do Paço e Belém...

 

Gosto de te querer...
Gosto de te ter...
Gosto de te sonhar...
Hoje...amanhã...também!
 

escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

O meu programa preferido

-

escrito no papiro por ACCB às 03:49
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 26 de Junho de 2008

Coragem de dizer NÃO!

Image

   (A imagem NÃO é do Tribunal de Stª Maria da Feira. Devia ser mas não é!)

 

Ontem, como já perceberam, vencida pelo excesso de trabalho dos ultimos dias, deitei-me cedo pela primeira vez em tantos meses.

Hoje deparei-me ao passar pela NET, com uma noticia no Blog do JC - O ANÓNIMO- que me deixou apreensiva e ao mesmo tempo não me causou surpresa.

 

 O Tribunal S.M.Feira - Em busca de alternativa  desde 24 Abril de 2008

 

É verdade desde Abril que se fazem contas ao dinheiro para saber qual a solução mais viável para um Tribunal que está a ruir.  Entretanto e, como sempre, os Juizes lá vão atamancando as audiências em salas impróprias para reber os cidadãos  e exercer a função de julgar.

Ontem aconteceu o que não era inesperado.

Juiz e MP foram agredidos pelos arguidos durante um julgamento efectuado numa sala sem condições para tal.

 

Será que nós que sempre tivemos coragem de resolver situações que ninguém resolvia, não temos  coragem de dizer Não?!

Será que vamos agora ter coragem de dizer a quem de Direito que o Tribunal de Santa Maria da Feira não funciona mais porque não existe em termos de espaço logístico?

 

EU ACHO QUE ESTÁ NA HORA DE TER CORAGEM PARA TER CORAGEM.

-

ACCB

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 09:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (25) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 25 de Junho de 2008

Xeque ao Rei

 

O silêncio tem  a cor da noite
que me fica nos olhos
Não durmo e penso que não dormirei
até de manhã
 
Quando o Sol chegar
Há-de encontrar-me de pensamentos abertos
Ideias esvoaçando em volta
da saudade
 
Quando a memória se sente já
 plenamente fatigada
 esgotada nas imagens repetidas
O sono abre uma cortina
E mergulho na noite que não tardará a morrer...


No embalo desse sono
 

Como num barco em mar de calmaria
Deixo-me ir
E esqueço-me de viver
esqueço-me de tudo
até de existir...
é de noite que me encontro
 com as palavras desamparadas
 desertas 
na  presença que se perdeu pelo tempo
 
Não há mais nada para dar...
Nós nunca seremos nós.
Já gastámos as palavras de tanto silêncio...
Que nos fascinou 
 e nos perdeu...
.......
estou cansada...vou dormir.
-
ACCB

 

sinto-me: com sono
tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:24
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (31) | juntar aos escribas

Barcelona

 

 

 

 

-Seminário "European Criminal Justice, is it a utopia?" - organizado pela Escuela Judicial de Barcelona, 

 

 

 

 2 - 4 Julho 2008

 

 

 

escrito no papiro por ACCB às 09:33
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Bush lançou guerra desnecessária no Iraque

 

"Citado pelo Washington Post, McClellan confessou que o seu trabalho consistia em "manipular a opinião pública da forma que convinha ao Presidente" e criticou os media por não terem posto mais em causa o que era dito pela Administração Bush. "

 

Então quer dizer que quando Saddam gritou:"Vida longa ao povo! Vida longa à nação árabe! Morte a nossos inimigos", quando foi proferida a sentença de morte, queria dizer que...
 

Pois... e onde ficaram as armas quimicas. Já agora...

 

E este senhor que diz manipular  como convinha não comete crime nenhum??

 

E como será com o que for novo Presidente?

Parece que continuam a discutir a retirada do Iraque......

 

E mais:- parece que continua a haver camas no Senado para que os legisladores durmam...perdão, descansem!

 

E parece que os Americanos vão explorar petróleo em Angola. Então Angola não é nossa?!

 

Hoje estou com muitos macaquinhos no sótão...estarei a misturar muitas coisas?!...

 

Vou trabalhar mas é!!

 

ACCB

 

escrito no papiro por ACCB às 09:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

Será?!

-

Tenho a sensação de que me estão a roubar

Sempre que abasteço o meu automóvel, encontro perguntas sem respostas

"Manuel Pinho escreveu esta semana uma carta aos comissários europeus da Indústria, Günther Verheugen, e da Energia, Andris Piebalgs, e à presidência Eslovena da UE a pedir que fosse incluído aquele ponto na agenda do Conselho.

Na carta, o ministro português diz-se preocupado com o aumento dos preços do petróleo, que estão a ter "um efeito negativo sobre a economia". Pinho destaca o impacto no "crescimento da economia, no poder de compra das famílias e a competitividade das empresas, em particular sobre as PME", que o governante classifica como "a espinha dorsal da economia europeia".

O comissário da Energia, Andris Piebalgs, a quem telefonou pessoalmente, "concorda com a visão do ministro português", confirma o seu porta-voz em Bruxelas, que adianta que o responsável deverá promover a utilização de energias alternativas. Piebalgs destaca em particular a necessidade de adoptar medidas de curto prazo garantindo a segurança energética de sectores críticos. "
 

escrito no papiro por ACCB às 08:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

há afectos ...apenas afectos...mas afectos

.

(...)

 

Porque o quadrado da hipotenusa
é igual a já não sei quê dos catetos
a traça do passado é tão confusa
mas tão límpida a lembrança dos afectos
são fartos e temíveis
são as cordas sensíveis
quietos, irrequietos
p'ra sempre
politicamente incorrectos
os afectos, os afectos
.
Letra de Sérgio Godinho e música de Jorge Constante Pereira
.

escrito no papiro por ACCB às 08:54
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Arguidos entrevistados em horário nobre...

Um país e pêras!

 

Vale e Azevedo (Foto Lusa por António Cotrim)

Vale e Azevedo: PGR fez «tudo o que tinha a fazer»

Relativamente ao mandado de captura europeu e internacional emitido contra o antigo presidente do Benfica

 

escrito no papiro por ACCB às 03:15
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Terça-feira, 24 de Junho de 2008

mote

 
 
 
Escreveu
De Apache a 28 de Maio de 2008 às 02:57
 

Demoro-me na balbucia dos teus gemidos,
E tu aconchegas-te na firmeza do meu abraço…
Falas-me de outros tempos, outros espaços
Onde em utopia se sublimam os sentidos.

Fluis como seda na minha pele
Em vagas mornas de embalar…
Inebriados, sulcamos um mar fiel
Extenuando em pelejas de encantar.

No suor incandescente do meu corpo
Vais semeando os teus beijos de luar…
Entre gestos e murmúrios de volúpia
Florescem tuas danças de enfeitiçar.

Quero-te, não para te ter,
Que a noite, ninguém a tem…
Quero-te, para te sonhar acordado
E te ver exausta e atordoada,
Quando irrompendo em sorrisos de malícia
Nos espreita atrevida, a madrugada!
escrito no papiro por ACCB às 23:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

Uau! I Like it! Quase parece um tango...;-)

escrito no papiro por ACCB às 22:22
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Dizer tudo...já agora...

marinho_small.jpg

No Correio da Manhã de hoje -24 Junho 2008 - 01h42  pode ler-se:

 

Juízes e Marinho Pinto: Relações cortadas

A Associação Sindical dos Juízes Portugueses deliberou "suspender o relacionamento institucional" com o bastonário dos Advogados, Marinho Pinto.
-

É pena que da deliberação  levada a cabo em Braga no dia 14.6.08 apenas venha a lume esta conclusão. No mesmo Conselho Geral, há que dizer, houve Juizes que lavraram a sua posição em acta e entenderam que, apesar de o Dr Marinho Pinto ter atitudes pouco dignas da classe que representa, não devem ser cortadas relações institucionais com o mesmo.

 

Já que noticiamos,...noticiemos...tudo.

Entendo ter esse direito.

-

ACCB

 

 

Como se diz em gíria: - Serviço é serviço e...conhaque é conhaque.

sinto-me: com direito a esclarecer
escrito no papiro por ACCB às 08:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

How Can You Mend A Broken Heart

escrito no papiro por ACCB às 07:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 23 de Junho de 2008

bonito...

sinto-me: saudosa da infancia
escrito no papiro por ACCB às 22:09
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

mote

Com o tema:

QUERO-TE
NÃO PARA TE TER
MAS PARA TE SONHAR

 

Escreveu:

De J.M. Coutinho Ribeiro a 28 de Maio de 2008 às 01:27
 
O HOMEM DO SACO DE LONA CINZENTA

Não é bem vazio, é uma espécie de túnel, esta vereda por onde caminho, os montes altos, a vegetação esparsa, o chão que no longe tem uma tonalidade azulada e que é incerto a exigir cuidados, passos lentos, assimétricos. Não, não me perguntes para onde caminho, porque ficarás desiludida quando te responder que não sei. Apenas ando. Sinto o suor a cair em gotas grossas pelo rosto, o seu sabor salgado no lábios gretados pelo sol, a água que não encontro, os músculos endurecidos pelo cansaço, o saco de lona que a cada passo se torna mais pesado apesar do seu escasso conteúdo. Sabes? Depois de o ter despejado dos sonhos que ao longo do tempo fui tecendo ao ponto de me ter enredado neles e de neles ter tropeçado, tive de desfazer os nós um a um, até gastar os olhos que, aos poucos, ficaram secos, uma espécie de espelho onde os outros tentam ver-se, acto inútil, porque já nem a mim conseguem ver, tão vago é o olhar, aquele olhar que tu dizias que cintilava de sonhos, de entusiasmos e ladinice. Não sei, pois, dizer-te como me sinto e duvido que estejas particularmente interessada em saber, desde aquele dia em que, sem que ainda hoje saiba explicar-te, decidi pegar no meu saco de lona que estava arrumado no fundo do armário da arrecadação, na primeira porta, aquela onde deixava todas aquelas coisas que já não eram necessárias, mas que, quem sabia?, um dia poderiam vir a sê-lo, como, vejo agora, foi necessário o saco de lona cinzenta, já com manchas, onde ia escondendo os sonhos. É claro que ainda hoje, não tenho respostas certas para te dar, mesmo que – repito - tu ainda estivesses interessada em matar as perplexidades que te deixei no regaço onde, tantas vezes, deixei cair a cabeça, antes de me ter tornado um objecto, não um objecto qualquer, mas ainda assim um objecto, qualquer coisa parecida com um livro que se vai escrevendo enquanto procura o seu autor. Na décima sétima página do terceiro capítulo desse livro que nunca terá fim, aí pelo quarto parágrafo, sei que há um monólogo que, porque fala de mim, talvez pudesse explicar um ou outro pormenor, mas que talvez seja demasiado curto para dar uma explicação clara sobre aquilo que poderia importar saber. É a história de um homem que nos seus sonhos cinzelou uma mulher perfeita, a quem desenhou os lábios, a quem pintou os olhos de um escuro com a profundidade das grutas, as maçãs do rosto, um nariz levemente arrebitado, os gestos cheios de graça. Quem passava e olhava, via a obra-prima e o orgulho do criador na sua obra perfeita, que todos os dias retocava. Mais adiante, ainda no terceiro capítulo, mais já no fim, o homem conta que no seu afã de construir a mulher perfeita que lhe animava os sonhos, se esquecera de lhe dar uma alma. Ele queria amá-la, não para continuar a sonhá-la, mas para a ter. Só que um dia descobriu que não se pode ter o que se sonhou e que não tem uma alma, razão pela qual também ele guardou a mulher perfeita no armário da arrecadação e foi embora com o seu saco de lona cinzenta.
-

 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 22:03
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

um bom conselho para o dia...

 

O meu signo reza assim para a semana toda:

 

ESCORPIÃO 23/10 a 22/11

22 a 28 de Junho de 2008

Carta dominante: XIIII A TEMPERANÇA

 A TEMPERANÇA marca uma conjuntura de boas evoluções sobretudo porque permite que alguns assuntos se encaminhem da melhor forma. Conseguirá gerir a sua vida com sucesso e tranquilidade.

PLANO AFECTIVO: Dúvidas ou conflitos sentimentais desaparecerão naturalmente. O momento é positivo. Mesmo perante conflitos uma relação tem o futuro assegurado.

PLANO ECONÓMICO: Progresso profissional e económico; em investimentos recentes poderão começar a ver-se os primeiros frutos. Dificuldades serão superadas com tempo e bom senso. Na saúde tendência a dores musculares; não faça esforços desmedidos.

 

Pois então... as dores musculares são das horas ao PC...Ai não!

E lá vou eu........com sucesso e tranquilidade, até parece o Sporting!

O Momento é positivo! Até parece a Turquia!

Dores musculares...Até parece ...eu e as minhas doenças profissionais. Doenças? Quem falou em doenças!!!

 -

Em tempo:- Fornecem-se os outros signos a quem o pretender! eh eh eh eh

sinto-me: cheia de energia!
tags:
escrito no papiro por ACCB às 08:18
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas
Domingo, 22 de Junho de 2008

Dedicado ao Cleopatramoon/ Luis Miguel ;-)

sinto-me: encantada :-))))
tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Sol e Sombra

 

Porque a seguir ao almoço corria vento e o Tejo estava azul  (reflectia-se no céu como um espelho!), depois das voltas dadas vai de procurar o sol e a sombra e dividir o corpo entre os dois.

Depois um olhar preguiçoso e observador sobre o mundo à volta.

No colo um livro mas a vontade  fora dele.

Vozes misturadas com sorrisos, passos certos e cansados  os de alguns, e saltitantes e alegres os de outros... Crianças com sede e calor, bonés transpirados e t-shirts coladas ao corpo... será sensato andar ao sol aquela hora?

Ora! Que importa! A vida é tanta!!

Os cães com fatias de fiambre penduradas na boca... Ai !! Não!!! São as línguas!!, mas não sei porquê parecem mesmo fatias de fiambre ...argh que coisa!

- Olá Miúda!!

Olhei,  curiosa da voz que me saudava e sorri. Não conhecia. Era engano!

-Oh desculpe parecia a Becas!

- Não faz mal .- respondi.

E pensei:  A Becas deve ser bem mais nova, pelo o teu aspecto, puto!!

 

Isto, por detrás de uns óculos escuros vê-se tudo e ninguém nos vê.

O TM toca:

- Olá Menina! Está boa? A trabalhar aposto, que não sabe fazer mais nada! Onde é que vocês andam?- desta vez é mesmo para mim - Vai um TT?

-Com este calor? 

- Faz de conta que está em África!!!

-

E o livro lá ficou por continuar...........

_

ACCB

 

sinto-me: com calor!!!
tags:
escrito no papiro por ACCB às 21:14
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (15) | juntar aos escribas

vai um pézinho de dança?...

Mika - Relax, Take It Easy
sinto-me: alegre
escrito no papiro por ACCB às 03:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Sábado, 21 de Junho de 2008

Cuba Libre?

Cuba em silêncio após decisão da UE

Porta-vozes da dissidência repudiam a decisão e dizem que sete opositores foram detidos esta sexta-feira

Os diários oficiais Granma e Juventud Rebelde registam hoje, sem comentários, a decisão aprovada quinta-feira pelos ministros da UE sobre o que chamam «injustas medidas», impostas em 2003 depois da condenação de 75 dissidentes a penas até 28 anos de prisão em julgamentos sumaríssimos

sinto-me: pensativa
escrito no papiro por ACCB às 08:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Pronto! O homem vai ganhar as eleições

Sócrates quer criar taxa... «Robin dos Bosques»

Imposto incidiria sobre as petrolíferas e seria usado para acções sociais

O Governo italiano já aprovou a aplicação do imposto especial sobre as petrolíferas para financiar programas de assistência social a famílias afectadas pelo aumento dos preços dos combustíveis e dos bens alimentares.
 

tags:
escrito no papiro por ACCB às 08:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

Sintra - Solstício de Verão -20.6/21.6


 

 

"Já visitei a Itália, a Sicília, a Grécia e o Egipto, mas nunca vi nada que valha a Pena.

Um verdadeiro jardim de Klingsor - e lá no alto, o castelo do Santo Graal".

 

Richard Strauss

 

 

 

Foi no solstício de Verão, que marca também o início da estação estival no hemisfério Norte, que o sábio grego Eratóstenes, utilizando as sombras projectadas pelo Sol em dois locais do actual Egipto e cálculos geométricos muito simples, foi capaz de determinar o raio da Terra com uma extrema precisão.

 

 

sinto-me: misteriosa
escrito no papiro por ACCB às 00:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 18 de Junho de 2008

IATE/ISP

 

 

 

Ministérios das Finanças e da Administração Pública e da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas
Portaria n.º 117-A/2008
de 8 de Fevereiro

CAPÍTULO II
Isenção do ISP para utilização na navegação comercial

-

28.º As isenções do ISP previstas nas alíneas c) e h) do n.º 1 do artigo 71.º do CIEC abrangem as utilizações em embarcações que, para efeitos da presente portaria, se designam por navegação comercial.

29.º
Enquadram-se na disposição prevista no número anterior as embarcações efectivamente utilizadas nas seguintes actividades:

a) Navegação marítima costeira;
b) Navegação interior;
c) Pesca;
d) Navegação marítimo-turística;
e) Operações de dragagem em portos e vias navegáveis, com excepção dos equipamentos utilizados na extracção de areias para fins comerciais.

 

O diploma em questão conforme se pode confirmar é relativo a uma "ordem" do Governo, - Ministros de Estado e das Finanças e da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, em cumprimento do disposto no n.º 2 do artigo 71.º e no artigo 106.º do Código dos Impostos Especiais de Consumo (CIEC), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 566/99, de 22 de Dezembro.

 

Ora, logo a interpretação deste artigo 29º não é a meu ver extensível aos iates particulares. 

Seria um autêntico disparate tentar incluir aqui , nas navegações maritimo turisticas os iates particulares.

Só para rir.

 

Um iate particular é um veículo maritimo meu, que pode até nem ter fins turisticos, pode ter um fim habitacional.

Não é por me deslocar às Canárias com ele que posso beneficiar de ISP nas condições do diploma. Isso seria uma afronta!

Uma atitude absolutamente sem vergonha,

Não me parece que seja possível essa interpretação.

Esta norma é sim aplicável a embarcações maritimas que transportem turistas e façam serviço de turismo ou com fins turisticos, uma vez que , como sabemos o Turismo é  uma fonte de riqueza para o país e uma actividade comercial.

Reparem que estamos a falar de navegação comercial.

Sosseguem pois as almas e os bolsos.

-

ACCB

 

escrito no papiro por ACCB às 20:14
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas

Não me morras - ao JG e...aos amigos dele

 

 

 

 Image Hosted by ImageShack.us

 

Não interessa onde aconteceu...Num local qualquer... de repente o pássaro morreu...Não se sabe como... apenas que de repente morreu...

-

Uma  ave permanecia próxima àquele corpo sem vida e ficara ali durante horas. Chamando pelo amigo, ela pulava de galho em galho, sem temer os que se aproximavam, inclusive sem temer o fotógrafo que se colocava bem próximo. 

  - Image Hosted by ImageShack.us

 

A Solicitação
Cantou num tom triste. Voou até o corpinho inerte,  posou como querendo levantá-lo e alçou voo até um jardim próximo. O fotógrafo entendeu e, assim, foi até o meio da rua, retirou a ave morta e a colocou no canteiro indicado.
Só então a ave solidária levantou voo e, atrás dela, todo o bando.

 

Image Hosted by ImageShack.us

 

A Despedida.

 


Image Hosted by ImageShack.us

Uma Questão de Amor e Carinho. 
Dezenas de aves, antes de partirem,  sobrevoaram o corpinho do companheiro morto. num momento de dor e respeito.  
.

Image Hosted by ImageShack.us

 

  

Aquela ave que fez toda a cerimonia de despedida, quando o bando já ia alto, inesperadamente voltou ao corpo inerte no chão e, num grito de não aceitação da morte,  tenta novamente chamar o companheiro à vida. 

Desesperada,  mas com amor e carinho, ela se despede do companheiro, revelando o seu sentimento de dor

 

Image Hosted by ImageShack.us

 

 

Não me morras parecia dizer-lhe...

Como quando estupefactos perdemos um companheiro de jornada...

-

 

sinto-me: triste, estupefacta
escrito no papiro por ACCB às 12:00
link do post | juntar aos escribas
Terça-feira, 17 de Junho de 2008

Elogio ao Amor

Ou de como eu costumo dizer:

- O Amor é como o Chocolate, não tem de fazer sentido.

 Há coisas que não são para se perceberem. Esta é uma delas. Tenho uma coisa para dizer e não sei como hei-de dizê-la.
Muito do que se segue pode ser, por isso, incompreensível. A culpa é minha.

O que for incompreensível não é mesmo para se perceber. Não é por falta de clareza.
Serei muito claro. Eu próprio percebo pouco do que tenho para dizer. Mas tenho de dizê-lo.

O que quero é fazer o elogio do amor puro. Parece-me que já ninguém se apaixona de verdade.
Já ninguém quer viver um amor impossível. Já ninguém aceita amar sem uma razão.
Hoje as pessoas apaixonam-se por uma questão de prática. Porque dá jeito.
Porque são colegas e estão ali mesmo ao lado.
Porque se dão bem e não se chateiam muito. Porque faz sentido.
Porque é mais barato, por causa da casa. Por causa da cama.
Por causa das cuecas e das calças e das contas da lavandaria.
Hoje em dia as pessoas fazem contratos pré-nupciais, discutem tudo de antemão, fazem planos e à mínima merdinha entram logo em "diálogo".

O amor passou a ser passível de ser combinado.
Os amantes tornaram-se sócios. Reúnem-se, discutem problemas, tomam decisões.
O amor transformou-se numa variante psico-sócio-bio-ecológica de camaradagem.
A paixão, que devia ser desmedida, é na medida do possível.
O amor tornou-se uma questão prática.
O resultado é que as pessoas, em vez de se apaixonarem de verdade, ficam "praticamente" apaixonadas.
Eu quero fazer o elogio do amor puro, do amor cego, do amor estúpido, do amor doente, do único amor verdadeiro que há, estou farto de conversas, farto de compreensões, farto de conveniências de serviço.
Nunca vi namorados tão embrutecidos, tão cobardes e tão comodistas como os de hoje.

 


 


Incapazes de um gesto largo, de correr um risco, de um rasgo de ousadia, são uma raça de telefoneiros e capangas de cantina, malta do "tá bem, tudo bem", tomadores de bicas, alcançadores de compromissos,bananóides, borra-botas, matadores do romance, romanticidas.

Já ninguém se apaixona? Já ninguém aceita a paixão pura, a saudade sem fim, a tristeza, o desequilíbrio, o medo, o custo, o amor, a doença que é como um cancro a comer-nos o coração e que nos canta no peito ao mesmo tempo?

O amor é uma coisa, a vida é outra. O amor não é para ser uma ajudinha.
Não é para ser o alívio, o repouso, o intervalo, a pancadinha nas costas, a pausa que refresca, o pronto-socorro da tortuosa estrada da vida, o nosso "dá lá um jeitinho sentimental".

Odeio esta mania contemporânea por sopas e descanso.
Odeio os novos casalinhos. Para onde quer que se olhe, já não se vê romance, gritaria, maluquice, facada, abraços, flores. O amor fechou a loja.

Foi trespassada ao pessoal da pantufa e da serenidade. Amor é amor.
É essa beleza. É esse perigo. O nosso amor não é para nos compreender, não para nos ajudar, não é para nos fazer felizes. Tanto pode como não pode.

Tanto faz.
É uma questão de azar. O nosso amor não é para nos amar, para nos levar de repente ao céu, a tempo ainda de apanhar um bocadinho de inferno aberto.

O amor é uma coisa, a vida é outra. A vida às vezes mata o amor.
A "vidinha" é uma convivência assassina. O amor puro não é um meio, não é um fim, não é um princípio, não é um destino.

O amor puro é uma condição.
Tem tanto a ver com a vida de cada um como o clima. O amor não se percebe.

Não é para perceber. O amor é um estado de quem se sente. O amor é a nossa alma.
É a nossa alma a desatar. A desatar a correr atrás do que não sabe, não apanha, não larga, não compreende. O amor é uma verdade. É por isso que a ilusão é necessária.
A ilusão é bonita, não faz mal. Que se invente e minta e sonhe o que quiser.

O amor é uma coisa, a vida é outra. A realidade pode matar, o amor é mais bonito que a vida.
A vida que se lixe. Num momento, num olhar, o coração apanha-se para sempre.

Ama-se alguém. Por muito longe, por muito difícil, por muito desesperadamente.
O coração guarda o que se nos escapa das mãos.
E durante o dia e durante a vida, quando não esta lá quem se ama, não é ela que nos acompanha - é o nosso amor, o amor que se lhe tem.

Não é para perceber. É sinal de amor puro não se perceber, amar e não se ter, querer e não guardar a esperança, doer sem ficar magoado, viver
sozinho, triste, mas mais acompanhado de quem vive feliz.

Não se pode ceder. Não se pode resistir.

A vida é uma coisa, o amor é outra.
A vida dura a Vida inteira, o amor não.

Só um minuto de amor pode durar a vida inteira.
E valê-la também."

Miguel Esteves Cardoso



 

 



 

Um texto fantástico!


 

 
escrito no papiro por ACCB às 07:34
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (94) | juntar aos escribas

Um homem tem a idade da....

 

Hoje deu-me para a nostalgia e para o disparate.

A esta hora e no meio de tanto papel não dá jeito nenhum. mas apeteceu-me socorrer-me das palavras e toca de vir até aqui.

Sim que fazer uma pausa no meio da legislação das papeletas e dos processos que silenciosos me olham de lado na secretária, de baixo para cima , desconfiados uns, impertinentes outros, implorando outros,...fazer uma pausa dizia eu, sabe bem ainda que sejam quase 3hoo da manhã.

 

De repente veio-me à memória um provérbio chinês que sempre me fez sorrir e reza assim:

"Um homem tem a idade da mulher que ama".

Disse-o um dia a um amigo que  começava a achar -se em " idade critica"....

E ele desatou a pensar que estava mesmo  velho e vai de se atirar a uma miuda mais nova que ainda não sei hoje se lhe correspondeu ou não.

 Aparecia de fralda de fora, ar de puto malcriado e impertinente , irresponsável e pouco sabedor...

Mas depois vinha encontrá-lo mal encarado, rabugento, com pouco espirito de brincadeira, pouco virado ao desafio...

 

Percebi logo que ele não percebera nada da idade da mulher...

Fala o provérbio da alma da mulher. Só pode ser da alma.

Já repararam quanta mulher jovem por aí é chata que nem uma velha,

responsável que nem uma chata,

exigente que nem uma megera,

irritante que nem uma quarentona????

 

Pois.... e já repararam quanta quarentona é jovem ,leve, louca o suficiente para se sentir com 28 anos ou fazer disparates como os que fazia na Faculdade, não dizer coisa com coisa e transformar-se logo a seguir na mulher mais responsável e competente em todos os sectores?....

Pois...

A idade... a idade está na alma.. e no sorriso, e no olhar... e no amar! Amar muito!

-

Hoje deu-me para aqui.. É  da hora!!

-

ACCB

sinto-me: alegre
tags:
escrito no papiro por ACCB às 02:41
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Os homens também têm sentido estético.

Morreu um grande criador, e apetece-me fechar dando razão a cleópatra, no blog Cleópatra Moon.

Escreveu esta frase simples e directa sobre Yves Saint Laurent: “O homem que nos vestia e perfumava para que os outros homens ficassem com vontade de nos despir”.

-

Blog JANELA INDISCRETA

 

escrito no papiro por ACCB às 08:43
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

rescaldo

 
 
 
52 camionistas foram identificados  pela polícia durante os protestos, por actos ilicitos.
-

"O Primeiro-Ministro, José Sócrates, diz que estão já a decorrer 15 processos crime.

Durante o debate quinzenal no Parlamento, José Sócrates rejeita a ideia de que a polícia não agiu durante a paralisação dos camionistas.

José Sócrates diz que quem não cumpriu a lei durante os três dias do protesto vai ser punido.

O Primeiro- Ministro admitiu também que em alguns momentos da crise sentiu o Estado vulnerável e anunciou que "o Governo vai avançar com medidas para que o país não fique dependente dos combustíveis em momentos como este".
-
Não são só combustíveis senhor ministro! Não são só combustíveis.
Não me diga que o Sr. Primeiro Ministro não tinha a noção da força ou do poder das transportadoras. Pois... mas a economia e o país deviam ter....
-
Quanto ao facto da polícia não agir.
Louvo o facto.
Sinceramente que louvo.
Como se pode ver, há muitas filmagens e muita forma de saber quem pode ser responsabilizado criminalmente.
Não estamos no Estado Novo para  pôr a policia à bastonada aos, ainda que supostos , grevistas.
-
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 08:38
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

Hoje

 

 

Dizem que vai chover.

Não queria nada.

Já tenho tantas saudades dos abraços do Sol.

.

Se chover ,...não faz mal. "É giro na mesma!"

tags:
escrito no papiro por ACCB às 01:25
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

últimos papiros

Miró

Caminhos

Paris , o pintor de rua e...

O temporal esta noite.......

Para ti

Engolir o Universo

Para o raio que os partis...

Eu sou a tempestade

fotos antigas a 3 de Junh...

Depus a Máscara

Fundamento

Berlim

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Portugal/França

papiros em biblioteca

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Março 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

Outros Papiros

Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

subscrever feeds