Domingo, 31 de Dezembro de 2006

Em 2007 desejo a Você(s)...


*
.
Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com amigos
Crônica de Rubem Braga
Viver sem inimigos
Filme antigo na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Música de Tom com letra de Chico
Frango caipira em pensão do interior
Ouvir uma palavra amável
Ter uma surpresa agradável
Ver a Banda passar
Noite de lua Cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir a palavra não
Nem nunca, nem jamais e adeus.
Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de Amor
Que nunca será rasgado
Formar um par ideal
Tomar banho de cachoeira
Pegar um bronzeado legal
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Pôr-do-Sol na roça
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas de alegria
Uma tarde amena
Calçar um velho chinelo
Sentar numa velha poltrona
Tocar violão para alguém
Ouvir a chuva no telhado
Vinho branco
Bolero de Ravel...
E muito carinho meu.
-
.
Carlos Drummond de Andrade
*
Até para o ano!


escrito no papiro por ACCB às 09:12
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (16) | juntar aos escribas
Sábado, 30 de Dezembro de 2006

Tenho medo das atitudes más dos bons


Não posso terminar este ano sem lamentar a forma como ele acaba.

Um marco ficará para a história da humanidade.
Para bem ou para mal, a condenação de Saddam Hussein Abd al-Majid é uma vergonha no início do séc XXI.

Saddam Hussein foi julgado por acusações de genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade, ligados à campanha militar na região curda do norte do Iraque no final da década de 80.

Não deixa mesmo assim, de ser uma vergonha para toda a humanidade a pena que lhe foi aplicada.

E num país como o nosso, dos primeiros a abolir a pena de morte, (o primeiro efectivamente!) ainda não ouvi dizer nada publica e oficialmente.

Sabem do que tenho medo? Das atitudes más dos que se dizem Bons.

________________________________________________________

PORTUGAL E A PENA DE MORTE

Data da abolição da pena de morte (Lei de 1 de Julho de 1867).

A abolição da pena de morte para os crimes políticos foi proposta na sessão de 10 de Março de 1852 da Câmara dos Deputados, em Aditamento ao Acto Adicional à Carta Constitucional. Iniciada a discussão em 29 de Março, as divergências incidiram apenas sobre o processo legislativo.A abolição da pena de morte por crime político passou a constar do artigo 16º do Acto Adicional à Carta Constitucional (5 de Julho de 1852).


Sabe-se que, desde 1834, não fora executada pena capital pela prática de crime político..
Relativamente a crimes do foro militar, a pena de morte manteve-se até ao Decreto com força de lei de 16 de Março de 1911 que a aboliu, vindo a Constituição de 1911 a prever que em nenhum caso poderia ser estabelecida tal pena.

Uns anos mais tarde, a participação de Portugal na guerra levaria, pela lei nº 635, de 28 de Setembro de 1916, a restabelecer a pena de morte para "caso de guerra com país estrangeiro, em tanto quanto a aplicação dessa pena seja indispensável, e apenas no teatro de guerra"..Com redacção ligeiramente diferente, este regime vigorou até à Constituição de 1976 que, no nº 2 do artigo 24º, estabeleceu que "em caso algum haverá pena de morte".


O movimento abolicionista foi estimulado por disposições introduzidas nas leis judiciárias (Reforma Judiciária, Nova Reforma Judiciária e Novíssima Reforma Judiciária) que impunham o recurso obrigatório à clemência régia em todos os casos de sentenças capitais proferidas por tribunais portugueses.


A última execução de pena de morte por motivo de delitos civis ocorreu em Lagos, em Abril de 1846. Curiosamente, remonta a 1 de Julho de 1772 a data em que é executada pela última vez uma mulher.Chamava-se Luísa de Jesus, tinha 22 anos e assassinara 33 expostos que ia buscar à roda de Coimbra, uns em seu nome, outros em nome suposto, para se locupletar com o enxoval e os 600 réis que correspondiam a cada entrega.

No que se refere a crimes militares, a última execução terá ocorrido em França, na pessoa de um soldado do Corpo Expedicionário Português, condenado por espionagem..Portugal foi pioneiro na abolição da pena de morte e na renúncia à sua execução mesmo antes de abolida.
.

Miguel Torga:"A tragédia do homem, cadáver adiado, como lhe chamou Fernando Pessoa, não necessita dum remate extemporâneo no palco.
É tensa bastante para dispensar um fim artificial, gizado por magarefes, megalómanos, potentados, racismos e ortodoxias.
Por isso, humanos que somos, exijamos de forma inequívoca que seja dado a todos os povos um código de humanidade.
Um código que garanta a cada cidadão o direito de morrer a sua própria morte".
.
Vergílio Ferreira:"...E acaso o criminoso não poderá ascender à maioridade que não tem? Suprimi-lo é suprimir a possibilidade de que o absoluto conscientemente se instale nele. Suprimi-lo é suprimir o Universo que aí pode instaurar-se, porque se o nosso "eu" fecha um cerco a tudo o que existe, a nossa morte é efectivamente, depois de mortos, a morte do universo"

..:::::::::...
E agora meus senhores?
Ninguém diz nada?????????.........................

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 01:31
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 29 de Dezembro de 2006

TUDO ERRADO

Tudo Errado!!!!!

Um Must! Já repararam na confusão que vai na cabeça deste piloto?

E no atrevimento que isso lhe provoca?

Que acham?

E já repararam no Caetano Veloso?

escrito no papiro por ACCB às 18:38
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 28 de Dezembro de 2006

Conselhos para 2007



01) No teu horário de almoço, senta-te no teu carro estacionado, põe os óculos escuros e aponta um secador de cabelos para os carros que passam.

Vê se eles diminuem a velocidade.

.

02) Sempre que alguém te pedir para fazer alguma coisa, pergunta se quer batatas fritas a acompanhar.

.

