Terça-feira, 28 de Fevereiro de 2006

Hoje apetecia-me


Tarde em Itapoã
.
by Vinícius de Moraes e Toquinho
.
Um velho calção de banho
o dia prá vadiar
um mar que não tem tamanho um arco-íris no ar.
Depois da praça Caymi sentir preguiça no corpo
e numa esteira de vim
e beber uma água de côco.
.
É bom... passar uma tarde em Itapoã
ao sol que arde em Itapoã
ouvir o mar de Itapoã
falar de amor em Itapoã.
Enquanto o mar inaugura
um verde novinho em folha
argumentar com doçura
com uma cachaça de rolha.
E com o olhar esquecido
no encontro de céu e mar
bem devagar e sentindo
a terra toda rodar.
.
Depois sentir o arrepio
do vento que a noite traz e o diz-que-diz macio
que brota dos coqueirais.
E nos espaços serenos
sem ontem nem amanhã
dormir nos braços morenos
da lua de Itapoã.

***************
tags:
escrito no papiro por ACCB às 09:53
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas

Levantar cedo depois de deitar tarde é o que dá!



.
Alguns - quer dizer nem todos.
Nem a maioria de todos, mas a minoria.
Excluindo escolas, onde se deve
e os próprios poetas,
serão talvez dois em mil.
.
Gostam - mas também se gosta de canja de massa,
gosta-se da lisonja e da cor azul,
gosta-se de um velho cachecol,
gosta-se de levar a sua avante,
gosta-se de fazer festas a um cão.
.
De poesia - mas o que é a poesia?
Algumas respostas vagas
já foram dadas,
mas eu não sei e não sei, e a isso me agarro
como a um corrimão providencial.
.
Wislawa Szymborska, Alguns gostam de poesia. Antologia

.

.

escrito no papiro por ACCB às 09:13
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas
Sábado, 25 de Fevereiro de 2006

Para reflectir a propósito de 14 miúdos e 1 homicídio

( Passeios - Foto de Diamantino Alves)

***
**
*
Como diz Jacques Salomé diplomado em psicologia social e formador em comunicação:
_
" O corpo e o imaginário vão transportar a marca das feridas afectivas durante muito,
muito tempo."
***
escrito no papiro por ACCB às 16:32
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (8) | juntar aos escribas

Wireless

ACCB - 2005 - Outubro - Copyright



No Blog do nahar - http://jogodepalavra.blogspot.com/"explica-se" o que é a oração.....
-
Estou sentada em frente a um ecrã de PC.
.
Não é o local mais apropriado para fazer oração...
.
Mas, se estiver atenta...
.
Deus anda por aí...
Subtilmente....
.
É que ele já utiliza wireless há milhõs e triliões de infinitos anos!!!


:::::::::::::::::::::: Boa Noite! Sonhem com os anjos se acreditarem que existem!
escrito no papiro por ACCB às 00:24
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 24 de Fevereiro de 2006

paratisomente

*

in - http://paratisomente.blogspot.com/
Encontrei num Blog duma amiga virtual... que aqui vem espreitar.... devagarinho de vez enquando...achei muito bonito...simplesmente porque é bonito.
E é-o,
porque é sentido.
E porque é verdade que todas as mulheres sentem falta das palavras do homem que amam...
Das que nos dizem, das que nos escrevem,... com a voz, o olhar ou apenas a presença...
*
E porque os homens não percebem nada disso!....


*

Às vezes, sinto falta
Das tuas palavras
De ouvir o som da tua voz
Tenho momentos
Em que o teu olhar não chega
E o que as tuas mãos me exprimem
Não é o suficiente
Conheço o teu Amor
Reconheço o teu desejo
Sei as tuas vontades
Porque te conheço
Mas sinto falta das tuas palavras
De ouvir o som da tua voz
Abraças-me com o teu Amor
Incendeias-me com o teu desejo
Inebrias-me com o teu cheiro
Dominas-me com a tua Paixão
Mas sinto falta das tuas palavras
De ouvir o som da tua voz...
Da tua voz...
....
posted by À flor da pele

*

escrito no papiro por ACCB às 22:20
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 23 de Fevereiro de 2006

Reler os sentimentos















Hoje sinto-me incrivelmente feliz

Não acordei com música nos ouvidos
Não estava especialmente bem disposta
Não foi o Sol de Inverno cheio de luz que me agitou
Foi sim
Um som, não de música, mas de Voz
Uma simples palavra e um sorriso nessa palavra
Um tenho saudades
Um é bom ouvir o teu sorriso
Um fazes-me bem
Um preciso de ti

E de tão cheia de tudo e de nada
Se hoje uma criança me pedisse o Universo...
Tenho a certeza de que lho daria!!!

4.10.80
1.12.04

23.2.06
ACCB copyright
escrito no papiro por ACCB às 00:18
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2006

Dedicado

Este texto mandou-mo hoje uma amiga a quem disse que tinha de aliviar os temas do meu blog.
.
Dedico-o ao PsicoDivino do Blog http://osdozemantosdalua.blogspot.com/ pela reflexão que fez antes de decidir terminar o Blog.
Pelo que escreveu sobre este Blog como gesto de gratidão.
O Amor a que se refere, o de um Homem por uma Mulher e vice versa, e que considera menos importante, é por vezes o que nos inspira a Amar os outros e a dar a quem tem menos o que lhe falta.
Por isso é Muito Importante.....
É inspirador...
Fonte de alegria e força para fazer um caminho que só existe enquanto se faz...e se for feito.
Nunca pense que é um amor egoísta.
O Amor é, disse alguém, algo que se pode dividir sem nunca perder a sua plenitude.
.


Neste mundo dual em que vivemos, a dor e a felicidade seguem a par.
Por isso, devem ser ambos os temas abordados, e concomitantemente.
.
Melhor do que eu, Allan Watts:
.
"God likes to play hide-and-seek, but because there is nothing outside God, he has no one but himself to play with.
But he gets over this difficulty by pretending that he is not himself.
This is his way of hiding from himself.
He pretends that he is you and I and all the people in the world, all the animals, all the plants, all the rocks, and all the stars.
In this way he has strange and wonderful adventures, some of which are terrible and frightening.
But these are just like bad dreams.
When the game has gone on long enough, all of us will wake up, stop pretending, and remember that we are all one single Self--the God who is all that there is and who lives for ever and ever. So we've missed the whole point, which is to dance."
.
Gentilmente enviado por Raquel Prata -
escrito no papiro por ACCB às 12:28
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2006

Também em Portugal !!!



"O Silêncio dos Inocentes"
"Todos os dias seis crianças dão entrada nas urgências dos hospitais vitimas de maus-tratos ou de negligência. Algumas dessas crianças até estão sinalizadas como crianças de risco mas a verdade é que quando o sistema de protecção dá o alerta já é tarde e muitas vezes tarde demais.
Depois quando se apuram responsabilidades punem-se os agressores e as averiguações nunca chegam aos técnicos que avaliaram as situações e entregaram as crianças nas mãos dos carrascos.
Algumas das imagens que vai ver podem ferir a sua sensibilidade mas são registos reais e brutais do Portugal do Século XXI para, por uma vez, quebrar o silêncio dos inocentes. "
2006-02-20 20:53
Violência
O silêncio dos inocentes!
Reportagem TVI
Seis crianças dão entrada por dia em hospitais vítimas de maus-tratos.
-
*
-
Quero dar hoje aqui os meus parabéns à TVI que na data do seu aniversário deu uma boa reportagem sobre os maus tratos a crianças em Portugal.
Era bom que todos os dias os olhos do nosso público dessem uma passagem por imagens como as de hoje em vez de se adoemecerem apenas com novelas cor de rosa ou programas hilariantes que por vezes deixam muito a desejar.
Estas, as imagens de hoje ficarão na nossa ideia por alguns dias.
Apenas alguns...
De qualquer forma é um grito de alerta, mais um,...
Estamos a formar os homens e as mulheres do amanhã... se deixarmos que lá cheguem!
Parabéns TVI, não pelo aniversário, mas pela reportagem!
....
escrito no papiro por ACCB às 23:57
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (13) | juntar aos escribas

Previsão Meteorológica Judicial


Nas férias judiciais não são esperadas perturbações nem anormalidades !

Na verdade prevê-se uma enorme chuva de Juízes para validar nuvens de prisões ou para assinar alguns mandados de soltura de presos que queiram gozar do Sol da Caparica ou de Carcavelos ou sítios semelhantes por este ou outro país fora.
.
Todo o serviço dos Tribunais soprará moderado do quadrante norte ou sul conforme o Vento.
.
Prevê-se alguma brisa maritima que amolecerá as folhas processuais, prazos processuais ou outros que tais.
.

O SOl brilhará em especial nos 15 a 20 dias imediatamente antes e depois das férias e apesar das grandes abertas, prevêem-se também chuvas torrencias de julgamentos que terão que ser adiados por impossibilidade de constituição de colectivos.
.

A pressão atmosférica exercida pelo Governo sobre o Poder Judicial ou o sistema da Justiça, irá provocar uma baixa ( pressão) significativa para o seu desempenho.
.

Estas alterações provocarão deslocações de marcações de audiências mais para a frente, o que estará na origem de algumas movimentações significativas de datas que como sabemos e, pelo que conhecemos de tsunamis, poderão levar a uma enorme carga tectónica e produzirão alguns abalos.
.
Esperemos que as coisas melhorem com o degelo.... o que contudo não é suposto!
.
ACCB - copyright
tags:
escrito no papiro por ACCB às 18:12
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (17) | juntar aos escribas
Domingo, 19 de Fevereiro de 2006

Não resisti

O ESTUDO... OU NADA!
.
- Ó Silva...- Senhor ministro...
- Tenho aqui alguns assuntos para estudo... temos assessores disponíveis?
- Estão cá o Asdrúbal e a Umbelina, senhor ministro.
- Muito bem. O Asdrúbal que veja aquela situação das jantes especiais para os meus automóveis; e a Umbelina que trate de conseguir a substituição dos sofás do meu gabinete...
-É tudo, senhor ministro?
- Não. Incumba o Aniceto de elaborar um estudo... mas que pareça um estudo prévio e que pareça credível... segundo o qual a redução das férias judiciais nos Tribunais iria gerar um aumento de produtividade da ordem dos 10%.
- ! Mas... ó senhor ministro, o Aniceto é... porteiro...!
- E então? O estudo é para juízes...
::::
posted by xavier ieri in Blog excêntrico
escrito no papiro por ACCB às 23:48
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Visto de um outro prisma

( tirado da net)



1.A criança,
Toda a criança.
Seja de que raça for,
Seja negra, branca, vermelha, amarela,
Seja rapariga ou rapaz.
Fale que língua falar,
Acredite no que acreditar,
Pense o que pensar,
Tenha nascido seja onde for,
Ela tem direito...
.
2....A ser para o homem a
Razão primeira da sua luta.
O homem vai proteger a criança
Com leis, ternura, cuidados
Que a tornem livre, feliz,
Pois só é livre, feliz
Quem pode deixar crescer
Um corpo são,
Quem pode deixar descobrir
Livremente
O coração
E o pensamento.
Este nascer e crescer e viver assim
Chama-se dignidade.
E em dignidade vamos
Querer que a criança
Nasça,
Cresça,
Viva...
.
3....E a criança nasce
E deve ter um nome
Que seja o sinal dessa dignidade.
Ao Sol chamamos Sol
E à Vida chamamos Vida.
Uma criança terá o seu nome também.
E ela nasce numa terra determinada
Que a deve proteger.
Chamemos-lhe Pátria a essa terra,
Mas chamemos-lhe antes
Mundo...
.
4....E nesse Mundo ela vai crescer:
Já sua mãe teve o direito
A toda a assistência que assegura um nascer perfeito.
E, depois, a criança nascida,
Depois da hora radial do parto,
A criança deverá receber
Amor,
Alimentação,
Casa,
Cuidados médicos,
O amor sereno de mãe e pai.
Ela vai poder
Rir,
Brincar,
Crescer,
Aprender a ser feliz...
.
5....Mas há crianças que nascem diferentes
E tudo devemos fazer para que isto não aconteça.
Vamos dar a essas crianças um amor maior ainda.
.
6.E a criança nasceu
E vai desabrochar como
Uma flor,
Uma árvore,
Um pássaro,
EUma flor,
Uma árvore,
Um pássaro
Precisam de amor – a seiva da terra, a luz do Sol.
De quanto amor a criança não precisará?
De quanta segurança?
Os pais e todo o Mundo que rodeia a criança
Vão participar na aventura
De uma vida que nasceu.
Maravilhosa aventura!
Mas se a criança não tem família?
Ela tê-la-á, sempre: numa sociedade justa
Todos serão sua família.
Nunca mais haverá uma criança só,
Infância nunca será solidão.
.
7.E a criança vai aprender a crescer.
Todos temos de a ajudar!
Todos!
Os pais, a escola, todos nós!
E vamos ajudá-la a descobrir-se a si própria
E os outros.
Descobrir o seu mundo,
A sua força,
O seu amor,
Ela vai aprender a viver
Com ela própria
E com os outros:
Vai aprender a fraternidade,
A fazer fraternidade.
Isto chama-se educar:
Saber isto é aprender a ensinar.
.
8.Em situação de perigo
A criança, mais do que nunca,
Está sempre em primeiro lugar...
Será o Sol que não se apaga
Com o nosso medo,
Com a nossa indiferença:
A criança apaga, por si só,
Medo e indiferença das nossas frontes...
.
9.A criança é um mundo
Precioso
Raro.
Que ninguém a roube,
A negoceie,
A explore
Sob qualquer pretexto.
Que ninguém se aproveite
Do trabalho da criança
Para seu próprio proveito.
São livres e frágeis as suas mãos,
Hoje:
Se as não magoarmos
Elas poderão continuar
Livres
E ser a força do Mundo
Mesmo que frágeis continuem...
.
10.A criança deve ser respeitada
Em suma,
Na dignidade do seu nascer,
Do seu crescer,
Do seu viver.
Quem amar verdadeiramente a criança
Não poderá deixar de ser fraterno:
Uma criança não conhece fronteiras,
Nem raças,
Nem classes sociais:
Ela é o sinal mais vivo do amor,
Embora, por vezes, nos possa parecer cruel.
Frágil e forte, ao mesmo tempo,
Ela é sempre a mão da própria vida
Que se nos estende,
Nos segura
E nos diz:
Sê digno de viver!
Olha em frente!
*
+
****
Matilde Rosa Araújo
escrito no papiro por ACCB às 18:10
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas

Convenção Direitos Crianças explicada ás mesmas

*


Artigo 1 - Todas as pessoas com menos de 18 anos têm todos os direitos escritos na Convenção.
.
Artigo 2 - Tens todos esses direitos seja qual for a tua raça, sexo língua ou religião. Não importa o país onde nasceste, se tens alguma deficiência, se és rico ou pobre.
.
Artigo 3 - Quando um adulto tem qualquer laço familiar ou responsabilidade sobre uma criança, deverá fazer o que for melhor para ela.
....
Artigo 6 - Toda a gente deve reconhecer que tens direito à vida.
.
Artigo 7 - Tens direito a um nome e a ser registado, quer dizer, o teu nome, o dos teus pais e adata em que nasceste devem ser registados. Tens direito a uma nacionalidade e o direito de conheceres e seres educado pelos teus pais.
.
Artigo 9 - Não deves ser separado dos teus pais, excepto se for para o teu próprio bem, como por exemplo, no caso dos teus pais te mal-tratarem ou não cuidarem de ti. Se decidirem separar-se, tens de ficar a viver com um deles, mas tens o direito de contactar com os dois.
.
Artigo 10 - Se tu e os teus pais viverem em países diferentes, tens direito a voltar para junto deles.
Artigo 11 - Não deves ser raptado mas, se tal acontecer, o governo deve fazer tudo o que for possível para te libertar.
.
Artigo 12 - Quando os adultos tomam qualquer decisão que possa afectar a tua vida, tens direito a dar a tua opinião e os adultos devem ouvir seriamente o que tens a dizer.
.
Artigo 13 - Tens a descobrir coisas e dizer o que pensas através da fala, da escrita, da expressão artística, etc.,excepto se, ao fazê-lo, estiveres a interferir com os direitos dos outros.
.
Artigo 14 - Tens direito à liberdade de pensamento e a praticar a religião que quiseres. Os teus pais devem ajudar-te a compreender o que está certo e o que está errado.
.
Artigo 15 - Tens direito a reunir-te com outras pessoas e a criar grupos ou associações, desde que não violes os direitos dos outros.
.
Artigo 16 - Tens direito à privacidade. Podes ter como, por exemplo, um diário que mais ninguém tem licença para ler.
.
Artigo 17 - Tens direito a ser informado sobre o que se passa no mundo através da rádio, dos jornais, da televisão, de livros, etc. Os adultos devem ter a preocupação de que compreendes a informação que recebes.
.
Artigo 18 - Os teus pais devem educar-te, procurando fazer o que é melhor para ti.
.
Artigo 19 - Ninguém deve exercer sobre ti quaquer espécie de maus tratos. Os adultos devem proteger-te contra abusos, violência e negligência. Mesmo os teus pais não têm o direito de te maltratar.
.
Artigo 20 - Se não tiveres pais, ou se não for seguro que vivas com eles, tens direito a protecção e ajuda especiais.
.
Artigo 21 - Caso tenhas de ser adoptado, os adultos devem procurar ter o máximo de garantias de que tudo é feito da melhor maneira.
.

Artigo 22 - Se fores refugiado (se tiveres de abandonar o teu país por razões de segurança), teens direito a protecção e ajuda especiais.
.
Artigo 23 - No caso de seres deficiente, tens direito a cuidados e educação especiais, que te ajudem a crescer do mesmo modo que as outras crianças.
.
Artigo 24 - Tens direito à saúde. quer dizer que, se estiveres doente, deves ter acesso a cuidados médicos e medicamentos. Os adultos devem fazer tudo para evitar que as crianças adoeçam, dando-lhes uma alimentação conveniente e cuidando bem delas.
. ...
Artigo 27 - Tens direito a um nível de vida digno. Quer dizer que os teus pais devem procurar que não falte comida, roupa, casa, etc. Se os pais não tiverem meios suficientes para estas despesas, o governo deve ajudar.
.
Artigo 28 - Tens direito à educação. O ensino básico deve ser gratuito e não deves deixar de ir à escola. Também deves ter possibilidade de frequentar o ensino secundário.
.
Artigo 29 - A educação tem como objectivo desenvolver a tua personalidade, talentos e aptidões mentais e físicas. A educação deve também, prepara-te para seres um cidadão informado, autónomo, responsável, tolerante e respeitador dos direitos dos outros.
.
Artigo 30 - Se pertenceres a uma minoria, tens o direito de viver de acordo com a tua cultura, praticar a tua religião e falar a tua própria língua.
.
Artigo 31 - Tens direito a brincar.
.
Artigo 32 - Tens direito a protecção contra a exploração económica, ou seja, não deves trabalhar em condições ou locais que ponham em risco a tua saúde ou a tua educação. A lei portuguesa diz que nenhuma criança com menos de 16 anos deve estar empregada.
.
Artigo 33 - Tens direito a ser protegido contra o consumo e tráfigo de droga.
.
Artigo 34 - Tens direito de ser protegido contra abusos sexuais. Quer dizer que ninguém pode fazer nada ao teu corpo como, por exemplo, tocar-te, tirar-te fotográfias contra a tua vontade ou obrigar-te a dizer ou fazer coisas que não queres.
.
Artigo 35 - Ninguém te pode raptar ou vender.
.....
Artigo 37 - Não deverás ser preso, excepto como medida de último recurso e, nesse caso, tens direito a cuidados próprios para a tua idade e visitas regulares da tua família.
.
Artigo 38 - Tens direito a protecção em situação de guerra.
.
Artigo 39 - Uma criança vítima de maus tratos ou negligência, numa guerra ou em qualquer outra circunstância, tem direito a protecção e cuidados especiais.
.
Artigo 40 - Se fores acusado de ter cometido algum crime, tens direito a defender-te. No tribunal, a polícia, os advogados e os juízes devem tratar-te com respeito e procurar que compreendas o que se está a passar contigo.
.
Artigo 42 - Todos os adultos e crianças devem conhecer a Convenção sobre os Direitos da Criança. Tens direito a compreender os teus direitos e os adultos também.
*
_
-
**
(Assinada por Portugal a 26 de Janeiro de 1990 e aprovada para ratificação pela Resolução da Assembleia da República n.º 20/90, de 12 de Setembro. Ratificada pelo Decreto do Presidente da República n.º 49/90, da mesma data. Ambos os documentos se encontram publicados no Diário da República, I Série A, n.º 211/90. O instrumento de ratificação foi depositado junto do Secretário-Geral das Nações Unidas a 21 de Setembro de 1990)
-----

A CDC não é apenas uma declaração de princípios gerais; quando ratificada, representa um vínculo juridíco para os Estados que a ela aderem, os quais devem adequar as normas de Direito interno às da Convenção, para a promoção e protecção eficaz dos direitos e Liberdades nela consagrados.

Este tratado internacional é um importante instrumento legal devido ao seu carácter universal e tembém pelo facto de ter sido ratificado pela quase totalidade dos Estados do mundo (192).
Apenas dois países, os Estados Unidos da América e a Somália, ainda não ratificaram a Convenção sobre os Direitos da Criança.
A Convenção assenta em quatro pilares fundamentais que estão relacionados com todos os outrosdireitos das crianças:
• a não discriminação, que significa que todas as crianças têm o direito de desenvolver todo o seu potencial –todas as crianças, em todas as circunstâncias, em qualquer momento, em qualquer parte do mundo.
.
• o interesse superior da criança deve ser uma consideração prioritária em todas as acções e decisões quelhe digam respeito.• a sobrevivência e desenvolvimento sublinha a importância vital da garantia de acesso a serviços básicos eà igualdade de oportunidades para que as crianças possam desenvolver-se plenamente.
.
• a opinião da criança que significa que a voz das crianças deve ser ouvida e tida em conta em todos os assuntosque se relacionem com os seus direitos.A Convenção contém 54 artigos, que podem ser divididos em quatro categorias de direitos:
.
• os direitos à sobrevivência (ex. o direito a cuidados adequados)• os direitos relativos ao desenvolvimento (ex. o direito à educação)• os direitos relativos à protecção (ex. o direito de ser protegida contra a exploração)• os direitos de participação (ex. o direito de exprimir a sua própria opinião)
......
Depois disto, se poderem, façam o favor de ser felizes!
escrito no papiro por ACCB às 18:10
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Deixo-vos o Contacto em Portugal












Deixo-vos o contacto em Portugal.

Contacto Unicef em Portugal
Country Web Site: http://www.unicef.pt/
Lisboa
National Committee
Mail address

Av. Antonio Augusto De Aguiar56 - 3° Esq.1069-115 LisboaPortugal
Visitors' address

Av. Antonio Augusto De Aguiar56 - 3° Esq.1069-115 LisboaPortugal
Telephone

Country code
351
City code
21

317.7500
Facsimile

(351.21) 354.7913
Email

info@unicef.pt


OK este mês tentei abanar algumas cabecinhas de bloguistas. Vejo que o objectivo até foi conseguido.
Surgiram sugestões, algumas e vontades, muitas.
Também penso que podemos fazer muito.
E muito é mais do que fazemos.
Comparado com o que fazemos, qualquer coisa será muito.
Mas podemos começar por aqui.... pelo nosso cantinho.
Também podemos enviar "qualquer coisa" para as Nações Unidas.
Afinal somos cidadãos de um Mundo que é nosso.

..

PROTECÇÃO DE MENORES
Portugal tem cerca de 100 mil crianças em risco
O director do Refúgio Aboim Ascensão estima que existam em Portugal cerca de 100 mil crianças em risco. Luís Villas-Boas, que falava quarta-feira num Encontro sobre Abuso Sexual de Crianças e Jovens, no Seixal, alertou para a necessidade de uma actuação precoce que evite vítimas todos os dias e de mais investimento do Estado na criação de estruturas de acolhimento temporário. «Faltam cerca de três mil camas de acolhimento para crianças dos 0 aos cinco anos e só em Lisboa faltam 300 camas», disse, acrescentado que enquanto este problema não for resolvido não se pode falar em protecção de crianças em Portugal.
.
Segundo Luis Villas-Boas, custa muito menos ao Estado criar estas estruturas temporárias, que visam depois a reinserção das crianças na sua família ou numa família de adopção, do que manter uma criança numa instituição.
.
«É muito mais barato o apoio a uma família do que pagar centenas de contos por mês para uma criança estar depositada anos numa instituição. Temos uma necessidade urgente de desinstitucionalizar e criar unidades precoces de apoio», disse.
.
O responsável pelo Refúgio Aboim Ascensão, instituição particular de solidariedade social sedeada no Algarve e com vagas para 95 crianças em risco dos 0 aos cinco anos, contesta a institucionalização das crianças por considerar que todas devem ter direito a uma família, a um pai ou a uma mãe. «Portugal não tem de ter filhos das obras. Tem de ter filhos do pai e da mãe, ou só de um pai ou só de uma mãe. E se um pai ou uma mãe não tem capacidade existem tribunais que decidem e outras famílias que fazem filas porque querem adoptar uma criança», disse.Fonte: Visão Online
27 de Janeiro 2006
Com estas há muitas mais.
P ex: AMURT Portugal
Auxílio a Desastres • Desenvolvimento Sustentável • Serviço Comunitário
Entrada Notícias Doações Colabore Fotos Quem somos AMURT Internacional
escrito no papiro por ACCB às 06:02
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas

CONSULTEM

http://ponteeuropa.blogspot.com/
Vejam os comentários à postagem de Segunda feira 13 de Fevereiro.
escrito no papiro por ACCB às 00:33
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Sábado, 18 de Fevereiro de 2006

....Mas as crianças senhor....

*
_
*
-
*
*
*
*
( para pensar )
Artigos relacionados:
Porto: comissão de menores já tem carro
Menores: MP admite que tem falhado no acompanhamento
Comissões de menores reforçadas até Julho
Gang de menores apanhado no Porto
Brasil: detida quadrilha suspeita de traficar crianças
«Comissões de menores precisam de apoio»
Mais vagas para crianças em risco
Crianças também se suicidam
Polícias acusados de não querer saber de menores
Menores: pobreza e desemprego potenciam maus tratos
Crianças: 19 acidentes e 200 vítimas
Viseu: bebé em perigo retirado aos pais
Menores: maus tratos investigados
Informações só com cunhas
Portuguesa arrisca prisão perpétua
Menores: um quinto dos abusadores são os pais
Cem mil crianças em perigo
Menores: lei obriga hospitais a colaborar com comissões
Pai com 25 filhos é mau exemplo
Menores: técnicos sem condições de trabalho
Menores: técnicos têm medo
Comissões de Menores sem profissionais em 2007
Comissões de Menores denunciam falta de apoio a mães
RU: menores podem abortar sem autorização dos pais
Crianças ainda compram tabaco
Jerónimo congratula-se «com reforço» da protecção de menores
Espanha: 33 detidos em operação contra pedofilia
Cinco mil internados por agressões
«Antes das comissões morria quase uma criança por semana»
Menores: reforço das comissões com 140 técnicos atrasado
Mais sete mil processos de menores ficam pendentes
Mais dinheiro para protecção de menores
14 mil crianças negligenciadas pelos pais em cinco anos
Casa Pia: tribunal ouve jovem que acusa «Bibi»
.
.
escrito no papiro por ACCB às 00:17
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (54) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2006

Ora Vamos lá ver.....O Parlamento Europeu e as tais caricaturas...



Direitos fundamentais - 15-02-2006 - 12:54
.
Direito à liberdade de expressão e ao respeito das convicções religiosas
.
Os grupos políticos exprimiram hoje a sua opinião sobre a publicação das caricaturas de Maomé em jornais europeus, a onda de violência em países muçulmanos e o boicote comercial a mercadorias europeias.
A resolução sobre o direito à liberdade de expressão e ao respeito das convicções religiosas será votada amanhã no Parlamento.
.
Intervenção do Conselho Para Hans WINKLER, a liberdade de expressão é um pilar que a UE deve defender, mas, ao mesmo tempo, o exercício deste direito corresponde a uma responsabilidade.
.
"Responsabilidade da imprensa, não são os governos que devem dizer à imprensa o que deve publicar ou não", mas há o Estado de Direito que deve ser respeitado.
.
O representante do Conselho pensa que a Turquia pode desempenhar um papel importante na tranquilização do processo.
"Foi necessário uma luta demasiado grande para acabarmos com a censura na Europa" e não queremos pôr isto em causa, disse WINKLER.
.
Temos de transmitir aos cidadãos islâmicos que a UE respeita as suas convicções religiosas e que o diálogo deve ser continuado, mas também no respeito pelos nossos valores, como a liberdade de expressão, concluiu.
.
Intervenção da Comissão José Manuel BARROSO disse sentir um "respeito profundo" pela religião islâmica, sublinhando que as reacções violentas à publicação das caricaturas de Maomé são de uma minoria e não são aceites por todos os muçulmanos.
.
O boicote comercial às mercadorias europeias não é a maneira adequada para resolver esta questão, as relações comerciais são fundamentais para fomentar a cooperação, insistiu.
A Comissão vai continuar a dialogar com todas as partes para resolver o problema de forma pacífica.
.
"A liberdade de expressão não é negociável", depende da responsabilidade de cada indivíduo. "As opiniões expressas por indivíduos só dizem respeito a eles, não a um país ou a uma religião". Mas a liberdade de expressão também tem limites e estes devem ser respeitados.
.
BARROSO acrescentou que a liberdade religiosa também não é negociável, é um direito de cada indivíduo ver respeitadas as suas convicções.
.
É através de um "diálogo vigoroso mas pacífico" entre culturas e religiões que se deve resolver esta questão.
A violência é inimiga do diálogo.
.
Intervenção dos grupos políticos Hans-Gert POETTERING (PPE/DE, DE) pediu a todos os meios de comunicação social para acalmarem os ânimos:
.
"não devemos reagir à agressão com agressão", devemos encontrar os nossos limites na liberdade dos outros.
O líder do PPE/DE apelou a uma "abordagem construtiva".
Exprimir a indignação com a violência nunca deve ser aceite.
.
"Isto não foi espontâneo, foi organizado por regimes e devemos dizê-lo sem papas na língua".
.
Para Hans-Gert POETTERING, o diálogo não é suficiente, "temos de passar aos actos":
o líder dos populares propõe, por exemplo, a criação de uma organização de peritos em livros escolares e que a Organização da Conferência Islâmica possa ser envolvida neste processo.
.
"Quando um país da UE é atacado todos estamos a ser atacados", concluiu. "Foi chocante ver pessoas atacando embaixadas, queimando bandeiras, destruindo edifícios".
.
Poul Nyrup RASMUSSEN (PSE, DK) lembrou que a Europa tem lutado por uma coexistência pacífica com o mundo islâmico e apelou ao fim da violência.
.
Falando em nome dos socialistas, o deputado dinamarquês sublinhou também que "um ataque a um Estado-Membro é um ataque à UE no seu conjunto".
.
A história sanguinária do nosso continente mostra, no entanto, como é possível a coexistência pacífica, afirmou. Aproveitando a sua liberdade de expressão, Poul Nyrup RASMUSSEN aproveitou para criticar as caricaturas publicadas de Maomé.
.
"Não reflectem de maneira nenhuma a visão dos dinamarqueses", não queremos ofender os outros, garantiu.
.
"Chegou a altura de vozes claras e moderadas mostrarem que há outro caminho que não o extremismo".
O deputado socialista dinamarquês terminou apelando a um "diálogo reforçado" com o mundo islâmico. Um mundo globalizado "não significa eles contra nós", devemos reforçar a cooperação política e económica.
.
Para Karin RIIS-JØRGENSEN (ALDE, DK) é totalmente inaceitável a onda de violência e os boicotes que substituíram o diálogo.
.
É preciso reconhecer que "as tensões globais aumentaram os extremismos", que na Europa quer fora da Europa.
.
"Não devemos permitir que o extremismo ganhe", temos sobretudo de proteger a democracia, apelou.
.
Os muçulmanos têm o direito de se sentirem indignados, mas devem recorrer aos meios adequados.
.
A deputada dinamarquesa do grupo dos liberais apoia uma "Aliança de Civilizações", mas, quanto a um código de conduta para a imprensa, "aí temos de prestar muita atenção".
.
De acordo com Daniel Marc COHN-BENDIT (Verdes/ALE, DE), "algo que os políticos não podem e não devem fazer é encontrar limites para a liberdade de imprensa", cabe à sociedade fazê-lo.
.
"Não podemos ter um código de conduta para a imprensa, não é essa a nossa função aqui". "Há quem diga que as caricaturas são de mau gosto, mas a liberdade não tem nem bom nem mau gosto". Nenhuma sociedade se desmoronou pela liberdade, mas sim pela falta dela, declarou o líder dos Verdes.
.
COHN-BENDIT criticou algumas empresas (francesas) por dizerem "mas nós não somos dinamarquesas!" para não prejudicarem o comércio com os muçulmanos.
.
Francis WURTZ (CEUE/EVN, FR) frisou que a liberdade de expressão é uma evidência da democracia.
.
"É claro que não podemos ceder, mas a defesa destes princípios não pode justificar insultos atrás de insultos".
.
Vivemos cada vez num mundo mais pequeno e devemos conviver num ambiente de civismo planetário, apelou.
.
"São os islamistas radicais que rivalizam com a extrema-direita europeia nesta questão". O papel da Europa é construir pontes entre as civilizações.
.
Jens-Peter BONDE (IND/DEM, DK) disse que nunca cederemos quanto à liberdade de expressão nem quanto à liberdade de religião.
Porquê tanta ofensa?
.
Segundo o deputado, o Primeiro-Ministro dinamarquês recusou, e bem, assumir responsabilidades.
Há um código penal na Dinamarca e devem apurar-se responsabilidades sobre a publicação das caricaturas nos tribunais dinamarqueses.
.
BONDE também criticou o boicote comercial – "Temos de saber viver numa aldeia global. Temos de viver todos juntos neste mundo, não temos outro disponível".
.
Brian CROWLEY (UEN, IE) declarou que os media na Europa têm liberdade de fazer humor, de criticar, de caricaturar, mas não podemos reprovar as reacções dos muçulmanos que se sentiram ofendidos.
.
O Primeiro-Ministro dinamarquês disse que não iria controlar a imprensa.
.
O deputado elogia o comportamento de Rasmussen e adianta que, daqui a 50 anos, irá ser reconhecido como um dos defensores da democracia.
.
"Todos nós nos devemos sentir dinamarqueses", disse Frank VANHECKE (NI, BE). As ameaças são contra a nossa sociedade, contra o Ocidente.
.
"Todos pedem respeito, mas nós também". Devemos pedir respeito aos muçulmanos "para relativizar e não fazer finca-pé nalgumas questões".
.
Frank VANHECKE terminou dizendo que a Turquia nunca poderá ser um membro da UE enquanto houver "arrogância" e "intolerância".
************** ****************
Artigos relacionados:
Caricaturas: vários mortos na Líbia
Caricaturas: apelo à libertação dos jornalistas
Dinamarca fecha embaixada
Israelitas portugueses contra palavras de embaixador
«Liberdade de expressão é um valor fundamental»
Chefe de jornal dinamarquês defende caricaturas
Caricaturas: Sócrates apela à moderação
Caricaturas: embaixador dos EUA critica jornais
Governo repudia declarações embaixador iraniano
Caricaturas: Freitas anda «de asneira em asneira»
Caricaturas: ofendidos devem apresentar queixa
Caricaturas: criança morre em manifestação de protesto
Kentucky Fried Chicken incendiado no Paquistão
A posição insustentável do MNE
Caricaturas: CDS interpela Governo
Ministro oferece t-shirts com caricaturas de Maomé
Irão elogia Freitas do Amaral
Caricaturista alvo de ameaças de morte
Caricaturas: McDonalds e Pizza Hut atacados
Caricaturas: Há direito à blasfémia
Caricaturas: Durão apoia Dinamarca
Caricaturas: revista publica desenhos de Maomé
Áustria condena cartoons sobre holocausto
UE tem «profundo respeito» pelos muçulmanos
Futebol pode resolver conflitos religiosos?
Site iraniano publica cartoons sobre holocausto
Caricaturas: Irão nega encorajar violência. Fotos
Dinamarca: túmulos muçulmanos profanados
Britânicos são muito severos com muçulmanos
Caricaturas: Sampaio condena violência
Caricaturas: «Alguns países tiraram proveito»
Caricaturas: manifesto na internet
Caricaturas: dinamarqueses temem represálias
Caricaturas: «Não é momento para confronto»
Caricaturas: polémica pode chegar aos tribunais
Caricaturas:extrema-direita reforçada na Dinamarca
Caricaturas: directores de jornais detidos
Caricaturas: primeiros protestos em Espanha
«Dinamarqueses devem abandonar Indonésia»
escrito no papiro por ACCB às 23:58
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 13 de Fevereiro de 2006

Concerto para piano a duas mãos


Concerto para piano a duas mãos

.
Há um vitral de luz no meu olhar
Um reflexo de voz quente e doce ...
Ao longe o rio percorre um destino sem limite ou definição
E, na neblina transparente que o envolve
Desenha-se um beijo , um gesto ou um desejo

Não há tempo no tempo que passa
E a tarde avança de mãos dadas com o dia
Como se não existisse noite

Como se houvesse fogo no meu cabelo
Ou um desejo louco de te beijar....
Como se a neblina se deixasse apenas existir ao longe sobre o rio...

E, subitamente como o bater de asas de uma gaivota que passa,
Como se na voz não houvesse som ou no olhar calor,
A tarde abandona o dia, sem tempo para a neblina ou o rio. ....


PTT

.
---13.2.04

.
A neblina forte e densa beijando o rio
A voz e o olhar vidrados no horizonte,
Porém, sem vislumbrar o infinito,
Como ambos desejam
A palavra é fácil e fluente
A Voz aquece e o Olhar brilha
Com uma intensidade arrepiante
As mãos acariciam-se
Sentem a torrente sanguínea
a percorrer vertiginosamente todos os vasos
E os lábios abraçam-se de forma
sentida e sensível como se de uma
primeira vez se tratasse.
PG
......
tags:
escrito no papiro por ACCB às 20:19
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (30) | juntar aos escribas
Domingo, 12 de Fevereiro de 2006

tumulo de Nefertiti descoberto?

««««»»»»«««»»»»»»

Uma equipa de arqueólogos liderada pelo egiptólogo norte-americano Otto Schaden, da Universidade de Memphis, no estado do Tennessee, descobriu, no Vale dos Reis, perto de Luxor, no Egipto, um túmulo completo com cinco sarcófagos de madeira. É o primeiro achado do género desde 4 de Novembro de 1922, quando o britânico Howard Carter descobriu o túmulo de Tutankhamon, situado a uns escassos cinco metros...
»»»»«««««
escrito no papiro por ACCB às 20:50
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (6) | juntar aos escribas

Cartas de Guerra


*
*
Vocês já leram as cartas de guerra do António?
Do Lobo Antunes?
Confesso que é o primeiro escrito dele que consegui devorar, que li num ápice, que me deliciou...
.
Não são só cartas de guerra, nem são cartas de amor...
São cartas de um homem que nos transmite todo o seu sentir num local estranho, numa terra que não é a sua e, que, para sobreviver, se vai agarrando à única imagem que o faz feliz: a da mulher que ama e deixou em Portugal Continental.
.
Quase todo o cenário daquilo a que chamávamos o Ultramar, está naquelas cartas...
Todo o calor húmido de um clima, todo o rebentar de trovoada que cai impiedosa com água e água e água......
.
Todo o sofrimento de quem não sabe viver aquela vida, que vai aprendendo aquela civilização e que nunca se adapta a um regime militar porque a alma não lhe dá espaço...
.
E nas cartas que vai escrevendo desesperadamente todos os dias áquela que ama, porque é o único ponto de ligação com o que o faz feliz, porque é a única razão para suportar os medos nocturnos, os suplícios diurnos, os choques de civilizações mais ou menos hostis,... vai desenrolando sob os olhos do leitor um cenário de guerra que foi o dos nossos militares... um cenário de guerra que conheceu de perto ....
.
Tenho para mim que quem escreve deve fazê-lo solto de qualquer fim ou objectivo ou vontade alheia... não se escreve pelos outros, nem para os outros avaliarem..
.
Tudo o que se escreve e vem do nosso eu, naturalmente, de forma solta, sem intelectualismos literários... prende... chama,... porque despe a alma de quem escreve....
.
E as almas não são muito diferentes umas das outras...
.
Talvez por isso... devorei e voltarei a devorar este livro, todas as vezes que quiser rever um passado que não vivi a não ser nos aérogramas que chegavam a minha casa era eu uma miúda ; uma guerra de que não tinha senão o som e as imagens das mensagens de Natal dos nossos militares, enviadas pela RTP, rapazes que quase não sabiam falar português, mas partiam para um confronto militar onde se gritava "Angola é nossa!"... e não era deles... nem nossa.
.
E quando o autor escreve. "Adoro-te. repete esta palavra até ao fim do papel", é como se estivesse a dizer...
Aqui estou, por vezes doente, todos os dias, onde vejo atrocidades, tento salvar os vivos e vejo morrer os vivos e, vejo seres mutilados, e tenho medos, e caminho pelo mato a toda a hora, e levanto vôo em aviões que ameaçam cair a qualquer momento, e tenho calor, e chove, e gostam de mim, e não gostam... e tenho saudades e morro de medo de morrer de noite enquanto durmo... Não deixes de me ler... Não quero morrer ao Domingo...
.
Leiam... Não vão deixar de o ler nem a ele, nem aquilo que foi um pouco da guerra do Ultramar...
.
ACCB - copyright
.
Género: Biografia/autobiografiaIdioma: PortuguêsAno de Publicação da 1ª Edição: 2005Ano de Publicação da Edição Corrente: 2005Local de Publicação: LisboaAno de Compra: 2005Páginas: 431ISBN: 972-20-2898-7
*
escrito no papiro por ACCB às 15:45
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas
Sábado, 11 de Fevereiro de 2006

A propósito das tais caricaturas!






Não me queiram converter a convicção: sou lúcido.

Já disse: sou lúcido.
Nada de estéticas com coração: sou lúcido.
Merda! Sou lúcido.
... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ... ...
Cerca de grandes muros quem te sonhas.
(F. Pessoa


Muito querido Pessoa, saberias agora
que não basta ser lúcido, merda,
que não basta
a gente coser-se com as paredes
e cercar de grandes muros quem se sonha,
que não basta dizer
basta de provincianos!
.
(A. O'Neill )
escrito no papiro por ACCB às 01:30
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (18) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 10 de Fevereiro de 2006

Encontrei dentro da caixinha


Michael Bublé You'll Never Find Another Love

*********
You'll never find, as long as you live
Someone who loves you tender like I do

.
You'll never find, no matter where you search
Someone who cares about you the way I do

.
No, I'm not braggin' on myself, baby
Cause I'm the one who loves you
And there is no one else! No-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh no one else
(no one else)

.
You'll never find, it'll take the end of all time
Someone to understand you like I do

.
No I'm not tryin' to make you stay, baby
Cause I'm the one who loves you

.
And there is no one else! No-oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh no one else
(no one else)
(You're gonna miss my lovin')
You're gonna miss my lovin' (you're gonna miss my lovin')
You're gonna miss my lovin' (you're gonna miss my lovin')
You're gonna miss my love
Miss my love

.
You'll never find
Another love like mine

.
Someone who needs you like I do
No I'm not braggin' on myself, baby

.
But I'm the one who loves you
And there is no one else!
And there is no one else!
No oh there's just no one else

.
(You're gonna miss my lovin')
You're gonna miss my lovin' (you're gonna miss my lovin')
I'm gonna miss your lovin' (you're gonna miss my lovin')
I'm gonna miss your lovin' (you're gonna miss my lovin')


........( conhecem a música?)
tags:
escrito no papiro por ACCB às 20:04
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (27) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 9 de Fevereiro de 2006

Sonho




















.
Havia um gesto
Um gesto com cheiro a Mar
havia um desejo...
Um horizonte ao longe no olhar

Havia um pedacinho de sonho
Metamorfoseado em coral
Um gesto de saudade
Um beijo ....um cristal....
delicado, frágil, sem tempo....

Havia um sentimento doce
Sem espaço, sem momento.......
Desenhado num rascunho
de papel branco
Um amo-te, quero-te tanto....

Que faço com o sonho?
Onde guardo o coral?
Que destino dou ao papel branco
Se também te amo e te quero tanto?
..
ACCB - 9.1 - de um ano qualquer no passado ou no futuro.
escrito no papiro por ACCB às 22:09
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (5) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 8 de Fevereiro de 2006

Filipinas


*
'
"Nas Filipinas, centenas de crianças estão presas em cadeias superlotadas, na companhia de criminosos, assassinos e pedófilos.
A denúncia, feita há seis meses, levou o Governo filipino a prometer resolver o escândalo.
Mas o repórter da ITN que denunciou tudo voltou às Filipinas e descobriu que afinal continua tudo está na mesma. "
*
*
Contava-me um amigo há tempos, que fora de férias para as transparentes águas das Filipinas. Surfar nas transparentes águas das Filipinas,
apanhar sol sob o céu azul das Filipinas...
.
Falou-me de um quadro encantador para quem procura Paz, solidão merecida e sons de silêncio.
.
Cheiro de mar e natureza e luz do Sol limpida e quente...
.
De Sol Poente em conjugação plena com a floresta , o mar e a praia...
.
Confesso que fiquei a pensar, não na caça submarina ou no surf, mas na quietude do mar, no cheiro a terra limpida, na voz do silêncio que adoro por vezes à minha volta, quando necessito encontra-me ou reencontrar-me...
.
Mas hoje, depois do Jornal da noite, embora me tenha voltado à memória aquela conversa deslumbrada e deslumbrante das Filipinas, a imagem de paz azul e silêncio cristalino, foi substituída por rostos assustados e olhos sem expressão a não ser a do medo, a da raiva ou a do ódio...
.
E pior que tudo isto, em rostos de crianças...
.
Clama-se no nosso País por uma lei mais severa ou, pelo menos, menos permissiva em relação aos menores.
Na verdade, todos os dias ouvimos que menores cometem crimes que nem lembraria aos adultos cometer, porque exigem uma energia criminosa que envolve todo um perfil de atrevimento e desrespeito pelas normas que a maioria dos mais velhos já não consegue ter.
.
E pergunto-me que andamos a fazer.
Nós os que decidimos todos os dias......
Nós os que levamos os factos a decisão......
Nós os que fazemos leis para serem aplicadas.......
.....
Não há resposta... não há estruturas que suportem a criminalidade de adolescentes que crescem sózinhos, sem princípios, porque sem pai, sem mãe, sem olhos que os olhem, vozes que lhes falem, ouvidos que os escutem....
Sobrevivem, empurrados pelo tempo, pelo espaço que sobra no tempo...porque não há tempo para eles...
.
Fazem um Mundo só deles, longe de regras, onde a única regra é não haver qualquer regra...
.
Mas....
Não é o método das Filipinas o certo... nem poderia nunca ser...
Encerrar seres em formação, em cadeias, com seres formados ou deformados.... longe de tudo o que é essencial a um ser humano e ao seu crescimento equilibrado...ou menos desequilibrado....
.
E como pode a comunidade Internacional ficar calada???
.
Tanto abaixo-assinado por tanta coisa válida...
Esta não é também uma razão válida?
.
.............................Mas as crianças Senhor......................
.
ACCB - copyright
,
escrito no papiro por ACCB às 20:36
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

Um dia um amigo disse-me...



*

Haverá algo mais belo do que ter alguém com quem possa falar de todas as suas coisas como se falasse consigo mesmo?

'
Cícero

tags:
escrito no papiro por ACCB às 19:25
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (11) | juntar aos escribas
Terça-feira, 7 de Fevereiro de 2006

1981



Tantas vezes que fazemos amor ao escrever
Tantas vezes que nos beijamos
numa simples palavra
E nos desejamos a uma simples vírgula.


Tantas vezes que os meus lábios tocam os teus
entre duas letras
E os meus dedos percorrem o teu corpo
numa frase


Tantas vezes que me envolves num parágrafo
e depois me acaricias como a uma criança
numa sílaba

Fazemos amor ao escrever
o Amor mais puro de quatro letras
Beijamo-nos em cada sílaba da palavra Beijo.
e olhamo-nos nos olhos mais puros
das palavras que inventamos.

24.2.81

ACCB - copyright
escrito no papiro por ACCB às 22:47
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas

...


( Silêncio)
escrito no papiro por ACCB às 00:54
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (19) | juntar aos escribas
Segunda-feira, 6 de Fevereiro de 2006

( Personagem de um Livro)



















Acendeste um cigarro.
semicerraste os olhos floridos de Outono
e aspiraste lentamente uma fumaça
longa e pensativa...

Falaste dela, de Ela
a personagem do teu livro
e silenciaste a tua voz
partindo para sítios longínquos
e tão próximos de nós
ficaste perdido nos pensamentos...

Talvez a beijasses...
Talvez fizesses amor com ela
Talvez apenas a continuasses
a amar em silêncio...
- Importas-te? - perguntaste
- Não. - respondi.

Outubro de 1990

ACCB - copyright
tags:
escrito no papiro por ACCB às 23:20
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Sábado, 4 de Fevereiro de 2006

O Meu Boletim de Vencimento vale ouro!


Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...
Poderia começar assim esta minha "reflexão" sobre o olhar que deitei ao meu boletim de vencimento este mês.
Primeiro:
Reparei que, ao que parece, não fui mesmo aumentada.
Depois:
Reparei que sou logo à cabeça identificada com um nº de funcionário do Ministério da Justiça, com a categoria de Juiz de Tribunal de Círculo ou Equiparado e, depois, por mais duas vezes me chamam funcionária.
Em seguida, para minha enorme satisfação, reparei que, finalmente, vão começar a ser pagas as horas extraordinárias!!
.
É verdade.
Não sei se os colegas repararam, mas, no novo e arrumadinho boletim de vencimento emitido pelo MJ - Direcção geral da administração da Justiça e, não só e apenas, pelo Ministério da Justiça, boletim destes funcionários que somos nós , consta a rubrica ou observação
- HORAS EXTRAORDINÁRIAS!!
.
Maravilha das maravilhas!!!
..
Já me imagino a recebê-las...
Não chegarei ao montante do Euro milhões é certo, mas vou passar a ganhar mais que o dobro do meu vencimento...
Já viram que bom vai ser?
Não querem permitir-nos o direito a gozar 22 dias de férias seguidos, face à nova lei sobre as férias judiciais, (curiosamente ainda não regulamentada), mas podemos fazer uns dias de férias no Dubai!
.
Não podemos fazer férias intercaladas, mas podemos ter uns dias repousantes num hotel de charme...
.
Ainda andavam aí os invejosos a dizer que iamos celebrar a passagem do ano ao Castelo de Frontenac- no Canadá... TODOS! E que não regressavamos a tempo de começar a trabalhar...
.
Agora é que bem podem roer-se de Inveja!!
.
Não estão contentes???
Eu estou!!!
.
A revolução inconstitucional de funcionalização dos Juízes, digo dos funcionários em questão que somos nós, retirando-nos qualquer distinção da nossa qualidade de titulares de Órgão de Soberania, não importa!!
Se formos funcionários bem pagos, esquecemos isso em três tempos!
Que importa qual é a entidade que emite os Boletins de vencimento, digo, a nota de Abonos ou Descontos?
O que importa é que vamos ser pagos pelas horas extraordinárias!! Também.
.
Que importa que nos termos dos artigos arts. 110º e 202º da Constituição da República Portuguesa, no art. 1º da Lei de Organização e Funcionamento dos Tribunais Judiciais e nos arts. 1º e 2º da Lei nº 21/85, de 30/07, os Tribunais ainda sejam Órgãos de Soberania e os Juízes ( ainda sejam) os seus titulares....??....
.
Afinal o Ministério da Justiça, o Sr. Ministro e o Sr. Primeiro Ministro reconheceram que nós, simples funcionários da administração pública, que passaremos a ser se continuarmos adormecidos e languidamente olhando ao lado, tendo isenção de horário, trabalhamos muito para além do que nos é exigível...Fazemos horas extraordinárias.
.
Do Boletim não consta é certo as horas que fiz...
.
Mas, provavelmente , ao contrário do IRS que a partir de agora as Finanças vão ter o cuidado de preencher, nós deveremos indicar as horas extraordinárias que fazemos para "eles" completarem o boletim...
.
É que na verdade, o Srs. Ministros, que não devem ter uma Nota de Abonos e Descontos como a nossa, nem nº de funcionário, sabem que, apesar de nos termos recusado a trabalhar para além das horas de funcionamento das secretarias, só o fazemos quanto aos julgamentos, e sabem e reconhecem, que continuamos depois das audiências e pela noite dentro a trabalhar, a fazer acórdãos e sentenças, sanedores ....
.
Eles sabem!!!... Daí a inclusão da tal Observação!
.
Vou escrever uma carta sim .. e indicar o nº de horas..
Já agora, quero ver, quantos erros tem a nova Nota de Abonos e Descontos...
Há um passatempo que se chama "Veja as diferenças".
Normalmente são 7.
Aqui também são 7.
Sabem quais são??
.
ACCB - 4.2.06
---------------------------
A propósito fica aqui o
Decreto-Lei 102/2001 29 Março

A Lei Orgânica do Ministério da Justiça, aprovada pelo Decreto-Lei nº 146/2000, de 18 de Julho, consubstanciou o primeiro passo de uma reforma profunda da orgânica deste departamento governamental.
Nesse âmbito, foi prevista a extinção da Direcção-Geral dos Serviços Judiciários, sucedendo-lhe nas competências a Direcção-Geral da Administração da Justiça, serviço responsável pelo apoio ao funcionamento dos tribunais. No entanto, a sucessão de competências abrangeu igualmente as da Secretaria-Geral relativas à conservação e equipamento dos tribunais e as do Gabinete de Gestão Financeira
no que respeita ao processamento dos vencimentos dos funcionários de justiça.
Daqui resulta, pois, que a estrutura organizativa da Direcção-Geral da Administração da Justiça não pode consistir numa mera solução de continuidade face à extinta Direcção-Geral dos Serviços Judiciários. Ao invés, torna-se imperioso o reforço do aparelho organizativo, efectuado em função das competências que legalmente lhe foram atribuídas, num quadro de eficácia, eficiência e racionalização que deve nortear qualquer serviço desta natureza.
No entanto, o presente diploma orgânico assume-se igualmente como
instrumento legal de aperfeiçoamento global do serviço, com especiais preocupações ao nível das acções tendentes à modernização dos tribunais e da formação dos oficiais de justiça.
Foram observados os procedimentos decorrentes da Lei nº 23/98, de 26 de Maio.
Assim:
Nos termos da alínea a) do nº 1 do artigo 198º da Constituição, o Governo decreta o seguinte:
CAPÍTULO I Natureza e competências
Artigo 1º Natureza

A Direcção-Geral da Administração da Justiça, adiante designada, abreviadamente, por DGAJ, é o serviço da administração directa do Estado, integrado no Ministério da Justiça e dotado de autonomia administrativa, responsável pelo apoio ao funcionamento dos tribunais.

Artigo 2º Competências

1. São competências da DGAJ: a) Participar na realização de estudos tendentes à organização e modernização dos tribunais, propondo as medidas adequadas para o efeito; b) Dirigir a execução das acções de organização e modernização dos tribunais; c) Assegurar os serviços de identificação criminal e de contumazes; d) