Sexta-feira, 30 de Novembro de 2007

Farias 80 anos

FARIAS 80 ANOS

 

 

Volta meu amor...

sei que foste ao Alentejo...

Volta meu amor...

traz-me o aroma e o desejoda terra sempre liberta

na planicie ao longe

Volta meu amor.

Deixo-te um beijo.

ACCB - Abril de 2007

sinto-me:
escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas
Quinta-feira, 29 de Novembro de 2007

Lealdade e Mérito

O Presidente da Republica Exerceu com Lealdade e Mérito o seu Poder.



No principio deste Blog, quando decorriam os debates para as eleições Presidenciais escrevi uma carta aberta ao Professor Cavaco Silva


 

em que terminava dizendo que era uma cidadã eleitora, curiosa e expectante e, em que lhe dizia também :


Define a CRP como PR,

 

o individuo, cidadão português de origem, com mais de 35 anos que, representa a República Portuguesa, garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas e é, por inerência, Comandante Supremo das Forças Armadas que , no dia em que tomar posse prestará o seguinte juramento ou declaração de compromisso:
"Juro por minha honra desempenhar fielmente as funções em que fico investido e defender, cumprir e fazer cumprir a Constituição da República Portuguesa."


E dizia-lhe ainda:

 

"O que nós queriamos Sr Professor, era que nos explicasse como luta um PR contra a corrupção, o favoritismo a queda vertical e vertiginosa de toda uma economia e de uma Nação.
Afinal, Vossa Excelência é um brilhante economista, por cujos os livros me orgulho de ter estudado."


e ainda:

 

"Também queriamos saber, se a tal imagem do PR que dá prestigio ao país , é uma imagem estática ou não.
Porque Sr. Professor, como Presidente desta nossa Républica ,Vossa Excelência, se for eleito, tem o poder de pôr o país a tocar a música que quiser!!
O Presidente não precisa de mais poderes como dizia há dias o Professor Jorge Miranda.
Precisa é de conhecer bem, os poderes que tem e de os concretizar dentro , claro, dos limites Constitucionais."




 

Interpelado naquela altura como candidato , Vossa Excelência respondeu-me Hoje, como Presidente da República.
 
ACCB

_________________


 

Pedido ao Tribunal Constitucional «não esgota» todas as questõesSol - 4 horas atrásEm comunicado hoje divulgado, o SMMP refere que «os fundamentos do pedido de fiscalização prévia daquele diploma legal ao Tribunal Constitucional (TC) não ...Arquivo SICCavaco Silva enviou hoje a lei para ser analisada pelo TC SICFunção Pública: Sindicatos aplaudem decisão do PR Diário Digitaltodas as 44 relacionadas »
escrito no papiro por ACCB às 23:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

...


 

"(Deixa-me tirar a gravata e desabotoar o colarinho .


 

Não se pode ter muita energia com a civilização à roda do pescoço ...) "

Álvaro de Campos
escrito no papiro por ACCB às 22:09
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

...


De silabas de letras de fonemas
se faz a escrita. Não se faz um verso.
Tem de correr no corpo dos poemas
o sangue das artérias do universo.



Cada palavra há-de ser um grito.
Um murmúrio um gemido
uma erecção que transporte do humano
ao infinito a dor o fogo a flor a vibração.
A poesia é de mel ou de cicuta?



Quando um poeta se interroga e escuta
ouve ternura luta espanto ou espasmo?

Ouve como quiser seja o que for
fazer poemas é escrever amor
a poesia o que tem de ser é orgasmo.

-

(José Carlos Ary dos Santos)
escrito no papiro por ACCB às 18:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 28 de Novembro de 2007

...



Em cada gesto perdido
Tu és igual a mim


Em cada ferida que sara
Escondida do mundo
Eu sou igual a ti




Fazes pintura de guerra
Que eu não sei apagar
Pintas o sol da cor da terra
E a lua da cor do mar

Em cada grito da alma
Eu sou igual a ti
De cada vez que um olhar
Te alucina e te prende
Tu és igual a mim

Fazes pinturas de sonhos
Pintas o sol na minha mão
E és mistura de vento e lama
Entre os luares perdidos no chão

Em cada noite sem rumo
Tu és igual a mim
De cada vez que procuro
Preciso um abrigo
Eu sou igual a ti

Faço pinturas de guerra
Que eu não sei apagar
E pinto a lua da cor da terra
E o sol da cor do mar


Em cada grito afundado
Eu sou igual a ti
De cada vez que a tremura
Desata o desejo
Tu és igual a mim

Faço pinturas de sonhos
E pinto a lua na tua mão
Misturo o vento e a lama
Piso os luares perdidos no chão
-
Mafalda Veiga
escrito no papiro por ACCB às 21:08
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

...





Mais uma vez te levantas e sais de casa. Tão pequeno e com tantos sonhos dentro de ti. Os ventos de um Inverno que se aproxima teimam em lamber-te de saudades e o teu coração segura com todas as forças o aroma daquela pele beijada numa noite tão fria há cem invernos atrás. Sabes que a cal branca riscada a azul abandonou as casas e que as ondas teimam em não te agarrar com os seus dedos de espuma. Sabes que não mais amarás ao som dos sinos dos campanários perdidos na lezíria. Porque é errado amar quando eles dobram a finados.

-

Luis Rodrigues In- Múrmurio das Ondas- linkado ao lado
escrito no papiro por ACCB às 18:12
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

...



Ainda a propósito de carros sujos e homens burros, lembrei-me deste pedacinho da insustentável leveza do ser de Kundera.



"Num curto espaço de tempo, conseguiu, portanto, desembaraçar-se de uma mulher, de um filho, de uma mãe e de um pai.


Só lhe ficara o medo das mulheres.

Desejava-as, mas elas atemorizavam-no.
Entre o medo e o desejo, arranjara um compromisso; era aquilo a que chamava «amizade erótica».
Dizia peremptoriamente às amantes: só uma relação expurgada de todo e qualquer sentimentalismo, só uma relação em que nenhum dos parceiros se arrogue qualquer direito especial sobre a vida e a liberdade do outro, pode fazê-los felizes a ambos.

Para se assegurar de que a amizade erótica nunca se deixaria vencer pela agressividade do amor, espaçava intencionalmente os encontros com as suas amantes permanentes.
Este sistema dava-lhe a possibilidade de nunca romper com as amantes e de tê-las em abundância.

Nem sempre era bem entendido. De todas as suas amigas, quem o entendia melhor era Sabina, uma pintora.

Esta dizia-lhe: « Gosto muito de ti porque és precisamente o contrário de Kitsch.
No reino do Kitsch, tu eras um monstro.
Num filme americano ou num filme russo nunca passarias de um caso repugnante.»

__________
Milan Kundera, A Insustentável Leveza do Ser
tags:
escrito no papiro por ACCB às 09:01
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Terça-feira, 27 de Novembro de 2007

...

Não tenho Tempo para não ter Tempo
Hoje apetece-me escrever um desabafo. daqueles que nos saiem em sopro pela boca e se soltam do fundo da alma. Daqueles que só se fazem quando chegámos a conclusões e vamos passar a decisões que no entanto já tinhamos tomado e simplesmente vinhamos adiando.
Sabem qual é a sensação?
Vontade de ....dizer, escrever, espalhar numa parede, gritar :- Não tenho Tempo para não ter Tempo!

E não é o que pensam. Não me estou a lamentar por falta de tempo. Ainda tenho a lucidez de saber gerir o meu tempo. De saber dividir a minha vida entre o trabalho , o prazer e o lazer.
Ainda sei o que são sentimentos, ainda sei partilhar,... ainda tenho a noção sempre acesa do que é saborear.
Tenho tempo para tudo isso.
Não tenho é tempo para gente sem tempo.
Gente que passa a vida num sufoco, num saltitar exasperante de dever para dever, de reunião para reunião, como se o amanhã nunca fosse amanhã e fosse sempre hoje, e o mundo fosse acabar ontem e o amanhã nunca fosse acabar.....uffff.
Como se fossem eternos. Gente que só dá valor ao que é material e que sacode num gesto os momentos bons de partilha, meia hora à beira mar, uma hora de sol... 15 minutos de cheiro a maresia...ou uma manhã de nevoeiro no cais , lá em baixo à beira Tejo, uma ida ao cinema, a um concerto, ao teatro......
Não tenho tempo para isso.
Essa falta de tempo sufoca-me.
Bem sei que nem sempre posso. Mas aí, é o dever que se impõe de imediato.
Depois é a necessidade fisológica do espaço de lazer pelo dever cumprido............
~
A Vida é demasiado curta para a viver em correrias.
A Vida é demasiado bonita para eu lhe passar ao lado.
A Vida é demasiado preciosa para eu a viver atrás de coisas passageiras, que morrem logo ali à primeira etape de tempo já cumprido.
~
"Não há pachorra" como eu costumo dizer. Não há pachorra para gente super apressada de tanta competência e ansiosa de poder, dinheiro, visibilidade, mediatismo.... Não há pachorra para gente que vai morrer como eu e sem saber quando, nem como,........... como eu.
~
Não tenho tempo para pressas.
É por isso que cada minuto é saboreado.
Se é trabalho que o seja. Sempre saboreado também.

Mas............Preciso de respirar, de sentir o sol no rosto, o vento nos cabelos, de ouvir o som da maré, de gargalhar e disparatar com os amigos, de sorrir e olhar nos olhos a sinceridade dos mais próximos, de aconchegar nos braços os que mais amo, de fechar os olhos e ouvir a minha música preferida, (nem que seja sem fechar os olhos, dentro do carro pela manhã, sem pressas, somente conduzindo para o trabalho), de olhar a manhã de frente e, sentir-me invadida por ela, de sussurrar ao fim da tarde estou aqui... espero o pôr do sol mesmo que seja Inverno... Preciso... de saborear o Tempo.

Não tenho tempo para não ter tempo.
A Vida é muito curta e , que eu saiba, só se vive uma vez.
-
ACCB





escrito no papiro por ACCB às 18:05
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (26) | juntar aos escribas

...

I've Got The World On A String

I've got the world on a string
I'm sitting on a rainbow
Got that string around my finger
What a world, what a life - I'm in love

I've got a song that
I sing
And I can make the rain go
Any time I move my finger
Lucky me, cant you see - I'm in love

Life's a wonderful thing
As long as I've got that string
I'd be a silly so-and-soIf
I should ever let you go
I've got the world on a string
I'm sitting on the rainbow

I've got that string around my finger
Oh, What a world, what a life - I'm in love
-
Ye!!!
escrito no papiro por ACCB às 09:08
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

...


Deixo-vos hoje aqui um poema de uma poetisa que reencontrei com a NI. Esquecera-me dela.

Escolhi este poema porque gosto pelo amargo doce e pelos lábios frios........................


A DIETA

Me acosté sin cenar, y aquella noche
soñé que te comía el corazón.
Supongo que sería por el hambre.
Mientras yo devoraba aquella fruta,
que era dulce y amarga al mismo tiempo,
tú me besabas con los labios fríos,
más fríos y más pálidos que nunca.
Supongo que sería por la muerte.

-
Amália Bautista
escrito no papiro por ACCB às 02:12
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 26 de Novembro de 2007

...

A LUA ESTÁ CHEIA . É A MINHA LUA.



escrito no papiro por ACCB às 18:21
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Domingo, 25 de Novembro de 2007

...

Cle Mente Lima? Será que Mente Lima?
Que disse Clemente Lima?

O Juiz Desembargador Clemente Lima -Inspector-Geral da Administração Interna - deu há poucos dias uma entrevista que, ao que parece, fez vibrar os tímpanos de muita gente.


Clemente Lima, terá dito isto ( e muito mais) :

Sustenta que "o cumprimento da missão a qualquer preço, por parte dos agentes da autoridade", pode "agravar o sentimento de insegurança" dos cidadãos.


"Há por aí muita 'cowboyada' de filme americano na mentalidade de alguns polícias, muito gosto na exibição da pistola, por andar à paisana", ...."as zonas de investigação criminal precisam de ser mais controladas".


"há muita impertinência, intolerância, impaciência da parte da polícia" no "atendimento ao cidadão", que, a seu ver, é sinal de "incompetência".


"Acho isto intolerável. E ainda mais intolerável é a atitude das chefias, de alguma tolerância face a estes comportamentos", afirmou, acrescentando que "há carências absurdas" na GNR e PSP ao nível da formação em direitos fundamentais do cidadão.
________________

E os cidadãos ou bateram palmas ou ficaram perplexos.

Alguns oficiais da guarda entenderam que as declarações de Clemente Lima levam a conclusões despropositadas e demonstram desconsideração para com o trabalho dos agentes.

A PSP,- mais precisamente a ASP - Associação sindical da Policia -aproveitou para gabar a coragem do Inspector Geral no que respeita às alusões às chefias.
_______________

Quid Juris?

Só quem não conhece Clemente Lima poderia pensar que nas suas afirmações há má fé e desrespeito pelos seus homens.
Quem não falou por ele, ou não estava na pele dele , poderá dizer: -"Ah pois, mas ele, sendo quem é, devia ter mais cuidado com o que diz!"
Pois devia.
Ou não devia?
Na minha opinião Clemente Lima disse o que deveria dizer.

E as suas palavras nada têm que ver com menos respeito pelos seus homens, ( gosto desta expressão, sabe-me a honra e lealdade ) muito antes pelo contrário, o que ele quer é que haja dignidade para que não se quebre o respeito devido às forças de autoridade.

Só quem não anda nestas coisas há uns anos desconhece o que lhe vem parar às mãos de quando em vez.
Sim, é verdade que infelizmente ainda há muitos homens que envergonham a corporação a que pertencem.
Muito jovem cowboy que quer fazer "justiça" à viva força não importa como, é preciso é mostrar serviço, e chegam a ter epítetos dados pelos próprios colegas de , por exemplo, "pitbull".
Estranho epíteto.

Felizmente são poucos. Mas existem . E, quantas vezes as chefias, não por arrogância mas, por saberem que o que aconteceu é grave, calam. Calam e sentam-se no banco dos réus ao lado destes impetuosos aplicadores de regras.

Ninguém é ingénuo ao ponto de fazer de conta que não sabe que alguns agentes de autoridade, que não deveriam envergar a farda que não honram, usam e abusam do seu poder.

Não vou aqui mencionar casos concretos, mas sei que, nessas actuações, arrastam colegas que nada têm que ver com o seu comportamento e sentam, quando sentam, todos no banco dos réus.
E também é verdade que muitas vezes a Verdade não se descobre totalmente e, o cidadão, normalmente o que menos se sabe defender, come e cala.

São uma minoria é certo.
E ainda bem que o são.
Há-os óptimos agentes. Óptimos policias nas Brigadas Anti Crime e bons agentes nas Brigadas de Investigação Criminal. E não só.
(E pergunto eu:- serão precisas tantas brigadas se há uma PJ?
Bem , mas esse é outro assunto.)

Dizia eu que ninguém nega que alguns usam e abusam do poder que têm.
Mas, também ninguém nega que a empatia, cidadão -policia é algo dificil de conseguir, desde logo porque reina a desconfiança e a tendenciazinha para desafiar tudo o que é ordem.
Também é verdade que se um policia perde as algemas que tem de usar em serviço, as deve pagar;
se perde a arma em confusões de turbas de matulões, tem de o justificar, abre-se um inquérito e vamos lá a justificar a perda da arma; ( também é normal que assim seja para que mais tarde não se cometam crimes com a dita arma e lhe sejam atribuídos a ele agente de autoridade);
rasgam-lhe a farda quando rodeado por 8 ou 10 idiotas armados em fortes, paga a farda;
que não se atreva em patrulha para socorrer alguém não o fazer sem a abandonar o carro em patrulha, porque lhe podem fugir com ele e aí é o cabo dos trabalhos;
é chamado para intervir em escaramuças e outras coisas bem mais perigosas ?

Morre primeiro e dispara depois...

Carros patrulha? Não há muitas das vezes e principalmente na GNR. O que eu acho é que o dinheiro anda mal distribuído neste nosso país.
Muito mal orientado e gerido.

Pois.
Tudo isto é verdade.
Tudo o que o Inspector Geral da Administração Interna disse é verdade.
Tudo de que os policias se queixam é verdade.
E se Clemente Lima pôs o dedo na chaga...é porque quer as suas policias impecáveis, dignas da farda que usam e a maioria honra.
E que embora ganhando mal e tendo horários desumanos continuam ao serviço da coisa pública.
Porque é com eles que contamos nas horas de confusão. São eles que não dormem e saiem para a rua quando nas épocas mais festivas a maioria da população portuguesa descansa ou se diverte.
Não creio que Clemente Lima quisesse tirar a força " aos seus homens". Não creio que se referisse à regra mas sim à excepção. Quem o conhece sabe que só pode ser assim.
E a excepção mancha a corporação. Nunca ouviram dizer que paga o justo pelo pecador?
Foi talvez demasiado ousado ao enfiar o dedo na chaga e tomaram a chaga como lepra.
Afinal qualquer de nós não está livre de ser lido , ouvido e visto, através dos olhos dos outros.

E sabem que mais?
Casa onde não há pão... todos ralham.........e têm razão.
-
E só mais uma coisa: Não se pedem as cabeças dos que neste País as usam para pensar.
-
ACCB
_________________________________________________________
MAIS DO MESMO
"A autoridade não se defende a tiro"
"Há por aí muita cowboyada de filmes americanos na mentalidade de alguns polícias"
Associação Sindical da PSP aplaude "coragem" do inspector-geral
"O senhor ministro devia tirar consequências da entrevista"
GNR e ASPP respondem às acusações de Clemente Lima
AOG repudia declarações de Clemente Lima
escrito no papiro por ACCB às 19:41
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (14) | juntar aos escribas

...

Vasco Pulido Valente/Miguel Sousa Tavares


Agora vou mesmo ter de acelerar a leitura do Livro " Rio de Flores".

é que com o que Vasco Pulido Valente diz sobre o mesmo fico curiosa. Quero ter a minha opinião. E quero poder criticar ou não o livro e, criticar ou não Vasco Pulido Valente.

A certa altura da sua escrita diz Vasco Pulido Valente sobre o livro em causa:


"Como escreve Sousa Tavares
Como escreve Sousa Tavares?
Sousa Tavares não tem um "estilo", se entendermos por "estilo" uma forma característica de escrever.
Sousa Tavares escreve como um jornalista: fluentemente e anonimamente.
Quando quer ir mais longe e "fazer estilo", os resultados não se recomendam. Um exemplo ao acaso:
"Parecia que Sevilha inteira flutuava com ele dentro de um carrossel de sensações, de excitação, rumo a um ponto qualquer onde tudo aquilo teria forçosamente de explodir num apocalipse."
O lugar-comum abunda: "as areias de Alcácer-Kibir" são "incandescentes";
a "beleza de Amparo" é "encandeante"; a actividade do Natal "é desenfreada";
a "continuidade das coisas" é "reconfortante";
o filho de Diogo "ensaia os primeiros passos";
as pernas de uma senhora são "bem desenhadas" e os olhos "grandes" e a boca "rasgada";
a mãe ama o filho "até ao absurdo";
o corpo da senhora já referida é "esguio e proporcionado";
as palavras "estrangulam a garganta" da mesma senhora;
quando Pedro percebe que ela o vai deixar é "como se uma bomba tivesse acabado de rebentar dentro da cabeça dele";
"quem nunca sofreu por amor nunca aprenderá a amar.
Amar é o terror de perder o outro, é o medo do silêncio e do quarto deserto...", etc., etc., etc.
Sempre assim.
Conclusão
Como romance histórico e político da primeira metade do século XX, uma alta ambição, o Rio das Flores vale pouco ou nada.
Com a sua superficialidade e a sua ignorância (a bibliografia do livro mostra principalmente o que ele não leu, ou seja, quase tudo), Sousa Tavares repete a versão popular "esquerdista", sem "iluminar" a época e sem a perceber.
Como romance de uma família, o Rio das Flores é pobre e vulgar.
Há quem se entretenha com esta espécie de produto, mas não se trata com certeza de literatura."
VPV
-

Pois....
Para já gosto da escrita jornalistica... não gosto de livros "chatos" nem de má literatura...
Depois...
Pois, depois vou ter de ler o livro.
E sabem que mais ???
Se é tão criticado alguma coisa faz com que o leiam e fiquem perturbados com ele.
ACCB


P.S.:_Façam o favor de ser.......felizes! ;)
tags:
escrito no papiro por ACCB às 17:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

...

Com a devida Vénia Sr. Professor.

O Sr. Professor Figueiredo Dias deu no dia em que atingiu o limite de idade que lhe impuseram - 70 anos - a sua aula de pijama, que é o mesmo que dizer a sua ultima aula na Faculdade que não foi dar, assim manda a praxe, mas foi dada por um seu discípulo.
Muitas vezes devorei os seus livros de Direito Criminal. Livros que conversam connosco e que não se limitam a fazer afirmações peremptórias. Livros que nos levam a pensar e sadiamente a concordar ou discordar.

Obrigada Sr. Professor por me acompanhar no meu trajecto e viagem por este mundo do Direito e principalmente do Penal que é o meu preferido.
ACCB

Fica aqui a notícia completa para quem estiver interessado.



tags:
escrito no papiro por ACCB às 17:08
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 23 de Novembro de 2007

...

CARTA ABERTA AO PGR
Ex. mo Sr . Dr. Fernando José Matos Pinto Monteiro
Juiz Conselheiro
Procurador Geral da República Portuguesa




Sr. Procurador Geral, queria desta forma que não a mais formal, que não a mais esperada, mas pública, expressar-lhe a surpresa que a sua atitude me tem causado.
Fiquei deveras surpreendida com as suas últimas tomadas de posição.
E fiquei-o de forma agradável.
Só um Juiz as tomaria desta forma. De forma frontal, corajosa e pública. Mas , um Procurador exercer as suas funções de corpo e alma é talvez uma surpresa neste marasmo que se vem sentindo por aí. Nesta forma amorfa de estar na coisa pública.

O exigir ao parlamento que o recebesse, e o pôr os pontos nos "is" quando pouca gente teve a coragem de o fazer de forma tão pública, à excepção do Sr. Presidente do Supremo ( no que se refere ao pública) foi para mim uma agradável e reconfortante surpresa.

E desta vez gosto da sua fotografia peremptória e necessáriamente formal de caneta afirmativa sobre a mesa.
Gosto.
E gostei ainda mais do que disse:
"Não aceitarei ser um PGR dependente do poder politico".
Já tinha gostado quando pôs o dedo na ferida quanto às escutas.Porque hei-de armar em santinha e não o dizer.E gostei agora ainda mais.

Não se trata de um contra ataque, trata-se de uma afirmação deliberadamente incisiva.
Não se trata de uma ameaça, trata-se de uma certeza.
E Não é desconhecimento, é estar atento.
Também não é atrevimento é coragem e dever.


E não bata com a porta, porque o Sr. Presidente da República já está atento à inconstitucionalidade de uma Lei que é absolutamente atentatória do Estado de Direito.
E é bom que se preocupe com a autonomia do Ministério Público.
E o que é melhor é que seja um Juiz a dizê-lo. Um Juiz que é o Procurador Geral da República.
É isto que se quer da pessoa que ocupa o seu cargo.
Que esteja atento, que seja interventivo, que seja exigente, que seja o verdadeiro fiscal da Legalidade Democrática.

É isto um verdadeiro Procurador Geral da República. Porque, entre outras competências cabe ao Procurador Geral da República:
artigo 12º da Lei Orgânica do Ministério Público:
(...)
c) Requerer ao Tribunal Constitucional a declaração, com força obrigatória geral, da inconstitucionalidade ou ilegalidade de qualquer norma.

2 - Como presidente da Procuradoria-Geral da República, compete ao Procurador-Geral da República:

a) Promover a defesa da legalidade democrática;
(...)
d) Informar o Ministro da Justiça da necessidade de medidas legislativas tendentes a conferir exequibilidade aos preceitos constitucionais;
(...)
g) Propor ao Ministro da Justiça providências legislativas com vista à eficiência do Ministério Público e ao aperfeiçoamento das instituições judiciárias ou a pôr termo a decisões divergentes dos tribunais ou dos órgãos da Administração Pública;
(...)
m) Exercer as demais funções que lhe sejam atribuídas por lei.


Atenciosamente

ACCB

vulgo:- Cleopatra

tags:
escrito no papiro por ACCB às 19:26
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (16) | juntar aos escribas

...

PERFUME DE MULHER _ " NUM MINUTO SE VIVE UMA VIDA"

escrito no papiro por ACCB às 08:24
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 21 de Novembro de 2007

...

Eu sei

"Te amo quando sinto a tua falta e te amo até mesmo quando, por enquanto, não quero mais estar contigo.

Te amo quando quero ficar em silêncio comigo mesmo e a tua presença não atrapalha o meu destino.

Te amo quando estás longe e me sinto sozinho mesmo estando junto aos meus melhores amigos.

Te amo quando, em meio à conversa mais interessante, me desligo e me ponho a pensar no que tu estarias fazendo agora e como seria melhor se estivesses aqui participando disso que sequer consigo fazer parte direito.

E não faço parte porque não estou aqui, e não estou aqui porque tu não estás aqui.

Também sei que te amo quando estás comigo

E sinto vontade de te abraçar além do teu corpo,de te abraçar além do que meus braços poderiam e de te beijar mais do que o tamanho da minha boca.

E sei, finalmente, que te amo, quando me ponho a escrever estas coisas, nessa forma silenciosa de gritar tudo o que sinto."

-

**Olegario Schmitt**
( furtado ao Blog do Zé Carlos)
tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:46
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Terça-feira, 20 de Novembro de 2007

...


É apenas o começo.
Só depois dói,
e se lhe dá nome.
Às vezes chamam-lhe paixão.
Que pode acontecer da maneira mais simples:
umas gotas de chuva no cabelo.
Aproximas a mão, os dedos
desatam a arder inesperadamente,
recuas de medo.
Aqueles cabelos,
as suas gotas de água são o começo,
apenas o começo.
Antes do fim terás de pegar no fogo
e fazeres do inverno
a mais ardente das estações.
-

Eugénio de Andrade
escrito no papiro por ACCB às 17:50
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

...




Para alguém entrar num coração já preenchido, é porque esse alguém
tem qualquer coisa a mais
que o alguém que já o preenche ."
–Dr. Eduardo Sá
escrito no papiro por ACCB às 03:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Domingo, 18 de Novembro de 2007

...

Desafio-vos a ser criança durante cinco minutos.
Experimentem dizer algo que sintam assim como se... tivessem entre 3 a 8 anos.

"Silêncio é o barulho baixinho" - Sara, 3 anos
.
"Estou com tosse. Engoli frio um dia" - Inês, 4 anos
.
"Poesia é uma coisa que não é a mesma coisa mas é igual"- Beatriz, 4 anos
.
"Os namorados são amigos de casamento" - Ariana, 6 anos
.
"Eu faço magia quando abraço o meu pai" - Cláudio, 4 anos
.
"Este gelado até inverna as mãos" - Gonçalo, 4 anos
.
"Um livro tem palavras que fazem sonhos" - Joana, 3 anos
.
"Quando o ar cheira bem é porque os astronautas no espaço estão a comer rebuçados" - Gustavo, 5 anos
-
"O céu à noite é um lençol com estrelas" - Gustavo, 5 anos
-
-"O amor é o dobro" - Pedro, 5 anos
-
escrito no papiro por ACCB às 19:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas

...

img_title
-
FELIZ É O HOMEM QUE RECONHECE O AMOR DE UMA MULHER
escrito no papiro por ACCB às 19:38
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

...


Amo-te tanto meu amor... não cante

O humano coração com mais verdade...

Amo-te como amigo e como amante

Numa sempre diversa realidade.

Amo-te enfim, de um calmo amor prestante

E te amo além, presente na saudade.

Amo-te, enfim, com grande liberdade

Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente

De um amor sem mistério e sem virtude

Com um desejo maciço e permanente.

E de te amar assim, muito e amiúde

É que um dia em teu corpo de repente

Hei de morrer de amar mais do que pude.



(Vinicius de Moraes)
escrito no papiro por ACCB às 11:14
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sábado, 17 de Novembro de 2007

...

Te Busque - Nelly Furtado ft Juanes

escrito no papiro por ACCB às 23:33
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

...

O Mistério da Atlântica

Foi ontem pela hora do pós almoço. Estava eu a tentar absorver quentes raios de sol junto ao Tejo, logo ali em Belém, quando me salta aos ouvidos a notícia:

- Marques Mendes suspeito de crimes como corrupção...

Ganda Nóia! - exclamei logo. Na verdade , o senhor sai de lider do PSD e sobe o pano.

Coisa estranha. Nestes casos, sempre que o pano sobe, é porque alguém sai de cena. Devia ser ao contrário........Não é assim no Teatro? Desce o pano porque se sai de cena ou termina a cena. Pois.
Mas aqui não.
A Universidade Atlântica foi alvo de uma auditoria e, vai daí, toca de descobrir, ao que dizem , coisas do arco da velha. ( O arco da velha é o arco iris como sabem, que promete aos mais naifs, um caldeirão no final do mesmo. Caldeirão com dinheiro, não com azeite a ferver! Pois, vocês sabem a história.)

Entre outras coisas ouvi falar de 44.250 euros em senhas de presença, numa média de 1.340 euros por mês..recebidos por Marques Mendes......além de refeições, deslocações e combustíveis.
Tudo pago... ali....
Isto porque, dizia o locutor, enquanto deputado, bastava não estar em regime de exclusividade para poder auferir uma retribuição por outras funções.
Marques Mendes "não se lembra de nada e o que sabe é que está tudo bem"; Ora ainda bem
Então afinal não há mistério.
Está tudo bem.
Não há descontos para a segurança social... ...
Então está tudo bem.
-
Também há uma história qualquer de uma assessora de Marques Mendes que teria recebido pagamentos... mas ninguém soube justificá-los...
Pois.
-
E ....então agora?
Não se descobre o mistério?
Ganda Nóia!
-
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 17:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 16 de Novembro de 2007

...

ADORO FRANCESISMOS..............Non rien de rien.....non, je ne regrette rien






*************
“As autoridades portuguesas estão a avançar com reformas profundas na administração pública, na justiça, na segurança social e em muitos outros domínios”.
Cavaco Silva, numa intervenção perante empresários portugueses e chilenos

-

Não sei porquê mas a imagem que me surge é a dos mineiros, às escuras...à procura de ouro...ou sei lá que mais... Cruzes...imagem mais estranha.

Que diria Neruda a esta reforma?

Bem, ele também, ... "só é" poeta.
escrito no papiro por ACCB às 20:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

...

Página 161 - A 5ª frase ou a 5ª linha

Le Livre Ouverte - Juan Gris


A cadeia que manda abrir livros na página 161 partiu-se em duas: nuns casos, a vítima é instada a reproduzir a quinta frase, noutros a quinta linha.

Escolho as duas já que fui instada quer pelo Miguel da Câmara Corporativa quer pelo Pecador que de quando em vez se confessa....
_____________

Ora bem...Fiz anos como sabem. E os livros são uma prenda que me delicia sempre. Não é que não os compre quando me dá na gana...Embora o tempo para os ler me deixe...com água na boca.

Mas quero deixar aqui um carinho a quem no dia dos meus anos me presenteou com livros. Assim escolho de todos os que me ofereceram a 5ª linha e a 5ª frase da pág. 161.

__________

RIO DAS FLORES_ Miguel Sousa Tavares:

5ª Linha:- " Casamos obviamente".

5ªFrase: - " De facto..."

_____________

MORTE DE UM DISSIDENTE _ Alex GoldFarb - Marina Litvinenko

5ª Linha : - " Embora o impulso inicial dos delatores fosse transmitir imediatamente..."

5ª Frase : - " Gravações como essas são mais poderosas se nunca forem vista".

________________________

O ASSASSINO DE SALAZAR - Joel Costa

5ª Linha:-" Passado o que lhe pareceu um longo tempo sob o olhar espectante..."

5ª Frase: -" Passado o que lhe pareceu um longo tempo sob o olhar expectante e quase ameaçador dos outros dois, embalado no vislumbre do perigo que pudesse envolver o serviço que lhe pediam, disse: "

_________________
OPERÁRIAS E BURGUESAS - As mulheres no tempo da República _ Maria Alice Samara

5ª Linha:- " ...cinco metros, e camisa de seda cor de rosa. O Chapéu vermelho..."

5ª Frase:_ " Um ferimento no sobrolho esquerdo, um pé descalço, vestido rasgado e equimoses no pescoço."
_________________

EÇA AGORA - Os herdeiros dos Maias - a sete mãos

5ª Linha:-..." Carlos não parava de lhe comprar.É claro que as leituras..."

5ª Frase: - " À mesa da Brasileira, Carlos pensou em contar à sua Maria o caso Dodô Varinho, mas, depois percebeu que era impossível trazer o nome de outra mulher para aquele enlevo só deles, que nada podia conspurcar"
______________________

OS PRAZERES DO ÓCIO - Tom Hodgkinson

5ª Linha: - " contra a nova ética do trabalho emergente e é fascinante verificar..."

5ª Frase: - " " É uma pena que aquilo a que nós ingleses chamamos a verdadeira cerveja invoque imagens de barbudos amistosos a embebedarem-se em tendas de provincia, já que esxiste uma intensidade e tradição no beber cerveja que escapa a esta imagem eque, é triste dizê-lo, falta também aquela imitação mais jovem, a cerveja loura."

____________
E pronto.


Agora desafio:

O Manza

A NI

O Coutinho Ribeiro

O Luís Rodrigues

O Apache


escrito no papiro por ACCB às 19:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (20) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 14 de Novembro de 2007

...


Sinto-vos quando aqui chegam e só espreitam.
Sinto que olham e saiem porque não tem nada.
Sinto, porque não me deixei aqui.
Apenas me deixei um pedaço de mim, de fugida, ou figidia. Uma forma de vos dizer estou,..mas ausente.

Sei que gostam de me ler. Mais a mim que ao que escrevo. Sei que gosto que me leiam. Cada um tem as suas vaidades. Não gosto de passar por passar, ou de deixar a minha marca por deixar, mas, a Vida exige tempo, e espaço e eu, vou tendo de estar em todo o lado.
Os lados são muitos, nem sempre os que eu mais desejo ou gostaria. São variados e todos exigem de mim que me dê por inteiro. E eu não me sei dar de outra forma.

Dizem os psicólogos que nunca nos devemos dar por inteiro e que devemos aprender a dizer não. Talvez seja a palavra que menos pronuncio a não ser profissionalmente.

Porque também a pouca gente digo sim E porque quando digo sim é sempre sim. Inimaginável mudar para um não.
Quero com isto dizer , que vos gostaria de deixar um texto sentido mas hoje não.

Hoje e alguns dias , não.
Coisas ...Mau feitio....conselhos errados que sei que seguirei por muito pouco tempo. E não pensem com isto que ando a caminho do psicólogo. Por acaso até tenho curiosidade em testar quem precisa mais de... se eu do psicólogo, se o psicólogo de mim...Eh eh eh eh

Mas hoje, não,..
Falta de alma ou capacidade de a dar.
Hoje e alguns dias não.
-
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 18:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas

...

English Patient

escrito no papiro por ACCB às 00:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 12 de Novembro de 2007

...

2 anos o Cleopatramoon INICIAVA-SE com a Notícia :

- A greve e a Indepêndencia dos Juízes.

Hoje põe-se novamente em causa a Independencia do Poder Judicial.

E andamos há quanto tempo nisto???

*
escrito no papiro por ACCB às 22:19
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

...

JUÍZES PODEM SER FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS?


_____________
A diferença entre o Juiz funcionário Público e o Juiz Titular de Orgão de Soberania, Independente, está nas garantias feitas aos direitos liberdades e garantias dos cidadãos num Estado de Direito.

GARANTIAS DE SER JULGADO COM IMPARCIALIDADE COM INDEPENDENCIA E APENAS DE ACORDO COM A LEI.

Ser funcionário público implica uma obediência a uma função que é subordinada a um poder politico.

Ser Juiz como lhe garante a Constituição e, portanto a sua independencia, implica não dever qualquer obediência a qualquer poder politico MAS ÚNICA E SIMPLESMENTE À LEI.

O Ministro da Justiça não pode comprometer-se porque não foi quem elaborou o diploma posto em questão.

E não gosto da forma indiferente como diz que se houver necessidade de fazer melhorias...Não se trata de benfeitorias necessárias...Trata-se de Leis. Trata-se de diplomas que não tiveram em conta o elemento sistemático. Trata-se de ter em conta, mais do que o elemento sistemático, todas as garantias de um Estado de Direito.

Ou mais simplesmente - não se trata de melhorias senhor Ministro, trata-se pura e simplesmente do respeito pela Lei Fundamental e por nós todos cidadãos deste País.

Trata-se de respeitar a divisão de poderes. Não basta dizer. É preciso deixar claramente escrito.

Quem o elaborou é que deve assumir , por escrito, preto no branco como diz o povo, que tal diploma que vai contra a Lei Fundamental, não é aplicável aos Juízes tendo em conta o modelo de Juiz que temos hoje em dia.

E deve garanti-lo para segurança de todos nós.

________________

tags:
escrito no papiro por ACCB às 10:31
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Domingo, 11 de Novembro de 2007

...

Sou uma ilha rodeada de Pontes

Este quadro, Lindo!, foi-me oferecido Hoje dia 11.11.07.

Obrigada Maria.

Não há palavras ....

*

Outras prendas...

aromas...

Livros, Livros, Livros, com gente dentro.

Coisas lindas de enfeitar

E um grande tesouro:

TODOS OS VOSSOS SORRISOS

AS VOSSAS PRESENÇAS

Os VOSSOS OLHARES FELIZES

E a certeza de que a Amizade é mais forte que o TEMPO.

Aos que estiveram...QUE BOM!

Aos que não Puderam estar:

Que bom lembrarem-se de mim na mesma!

Um beijo



A Ilha- Milena ( Maria de São Pedro)


escrito no papiro por ACCB às 22:31
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

...


OBRIGADA MÃE: FAZ HOJE ANOS QUE ME DEIXASTE NASCER.
UM BEIJO PARA TI!!
escrito no papiro por ACCB às 05:27
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (16) | juntar aos escribas
Sábado, 10 de Novembro de 2007

...


A Lua agora está assim

A este chama-se o outro lado da Lua..........
Lua adversa

Tenho fases, como a lua
Fases de andar escondida,
fases de vir para a rua...
Perdição da minha vida!
Perdição da vida minha!
Tenho fases de ser tua,
tenho outras de ser sozinha
Fases que vão e que vêm,
no secreto calendário
que um astrólogo arbitrário
inventou para meu uso.
E roda a melancolia
seu interminável fuso!
Não me encontro com ninguém
(tenho fases, como a lua...)
No dia de alguém ser meu
não é dia de eu ser sua...
E, quando chega esse dia,
o outro desapareceu...
Cecília Meireles
tags:
escrito no papiro por ACCB às 00:16
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 9 de Novembro de 2007

...

E se tudo isso acontecer durante muito tempo, anos seguidos, mesmo que você não queira que aconteça, então convença-se, vocês são inseparáveis. Como os paralelos do ritmo. ( sorriso) Nunca se separam...caminham lado a lado!

Sabem? As vidas que se cruzam seguem, depois, cada uma o seu destino. As vidas paralelas seguem sempre o mesmo rumo.

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 19:47
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 8 de Novembro de 2007

...



A minha caixinha está fechada
e ainda tem muita magia lá dentro.
Que não deve ser mal utilizada.
É minha!

-
escrito no papiro por ACCB às 15:22
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

...


À mesa com café e jornal...
OLHA QUE BOM!
Marques Mendes será novo administrador de consórcio de energias renováveis.
-
AL TRUÍSMO???
Portugal e Mundo
João Botelho abdica dos direitos de autor do filme «Corrupção»
-
NÃO BASTA JÁ?!
Portugal e Mundo Casa Pia: vítimas repetem exames periciais
-
POIS CLARO! ATÉ CONVÉM!
RTP pode lançar até 2011
Gestores concordam com criação de mais dois canais de serviço público
-
O NEGÓCIO DA......SOLIDÃO
SkyEurope promove «encontros» a bordo de um avião
Está solteiro e está disponível para conhecer outras pessoas? Imagine-se a ter um encontro a bordo de avião com destino a Viena.

______________________
escrito no papiro por ACCB às 09:39
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas

...

F-16 / Lituânia
Com explicação do Manza:-"A FAP assumiu uma missão que se designa por "NATO Air Defense Quick Reaction Alert", que não é mais do que aeronaves em alerta, capazes de descolar em 15 minutos (!!!)
e efectuar defesa aérea no espaço aéreo sobre os 3 países Balticos (Lituânia, Letónia e Estónia). Desde que aderiram à NATO em 2004, por falta de aeronaves com capacidade de defesa Aérea, estabeleceu-se um sistema de rotação (3 a 4 meses) entre os seus membros (NATO), que passariam a enviar até 4 aeronaves para patrulhar o espaço aéreo sobre estes 3 países.
Os Belgas iniciaram em 30 de Março de 2004 esta tarefa e Portugal desde 1 de Novembro e até ao próximo dis 15 de Dezembro estará na principal Base Aérea Lituana em Zokniai/Šiauliai International Airport, naquele que é o 14º Destacamento (Detachement Baltic Air Policing) "....






F 16 no Báltico
EMFA

AGORA É A SÉRIO (outra vez)!

"Missão na Lituânia será um teste ao treino, equipamento, capacidade de projecção de força e operação em climas frios.A Força Aérea Portuguesa irá assumir o “Policiamento Aéreo” dos três Países Bálticos entre Novembro e Dezembro de 2007. Esta exigente missão, longe de ser um exercício, irá colocar à prova o Poder Aéreo Luso, testando as suas capacidades de mobilidade, sobrevivência, penetração, flexibilidade e prontidãoA Missão “BALTICS AIR POLICING 07”, que a Força Aérea Portuguesa irá cumprir no norte da Europa, é uma operação de Defesa Aérea da NATO, dedicada a zelar pela guarda, vigilância e soberania do espaço aéreo dos três países Bálticos – Lituânia, Letónia e Estónia. Esta missão será cumprida através da execução de missões de “policiamento aéreo”, de forma a obter e manter a integridade do espaço aéreo Aliado."

-
tags:
escrito no papiro por ACCB às 08:32
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007

...

Dois Poetas

Eugénio de Andrade

_____________________
A tua pele
o teu cheiro
na lembrança da minha cama.


Eu a desaguar
na foz da tua boca
e na minha a ficar
o teu sabor acre
de mulher


As tuas mãos
Leves, certas,
decididas
a levarem-me
dentro de ti


O gemido
que veio da febre
da tua carne
e que a tua
alma soltou


Três marcas
precisas, indeléveis
garantem
que na minha cama
no meu peito dormiste


O sussuro
do teu cheiro
na casa silenciosa
a neblina de ternura
que na manhã
dos teus olhos vi


A minha pele
ferida, arranhada pelo teu desejo


FERNANDO

escrito no papiro por ACCB às 22:52
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

...

Lisboa pela manhã com o sol a sorrir-lhe nos olhos.
A R. do Ouro banhada do reflexo do rio ao fundo e, as decorações de Natal já penduradas ao cimo em riscos de estrelas com caudas amarelas.

Não há ar de Natal ainda. É antes um Verão de S. Martinho que me sorri. Sinto-me feliz, feliz porque a minha Lisboa tem um ar de alma limpa e olhos gaiatos.

Não cheira a Primavera nem às manhãs frescas de Verão, aliás os 24º anunciados para hoje, fazem já sentir que o Verão é apenas o das castanhas assadas, mas Lisboa é alegre e feliz e alivia-me a alma...enche-me a alma de Luz.

Não, nenhuma cidade é como Lisboa.... E o que eu gosto de chegar à Praça do Município e encarar de frente com a Sé ao fundo recortada por entre os perfis dos prédios velhos como óleos antigos expostos em galerias de arte.

Ai que bem que eu fico quando a calçada portuguesa ressoa sob os saltos altos... E respiro fundo, porque Lisboa é gaiata, é tela, é aguarela, é rio, é fado, é Sé ao fundo...onde casei...é a minha infancia de mãos dadas com o meu pai avenida acima, é o Parque Eduardo VII e os baloiços onde me imaginava num avião de sonhos, é o Castelo onde corria e sonhava com principes encantados...

É a terra onde nasci cresci e continuo a viver.

-Bom Dia Lisboa!
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 10:45
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas

...

Dormindo - Riva Liberato

-------------
Agrada-me Ver-te Sorrir

*

Veio-me hoje uma vontade enorme de te amar.
Quero ir ter contigo.
Estás em muitos sítios.
És muitas.
Compro bilhetes ao acaso para apanhar um barco.
Chego com a maré.
Descemos à praia, á água, ao mar.
Descalçamo-nos.
Há a noite e o teu corpo moreno e belo.
E a fúria e o limite.
Não dizemos nada.
Derramo no teu ser a água salgada que trouxe nas mãos em concha laranja.
Agrada-me ver-te sorrir.
-
DAVID FERREIRA

-
escrito no papiro por ACCB às 01:34
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

últimos papiros

Miró

Caminhos

Paris , o pintor de rua e...

O temporal esta noite.......

Para ti

Engolir o Universo

Para o raio que os partis...

Eu sou a tempestade

fotos antigas a 3 de Junh...

Depus a Máscara

Fundamento

Berlim

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Portugal/França

papiros em biblioteca

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Março 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

Outros Papiros

Julho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

subscrever feeds