03) Encoraja os teus colegas de sala a fazer uma dança de cadeiras sincronizada contigo.

.

04) Coloca o tua lata de lixo sobre a mesa e escreve nela "Entrada".

.

05) Desenvolve um estranho medo de agrafadores.

.

06) Põe café descafeinado na máquina de café por três semanas. Quando todos tiverem perdido o vício da cafeína, muda para café expresso.

.

07) No verso de todos os teus cheques escreve "Referente a suborno".

.

08) Sempre que alguém te disser alguma coisa, responde com "Isso é o que tu pensas".

.

09) Termina todas as tuas frases com "...de acordo com a profecia.".

.

10) Ajusta o brilho do teu monitor para que ilumine toda a área de trabalho. Insiste com os outros que gostas assim.

.

11) Nao uses pontuações.

.

12) Sempre que possível, pula em vez de andares.

.

13) Pergunta as pessoas de que sexo são. Ri histericamente depois delas responderem.

.

14) Canta na ópera com os cantores.

.

15) Vai a um recital de poesia e pergunta porque é que os poemas não rimam.

.

16) Descobre onde é que o teu chefe faz compras e compra exactamente as mesmas roupas. Usa-as um dia depois do teu chefe as usar. (Isto é especialmente efectivo se o teu chefe for do sexo oposto.)

.

17) Manda e-mails para o resto da empresa para dizer o que é que estás a fazer. Por exemplo: "Se alguém precisar de mim, estou na casa de banho, 3ª porta à esquerda".

.

18) Dispõe uma rede de mosquitos ao redor da tua secretária. Põe um CD com sons da floresta durante o dia inteiro.

.

19) Quando sair dinheiro da caixa automática, grita JACKPOT.

.

20) Ao saíres do Zoo, corre na direcção do parque de estacionamento, gritando "Salve-se quem puder, eles estão soltos!".

.

21) À hora do jantar, anuncia aos teus filhos: "Devido à nossa situação económica, teremos que mandar um de vocês embora".

.

22) Todas as vezes que vires uma vassoura, grita "Amor, a tua mãe chegou!".

.

E a última maneira de manter um nível saudável de insanidade.

.

23) Manda este texto para todos os teus amigos, mesmo para aque eles já tenham pedido para não lhes mandares mais nada.

+

Deu-me para aqui hoje!.

.

escrito no papiro por ACCB às 22:33
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Terça-feira, 26 de Dezembro de 2006

...

ACCB - 2006
.
Ho bisogno di lavorare...
............................
Mas não me apetece fazer nada!
*
ACCB

tags:
escrito no papiro por ACCB às 19:51
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 25 de Dezembro de 2006

Desculpem mas... É NATAL.



I Hope you have Fun!


Happy Xmas (War is Over)

.
John Lennon, Yoko Ono

(Happy Xmas Kyoko

Happy Xmas Julian)

.
So this is Xmas

And what have you done

Another year over

And a new one just begun

And so this is Xmas

I hope you have fun

The near and the dear one

The old and the young

.
A very Merry Xmas

And a happy New Year

Let's hope it's a good one

Without any fear

.
And so this is Xmas

For weak and for strong

For rich and the poor ones

The world is so wrong

And so happy Xmas

For black and for white

For yellow and red ones

Let's stop all the fight

.
A very Merry Xmas

And a happy New Year

Let's hope it's a good one

Without any fear

.
And so this is Xmas

And what have we done

Another year over

A new one just begun

And so happy Xmas

We hope you have fun

The near and the dear one

The old and the young

A very Merry Xmas

And a happy New Year

Let's hope it's a good one

Without any fear

War is over, if you want it

War is over now

.
Happy Xmas

escrito no papiro por ACCB às 22:23
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Domingo, 24 de Dezembro de 2006

____Neste Natal desejei-vos e desejo-vos : - AMIGOS!



















(foto ACCB Natal 2006 - Arv. Praça do Comércio)

UM AMIGO...

Ajuda-te
Valoriza-te
Respeita-te
Acredita em ti
Nunca te goza
Compreende-te
Nunca se ri de ti
Aceita-te como és
Eleva o teu espírito
Caminha a teu lado
Perdoa os teus erros
Admira-te no teu todo
Acalma os teus medos
Oferece-te o seu apoio
Ajuda-te a levantares-te
Diz coisas lindas sobre ti
Ama-te por aquilo que és
Explica-te o que não entendes
Diz-te tudo sobre o seu coração
Entrega-se-te incondicionalmente
Diz-te a verdade, quando precisas ouvi-la
Grita-te, se necessário quando não queres "ver" a realidade
.
FELIZ NATAL!!!


Meus Amigos.
O meu Blog, sofreu sem eu saber como, um acidente.
A postagem de Natal que aqui tinha à cabeça desapareceu como que por...feitiço.
.
Magia não foi de certeza porque tinha os vossos preciosos comentários e perdi-os.
Substituo-a por esta esperando que voltem e me deixem as vossas bonitas mensagens.
.
Um Bj do Tamanho do Mundo!!!!
E mais uma Vez que este Natal vos traga muitos AMIGOS, Verdadeiros!
.
.
Afinal há Magia!!!
.
Verifiquei que recuperei os vossos comentários!!
Foi o Pai Natal de certeza!!!

Ou quem sabe...: o Menino Jesus!
escrito no papiro por ACCB às 23:47
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (21) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 21 de Dezembro de 2006

Somos Homofóbicos?

( Monumento às relações homossexuais)

O Parecer sobre a proposta de revisão do crime de violência doméstica no Código Penal
.
Face a notícias vindas hoje a público sobre o parecer da ASJP relativo ao projecto de revisão do Código Penal, e à interpretação que alguns, distorcidamente, pretendem fazer desse documento, a Direcção Nacional entende dever prestar os seguintes esclarecimentos públicos:
(...)

E nesse âmbito técnico, o parecer da ASJP considerou, e considera, que o alargamento do conceito penal de violência doméstica à união de facto homossexual não se deveria fazer sem que a sociedade portuguesa tivesse tido a merecida oportunidade de debater previamente estas opções culturais e filosóficas reconhecidamente polémicas;Criticou-se, apenas, este voluntarismo legislativo que prescinde do debate cívico das questões polémicas e as toma, precipitadamente, como soluções consensualizadas na sociedade portuguesa;
(...)
Deixo-vos aqui a questão.
E deixo-vos algo escrito também.
________________________
(...)
Que esquecesse o quotidiano, a velocidade a que vivia, o tribunal, os processos e… porque não o mundo da Justiça?!
.
A Justiça. A dama que começa a acordar e a virar-se necessariamente ao avanço do tempo e a ser questionada pelo avanço da ciência, pelas mudanças dos costumes.
Que tem de acompanhar o Tempo e os Homens.
A Bioética coloca questões, os Homens exigem respostas.
.
A Justiça assim como não tem políticas não pode ter credos.
.
E o facto de a nossa cultura ser fundamentalmente judaico cristã, não pode impedir à justiça a abertura a outras filosofias e o pensar outras culturas, outras formas de ver de sentir e de ser.
.
Para além disso, a Constituição, a Lei Fundamental do nosso País e à qual qualquer Lei se deve vergar, não permite mais que o legislador fique parado no tempo… aguardando de forma esquecida, lembrar-se do assunto.
.
A homossexualidade por exemplo… como é tratada nos nossos tribunais? Só em sede de Código Penal quando, e muito bem, se pune a homossexualidade com menores.
.
Mas, saberemos nós Juízes o que é? Possivelmente lá teremos de recorrer rapidamente à ciência e perguntar-lhe:
- Que coisa é essa de ser homossexual?! É uma doença? É um erro cromossomático como o do cromossoma 21 e outros tantos? Ou é uma opção?… ou é um resultado do código genético?
.
Mas os nossos Juízes não se interrogam muito sobre a questão porque nos Tribunais não surgem problemas relativos a tal “tipo de seres”.
.
Está na hora de o legislador se interrogar e dar uma vista de olhos na Constituição Portuguesa e tentar perceber porque estará lá aquele artigo que fala da não descriminação também em termos sexuais.
AH Não! Mas sexo é só feminino e masculino, absolutamente definido e claramente definido. Assunto assente!Em 1981 a Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa adoptou a recomendação 924 condenando toda a discriminação legal e social contra a população homossexual.
.
O Parlamento Europeu em 1994 votou favoravelmente a "Resolution on Equal Rights for Homosexuals and Lesbians in the EC", reiterando a mesma resolução (A4-0223/96) no ano seguinte (A4-0112/97). Em 1997 a Comissão Europeia de Direitos Humanos deliberou que uma idade de consentimento diferenciada entre homo e heterossexuais constitui uma violação clara dos direitos humanos.…….
.
Importa recordar que Portugal é signatário, e já ractificou em sede parlamentar, o Tratado de Amsterdão, que, no seu artigo 13º recomenda aos estados membros que criem legislação no sentido de eliminar toda e qualquer discriminação "em razão do sexo, raça ou origem étnica, religião ou crença, idade ou orientação sexual."
.
Que esperamos então?Compreender. Abrir as mentes ao outro.
Já não estamos no século XIX em que o facto de ser homossexual era punido com pena de morte, mas continuamos a matar gente, pelo menos psicologicamente, se os impedimos de ser o que a natureza imperativamente lhes impõe.
.
Macho e fêmea não são já os únicos que “Deus criou”.É claro, no entanto, que dispondo destas duas categorias (macho e fêmea) podemos analisar o sexo do indivíduo de vários ângulos, como por exemplo: o genético ou cromossómico, o cromatínico, o endócrino, o gonádico, hormonal, o morfológico ou anatómico, o emocional, o cognitivo, o comportamental, o social e o jurídico…
.
Que leque assustador de preferências ou definições nos dá a medicina!!
:
.
Por exemplo, em relação à mudança de sexo, sendo a mesma permitida no campo da deontologia médica, não deixa de ser aceita na nossa jurisprudência e, uma amostra disso, é um Acórdão dos Tribunais Portugueses datado de 05 de Abril de 1984 estabelece que:
.I - A transsexualidade não está regulamentada na nossa ordem jurídica, havendo que tratá-la segundo a norma que o intérprete criaria se houvesse que legislar dentro do espírito do sistema.II - O respeito pela personalidade moral do indivíduo impõe o reconhecimento da mudança de sexo, ainda que voluntariamente obtida pelo próprio e a sua consagração no registo civil.No caso específico dos transgenderistas no que diz respeito à alteração do nome, os próprios podem recorrer a um processo administrativo de alteração do nome no assento de nascimento recorrendo ao art. 278 e seguintes do Código do Registo Civil.
.Ou seja, podemos concluir que, os Tribunais estão abertos à mudança e influenciam a mesma.Mas, nem sempre as opiniões jurisprudenciais coincidem, para não dizer que avançando no tempo, retrocedem no entendimento.
.Por exemplo um outro acórdão dos nossos tribunais datado de 6 de Fevereiro de 1986 diz-nos:“I - O homem que, mediante operações cirúrgicas e alterações no aspecto psicológico e social ganha a aparência e comportamento de mulher, não consegue, apesar disso, transformar-se em mulher, já que não passa a ter aptidão para engravidar ou manter relações sexuais em condições idênticas às de qualquer mulher.II - A designada mudança de sexo, por processos cirúrgicos e hormonais é cientificamente um erro e um contra-senso, pois se procura adaptar um corpo sexuado e uma função sexual normais a uma identificação errada e identidade falsa; trata-se de um psiquismo doente, deformando o corpo à doença.III - Não existe lacuna da lei na não permissão de declaração judicial de mudança de sexo, com alteração do assento de nascimento; e, mesmo que se admita que ela exista, o caso não pode ser resolvido no sentido afirmativo, por integração nos termos do Art. 10º do C. Civil, já que não pode considerar-se conforme os bons costumes a auto-mutilação e esterilização operadas.IV - O sexo constitui elemento fundamental da identidade, respeitando ao estado das pessoas, inserido, portanto, no âmbito dos direitos indisponíveis, pelo que não são conformes à ordem jurídica quaisquer actuações tendentes a alterá-lo ou desfigurá-lo.”.
:
Mas, pontos haverá mais delicados se tivermos em conta a vida em comum de dois seres do mesmo sexo que não se unem pelo casamento porque tal não lhes é permitido mas, se apoiam até à morte porque isso, ninguém lhes pode negar.
.
E que fazer em termos legislativos daquela vida construída a dois?!Daquela união de facto?
E quando em termos penais se pretende que na violência doméstica prevista no CP não estão incluídas as uniões de facto homosexuais , não estamos a ignorar a Constituição'?
É que em meu entender e como Juiz, todas as uniões de facto aí estão incluídas.
.
Regimes de bens? Não há. Sucessíveis? Eles não existem mesmo que tenham construído todo o seu património em comum.
Acompanharam o ser com quem viveram até ao último suspiro, partilharam com ele os momentos bons e os maus e também os terríveis como qualquer homem e mulher que juram amor até que a morte os separe.
Ninguém se importou com o último suspiro… E da mesma forma ninguém se vai importar com quem ficou só.Um grande passo em frente foi a Lei Nº 7/2001 de 11 de Maio que adopta medidas de protecção das uniões de facto de pessoas independentemente do sexo..Também quanto à guarda dos filhos os problemas se levantam. São filhos….
Mas,… poderá uma criança estar sujeita ao confronto com o facto de “o marido da mãe” ser uma mulher ou, “ a mulher do pai ser um homem”?!
.
O divórcio dos progenitores é já por si complicado e fonte de conflitos interiores num ser que está em formação. E uma situação como a supra referida?
.
Mas, o que realmente é verdade é que, embora todos concordemos que não devemos sujeitar uma criança ao dualismo complicado de uma relação homossexual de um dos progenitores e, aos comentários jocosos na escola e não só, a verdade é que isso acontece porque a nossa cultura, teima em virar costas e não quer estar preparada nem preparar-se nem preparar mentalidades.
.
Tal percurso passa unicamente pelo tão apregoado respeito ao próximo e à sua diferença. Começa nas escolas e no abrir da mente da opinião pública.
É também um papel político e porque não um desafio aos média?
Urge abrir-se ainda mais ao outro e também a estas diferenças do outro. Urge abanar os conceitos, agitar a experiência, espevitar a intuição, dar largas à sensibilidade e lembrar que o que parece politicamente correcto e sensato, nem sempre o é.Outros campos há em que o desconhecido amedronta e impede o avanço. Questionar é positivo. Discutir é construtivo, mas é preciso não perder tempo senão vamos perder o nosso Tempo. E o nosso tempo, é um Tempo de mudanças que não se compadece com viver o Futuro com as mentes prisioneiras no Passado.
.
A Justiça não pode viver isolada no Tempo nem do Tempo.
.
Chamam-na todos os dias a cumprir o seu dever e ela não pode negar-se a fazê-lo.
.
Ao Juiz cabe muitas e variadas vezes como intérprete, criar como se houvesse que legislar, dentro do espírito do sistema.
Mas, e porque se exerce em nome do povo, só pode ou melhor, só deve ir até onde a legitimidade democrática lho permite e, se for mais além para influenciar quem lhe confere tal legitimidade, deve fazê-lo de forma clara e esclarecedora, criadora da norma e sempre dentro do espírito do sistema.
Não pode dizer que desconhece ou não querer conhecer.
.
Os códigos do Direito não podem ignorar os códigos genéticos dos homens a quem se aplicam.
.
As técnicas da Biologia Molecular da Bio-engenharia e da Genética exigem não só a intervenção da Bioética mas a do Direito.
E o Direito não tem de ter medo destas ciências. A descodificação do genoma humano poderá trazer a todos uma esperança de futuro de vida incalculável e de curas para doenças incuráveis.
.
O aperfeiçoamento do ser humano, se feito para o bem de toda a humanidade não deve ser comparado a uma tentativa de extermínio de raças que marcou de forma horrenda o século passado.
Porque temos medo da homossexualidade?
Porque temos medo da transsexualidade?
Porque temos medo de discutir a Eutanásia?
Porque temos medo de um banco de ADN?
Será tão irracional como a resposta à pergunta:
- Porque temos medo de morrer?
Ou será que a resposta nada de irracional tem porque se limita a:
- Apenas porque temos medo do que desconhecemos.
.
Mas, à Justiça não lhe é permitido desconhecer, pelo que, à Lei não lhe é permitido ignorar.
»»»«««
.

ACCB - Escrito em 2003 e revisto hoje em 2006
escrito no papiro por ACCB às 00:13
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Terça-feira, 19 de Dezembro de 2006

...


*
A praia é também inspiração para os poetas,
como se sugere em
O Carteiro de Pablo Neruda, de Michael Radford.
É na praia que Pablo Neruda explica ao seu carteiro italiano que
para escrever poemas,
basta deambular pela areia
e as metáforas ocorrem naturalmente.
Aliás o único poema que o carteiro vai chegar a escrever
é precisamente com o som das ondas - grandes, pequenas - o vento
e as redes de pesca tristes do pai.
*
*******
Fica aqui o poema do Carteiro que o Manza teve a gentileza de deixar:
Realmente o grande, único e sintético poema nas coisas que o carteiro Mário Ruopollo escreveu, é este:
.
Número um:ondas em Cali Sotto. Pequenas.
Número dois:ondas grandes.
Número três:vento nos rochedos.
Número quatro...vento nos arbustos.
Número cinco...redes tristes do meu pai.
Número seis...o sino da igreja.
Com padre.
(Belo. Não havia notado antescomo era tudo tão belo).
Número sete...céu estrelado na ilha.
Número oito...o coração de Pablito.
.
19 Dezembro, 2006 14:44
escrito no papiro por ACCB às 15:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2006

...


Sê paciente; espera
que a palavra amadureça
e se desprenda como um fruto
ao passar o vento que a mereça.
*
Eugénio de Andrade
escrito no papiro por ACCB às 00:42
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Sábado, 16 de Dezembro de 2006

Momento (BOM) de publicidade / Open Your Eyes

Que pena... não me lembrei disto quando comprei o meu carro! ;)




escrito no papiro por ACCB às 19:48
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Corrupção

Maria José Morgado uma mulher de armas.
Haverá verba para as armas?
E vontade para as fornecer?
Quando o Director da PJ diz que já será muito bom se conseguir até ao fim do ano pagar as dividas.... será que Maria José Morgado , levará a bom porto aquilo a que se propõe?
.......................
Também aqui e aqui e já agora aqui e ainda aqui
escrito no papiro por ACCB às 18:01
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

Toda a aproximação é um conflito

Que somos todos diferentes, é um axioma da nossa naturalidade.
Só nos parecemos de longe, na proporção, portanto, em que não somos nós.
A vida é, por isso, para os indefinidos; só podem conviver os que que nunca se definem, e são, um e outro, ninguéns.
.
Cada um de nós é dois, e quando duas pessoas se encontram, se aproximam, se ligam, é raro que as quatro possam estar de acordo.
O homem que sonha em cada homem que age, se tantas vezes se malquista com o homem que age, como não se malquistará com o homem que age e o homem que sonha no Outro?
.
Somos forças porque somos vidas.
Cada um de nós tende para si próprio com escala pelos outros. Se temos por nós mesmos o respeito de nos acharmos interessantes (...)
Toda a aproximação é um conflito.
.
O outro é sempre o obstáculo para quem procura.
Só quem não procura é feliz; porque só quem não busca, encontra, visto que quem não procura já tem, e já ter, seja o que for, é ser feliz, como não pensar é a parte melhor de ser rico.


Olho para ti, dentro de mim, noiva suposta, e já nos desavimos antes de existires.
O meu hábito de sonhar claro dá-me uma noção justa da realidade.
Quem sonha de mais precisa de dar realidade ao sonho.
Quem dá realidade ao sonho tem que dar ao sonho o equilíbrio da realidade.
Quem dá ao sonho o equilíbrio da realidade, sofre da realidade de sonhar tanto como da realidade da vida e do irreal do sonho como do sentir a vida irreal.
Estou-te esperando, em devaneio, no nosso quarto com duas portas, e sonho-te vindo e no meu sonho entras até mim pela porta da direita; se, quando entras, entras pela porta da esquerda, há já uma diferença entre ti e o meu sonho.
Toda a tragédia humana está neste pequeno exemplo de como aqueles com quem pensamos nunca são aqueles em quem pensamos.

.
Fernando Pessoa, in 'O Rio da Posse'
........
escrito no papiro por ACCB às 12:38
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2006

Ora toma lá que é para aprenderes!


Nos Estados Unidos, "um tribunal da Califórnia tomou uma decisão inédita ao conceder aos bloggers os mesmos direitos dos jornalistas."
.
"Os autores de blogs têm o direito de manter a confidencialidade das suas fontes (...) "
.
Este mesmo tribunal considerou que as páginas de Internet devem ser tratadas da mesma forma que os jornais, as televisões e as rádios. (...)
A sentença assinala ainda que os direitos dos bloggers são extensíveis à protecção dos seus e-mails, chamadas telefónicas e documentos escritos".
.
[in DN, que cita a notícia do San Francisco Chronicle ]
escrito no papiro por ACCB às 12:48
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2006

Que.....

*


*
Que a palavra amor seja apagada em todos os escritos,
esquecida em todas as línguas...
Para que jamais me ouças dizer que te amo!...
.
Que a brisa te não volte a acariciar,
que a Lua não olhe mais para ti...
Para que eu não possa mais sentir ciúmes!...
.
Que o Sol não beije mais, a tua pele...
que as flores percam a sua cor e o seu perfume...
que se extinga tudo o que é belo...
Para que eu não possa dizer que toda a beleza do mundo
é um mísero detalhe cénico na divina perfeição do teu corpo!...
.
Que se calem os pássaros, os rios e o mar...
mas que não se faça silêncio...
Para que no meio dele eu não ouça a tua voz!...
.
Que se acabem as canções...
que se proíba a poesia...
Que se extingam os sonhos...
que se apaguem as estrelas...
Para que jamais te possa lembrar!...
.
Apache, Abril de 2006
*
( do Blog http://terrasdelisboa.blogspot.com/ )
escrito no papiro por ACCB às 00:04
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2006

O Poço




Cais, às vezes, afundas
em teu fosso de silêncio,
em teu abismo de orgulhosa cólera,
e mal consegues
voltar, trazendo restos
do que achaste
pelas profunduras da tua existência.
.
Meu amor, o que encontras
em teu poço fechado?
Algas, pântanos, rochas?
O que vês, de olhos cegos,
rancorosa e ferida?
.
Não acharás, amor,
no poço em que cais
o que na altura guardo para ti:
um ramo de jasmins todo orvalhado,
um beijo mais profundo que esse abismo.
Não me temas, não caias
de novo em teu rancor.
Sacode a minha palavra que te veio ferir
e deixa que ela voe pela janela aberta.
.
Ela voltará a ferir-me
sem que tu a dirijas,
porque foi carregada com um instante duro
e esse instante será desarmado em meu peito.
Radiosa me sorris
e minha boca fere.
.
Não sou um pastor doce
como em contos de fadas,
mas um lenhador que comparte contigo
terras, vento e espinhos das montanhas.
Dá-me amor, sorrie-me ajuda-me a ser bom.
Não te firas em mim, seria inútil,
não me firas a mim porque te feres.
.
Pablo Neruda
escrito no papiro por ACCB às 18:19
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas

...


Há muito tempo já que não escrevo um poema
De amor.
E é o que eu sei fazer com mais delicadeza!
A nossa natureza Lusitana
Tem essa humana Graça
Feiticeira
De tornar de cristal
A mais sentimental
E baça Bebedeira.
.
Mas ou seja que vou envelhecendo
E ninguém me deseje apaixonado,
Ou que a antiga paixão
Me mantenha calado
O coração
Num íntimo pudor,
---
Há muito tempo já que não escrevo um poema
De amor
.
Miguel Torga
escrito no papiro por ACCB às 16:49
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2006

...


Augusto Pinochet morreu no Dia Internacional dos Direitos Humanos
10.12.06
escrito no papiro por ACCB às 12:21
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Domingo, 10 de Dezembro de 2006

Mulheres tomam conta dos tribunais

"Elas são o grupo social que após o 25 de Abril melhor aproveitou a escola enquanto veículo de mobilidade social", afirma Boaventura Sousa Santos..
AH!!!! a afirmação é do "nosso conhecido Professor" Boaventura Sousa Santos e o artigo é do DN - Luís MIguel Viana
.
"O número de mulheres na magistratura portuguesa está a aumentar de forma imparável.
São, desde 2004, maioritárias nos tribunais de primeira instância e aproximam- -se já da meia centena nos tribunais da Relação"
.
Dito assim, até parece que ele está logo a anunciar uma epizootia.
.
Uma relação de quatro mulheres para cada homem - sendo que a história do CEJ mostra que elas têm uma taxa de sucesso ligeiramente superior à dos homens.
.
Aqui as coisas melhoram.
Afinal até temos ao que parece um QI superior.
Tendo em conta os ultimos estudos avançados quanto ao QI...ficamos sem saber qual deles nos dá esta vantagem!
.
Paulo Guerra, juiz- -secretário do Conselho Superior da Magistratura.
Para ele, este aumento do número de mulheres "não tem qualquer outra consequência natural senão aquela que decorre do exclusivo dom de gerar vida por parte das senhoras juízas, o que acarreta, como é óbvio, uma pausa no serviço forense (...) por licença de maternidade".
.
Coitados dos Homens.
Para além de terem um QI ao que parece ,..."diferente" do nosso, não conseguem gerar vida!!
.
Mas também não prejudicam o Estado uma vez que, não fazendo pausas no serviço para gerar vida, não provocam qualquer tipo de pausa nos Tribunais.
.
Aqui eles levam vantagem!
.
Rogério Alves, -, afirma que ninguém se deve preocupar com esta evolução - não creio que isso seja relevante para a forma como a justiça vai ser feita."
.
Ora eu também não.
Afinal a Lei a aplicar é a mesma. E não creio que a jurisprudência mude muito devido ao sexo de quem a ela dá origem.
.
Diz o conhecido professor BSS ainda sobre a jurisprudência no feminino ou no masculino : -"Uma coisa é ter uma sensibilidade diferente para as matérias, outra é esperar que essa sensibilidade se instale na nossa jurisprudência." Fazer hoje esse prognóstico seria, para ele, "pura especulação".
.
Não compreendo bem porquê...Mas fica para outro comentário.
.
António Cluny, -"Não se nota no sentido das decisões", refere. Mas é o primeiro admitir algumas vantagens femininas: "Eu acho que as mulheres são mais produtivas. Têm, em termos estatísticos, ritmos de trabalho mais constantes e mais produtivos."
.
Ora lá estamos nós, apesar da supra referida paragem no serviço judiciário a, mesmo assim, conseguir ser mais produtivas!!
.
Onde António Cluny pôs o dedo na ferida foi aqui: -"... a taxa de feminização da justiça deveria fazer pensar em diferentes formas de funcionamento dos tribunais, com horários mais adequados à maioria dos seus trabalhadores (trabalhadoras, neste caso) e aos papéis familiares que estas desempenham."
.
CLARO!!Que isto de ser mulher, não é para todos!
É mesmo só para elas.
Ou seja, apesar de ninguém se preocupar com o facto de , saídas do Tribunal ainda irmos orientar a família, enquanto os nossos colegas ficam um pouco mais porque, na maioria dos casos é chegar e jantar, que os filhos já estão com guia de marcha para o dia seguinte, nós, mulheres,.. apesar de não termos esse previlégio de horário, apesar de ninguém se preocupar que por haver mulheres há que repensar horários, ainda conseguimos ser mais oprganizadas e produtivas!!
.
E ao que eu acho mesmo graça é que é por haver mulheres na Magistratura!!
Não é por haver pais e mães e maridos e esposas e filhos e filhas!!É apenas por haver mulheres que se deve repensar o sistema!!
.
ORA!......................................
A C - diz ainda: - "Corremos o risco de ter magistrados que produzem muito papel mas que percebem pouco o que se passa à sua volta!"
.
AH! Mas isso é só porque não saem das tais cavernas!
Nem para ir para casa preparar o jantar e orientar os filhos ou levá-los ao cinema.. ou....Bem.
Hoje é domingo!Eu tenho de ir ter com os meus!
E desta vez, é o pai que reclama!!
Afinal isto tudo para dizer.. que já estamos no séc XXI.
Acordem.
Os papéis não são mais os mesmos!
Embora as mulheres continuem a ter mais papéis.
A família não tem já a figura do Pai de família.
É una com elementos independentes, com iguais direitos e deveres.
Funções diferentes sim, mas direitos e deveres iguais.
O sistema tem de mudar não é por haver mulheres na Magistratura, embora eu acredite que mudará, por haver mulheres na magistratura.
.
Ai as Juízas.. que apesar de provocarem as tais paragens no sistema judiciário, dão origem à Vida e ainda a orientam dentro e fora dos Tribunais!!!
.
Bem, vou sair de fininho, porque aposto que agora vem aí confusão.
Até breve.
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 16:18
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (12) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 8 de Dezembro de 2006

Pedido de Ajuda de uma Mãe AFLITA!!!!


-
Alguém por acaso me sabe dizer o que é :
*
ADVÉRBIO DISJUNTO RESTRITIVO DA VERDADE DA ASSERÇÃO?
*
*
Sabem o que é a TLEBS ?
(aviso: - Não tem nada que ver com a doença das vacas loucas!)
____
escrito no papiro por ACCB às 13:08
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (16) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 6 de Dezembro de 2006

Os 3 segredos de Putin



Putin, que só o pronunciar mal o nome, já pode provocar um incidente diplomático, já tem mais um mistério em mãos.
.
Na verdade, para mim: - e vão 3.
O primeiro: Porque motivo " afundou " o Kursk;
O segundo: quem matou Anna Politkóvskaya;
O terceiro: como morreu Alexander Litvinenko.
.
Claro que não só de 3 segredos está o País de Putin cheio, é evidente que é um país de segredos e segredos secretos...
Mas estes três "deram muito nas vistas".
.
Num artigo escrito por si, Vladimir Putin diz-nos :
" A união Europeia não deve ter medo da Rússia".
.
E eu pergunto-me: - Porque havia a União Europeia de ter medo da Rússia.
Que anda a Rússia, há tanto tempo, a "equilibrar" com quem?
.
Diz Putin no seu artigo :" As nossas posições quanto às questões de segurança internacional têm muito em comum."
E refere-se à não proliferação nuclear, e refere o dossier nuclear iraniano.
( Curioso se pensarmos que constou que a Rússia estava a construir uma Usina nuclear no Irão!)
.
E refere-se à igualdade de Direitos e à garantia desta igualdade para todos os habitantes da União Europeia, seja qual for a sua etnia ou religião.
(Curioso tendo em conta a carta escrita pelo espião russo antes de morrer e as publicações da jornalista).
.
Com um toque de superioridade e de distanciamento que lhe vem do frio, Putin, vai ditando as suas regras de relacionamento como alguém intocável pela sua perfeição, pela certeza de que não peca, quem não erra ... que sabe que passo dar a seguir, mesmo que para isso tenha de tirar alguém do seu caminho.
.
O que é certo é que o Kursk era um submarino nuclear.
Tinha apenas 5 anos e, segundo dizem era uma das melhores peças do arsenal bélico russo.
Era o quartel general da frota naval russa e estava vocacionado para atacar porta aviões.
A sua habilidade estendia-se ainda a poder lançar ogivas nucleares a uma distancia de 500 Km.
.
O Kursk afundou como sabem durante uma operação no mar de Barens.
A Nato estava de olho neste local.
Porque seria?E demorou muito tempo a vir à superfície... e aceitaram ajuda, ajuda preciosa muito tarde....E fala-se de uma explosão no interior do submarino...
Que se estava a ensaiar no Mar de Barens?
.
Já ouviram falar da Guerra das estrelas por certo.
É uma espécie de actuação militar que não só permite atacar alvos terrestres a partir do espaço como destruir armamento a partir da terra e do mundo submarino.
.
O dominio do Espectro total não é uma falsa questão, é uma ambição americana.
E não se esqueçam dos acordos assinados entre os EUA e a Rússia.
.
Já repararam que os EUA são a única nação que não quer negociar ou ceder quanto ao domínio do espaço exterior? - ( Reuters em Fevereiro; isto foi igualmente relatado em Desert News Salt Lake City)".
.
E já repararam que a Rússia se aproximou da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte) , aliança liderada pelos EUA e que passou a integrar na qualidade de observadora.
.
Já repararam que Putin e Bush assinaram um tratado de armas prevendo a desactivação, pelos dois lados, de dois terços de seus arsenais nucleares até 2012.
Que “equilíbrio” é este?
.
E a ser um equilíbrio porque fala Putin de interesses comuns, nomeadamente no que respeita a armamento nuclear, com a UE?
.
Engraçado que agora aconteçam situações como a do antigo coronel do KGB Alexander Litvinenko e da Jornalista Anna Politkóvskaya;
.
Litvinenko acredita que foi envenenado no dia 1 de Novembro, numa altura em que investigava a morte da jornalista russa Anna Politkovskaya, também ela uma crítica da presidência de Vladimir Putin.
Antes da sua morte, o russo fez acusações a Moscovo relativas ao assassinato da jornalista Anna Politkovskaya e terá mesmo afirmado que o seu nome faria parte de uma lista de pessoas a eliminar.
No Hospital Litvinenko revelou ter-se encontrado, num restaurante japonês em Londres, com um homem que lhe entregou documentos com os nomes dos responsáveis pela morte de Anna Politkovskaya.
Aquele investigava o governo russo. Que saberia? O homem entregou-lhe mesmo os tais nomes?
.
O livro " Blowing Up Russia" quando chega a Portugal?
Espero que por um preço mais módico que 300 €.
.
Bem, deixo-vos aqui uma pequena reflexão.
Muito curta e incompleta.
Querem explicar-me alguma coisa?
Explorar comigo alguma coisa?
É que, como eu dizia algumas postagens atrás, ficaremos sempre no tentar saber.
Sempre....
No dia em que estreou em Portugal o filme (intragável ) OO7/ Casino Royal, morreu um agente não secreto dos serviços secretos russos.
.
Há por aí algum Bond, James Bond, que desvende o caso?
.
ACCB
.
Não me expliquem a diferença entre plutónio e polónio 210. ;)
escrito no papiro por ACCB às 19:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas
Terça-feira, 5 de Dezembro de 2006

Se fosse...... era. ( Mais uma vez )

( Carlos Teixeira - Allegro - Técnica Mista sobre tela )
.
Domingo, Agosto 13, 2006

Se fosse dança era um Tango
Um passo trocado
Um abraço
Quem sabe mais apertado
e desde logo laço
para ser
depois
só compasso
.
Se fosse um livro
era crónica
de um amor adiado
Amor
para sempre
Irado
Perdido dentro
do espaço
vidrado
dentro da óptica
fechado
dentro de um laço
.
Se fosse um dia
era ontem
amanhã já não podia
porque o hoje só se vive
para quem sente
e conjuga
o verbo
do dia a dia
e de noite só comunga
o sonho
do outro dia
.
Se fosse um gesto
era mão
lábio
dedo ou olhar
era carícia
era não
ou quem sabe
o verbo
amar
.
Mas se fosse realmente
aquilo que
deveria ser
teria sempre
uma música
teria sempre
que ler
teria sempre
um sentido
uma dor
uma paixão
um gesto pequeno
um olhar
uma voz
uma razão
...::::::::::::::::::::::..............................
ACCB Junho - 2006
posted by Cleopatra Domingo, Agosto 13, 2006 1 comments links to this post
.
Esta postagem não foi alvo de comentários...Sujeito-a a nova "votação" enquanto a imaginação não vem...
escrito no papiro por ACCB às 18:37
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 4 de Dezembro de 2006

4.12.1980

***
"É matéria que compete às instâncias judiciais apreciar e eu tenho, com o Presidente da República, que manifestar a minha confiança
nas entidades judiciais do nosso pais".
.
Cavaco Silva - aqui
*
“Paixão e amor. – A paixão começa por muito fumo nos olhos. E acaba por um pouco de cinza no coração. Ilusão e amargura. O amor é coisa diferente: é um fogo que não deita fumo, nem deixa cinzas”…Tu não viveste o tempo suficiente para que isto te acontecesse …e se te aplicasse inteiramente. "
.
Lévi Guerra - Carta ao Chico - aqui
escrito no papiro por ACCB às 11:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

...


*
Hoje apetece-me fazer 3 perguntas estúpidas
*
Carlos Silvino sentiu-se mal durante o julgamento do Processo Casa Pia.
- Será Plutónio?
.
*
Os Homens gostam de conquistar. Se se sentem conquistados sufocam.
- Será Plutónio?
.
*
Alimentação nas escolas será fiscalizada por técnicos de saúde.
- Medo de Plutónio 210?
*
-
-
Desculpem...Mas... apeteceu-me.
escrito no papiro por ACCB às 09:32
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (23) | juntar aos escribas

???????????????


Um professor de filosofia entra na sala de aula, põe uma cadeira em cima da mesa e escreve no quadro:
.
"Provem-me, por escrito, que esta cadeira não existe."
.
Apressadamente, os alunos começam a escrever longas dissertações sobre o assunto.

No entanto, um dos alunos escreve apenas duas palavras numa folha de papel e entrega-a ao professor...
.
Este, quando a recebe, não conteve um largo sorriso depois de ler:
.
"Qual cadeira?"
.
Moral da história: Ser inteligente é ter simplicidade para resolver questões!
*****************
,,,,
...................
Puxa uma cadeira e senta-te no chão.
Do chão, olha a cadeira:
pernas - assento - espaldar.
Olha, depois:
As pernas - sem o assento, sem o espaldar.
O assento - sem o espaldar, sem as pernas.
O espaldar - sem as pernas, sem o assento.
*
(...)ALEXANDRE O ' NEILL - CADEIRA, A SACA DE ORELHAS.
tags:
escrito no papiro por ACCB às 00:35
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Domingo, 3 de Dezembro de 2006

Irresistível - é meio dia


Ai...
Não posso mais.
Não consigo manter-me longe deste vício. Nem que venham dizer-me que o Juiz está sujeito a certos constrangimentos sociais.
Não posso.
Não consigo.
Não posso deixar o Cleopatramoon morrer.
Quero lá saber.
Eu sou mesmo assim....................

Meio dia. É o meio dia a hora mágica de todos os encontros.
É o que dizem os que acreditam nestas coisas.
E eu, estou irresistívelmente de volta
Há uns dias que não faço postagens, mas isso tem-me custado nem eu sei o quê....
Nos primeiros dias, foi bom. ( Foi?)
Bem, eu não consigo manter-me longe desta coisa que se chama Blog e é um bocadinho de mim....
Afinal como ficar longe de mim?
Já estou como o poeta...
Pois volto . Aturem-me, critiquem-me, comentem-me...
.
Tenho vontade de comentar tudo.
De opinar sobre tudo.
Venho agora do Blog do Anónimo. E que vontade me deu de voltar ao meu....
Não posso ficar a ver passar...
Até já.
.
ACCB
escrito no papiro por ACCB às 12:02
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (20) | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

últimos papiros

Dois Epigramas

Partimos cada dia...........

Dia 11.11.2017

A rectidão das linhas

Para ser Perfeito

Miró

Caminhos

Paris , o pintor de rua e...

O temporal esta noite.......

Para ti

Engolir o Universo

Para o raio que os partis...

Eu sou a tempestade

fotos antigas a 3 de Junh...

Depus a Máscara

Fundamento

Berlim

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro 2014 9 Jane...

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016 - 58 an...

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

favoritos

Eu sou a tempestade

Desiderata

Choveu

Pássaros

Aquele traço de escrita

Pai

Amanhã Hoje é dia da Cria...

Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds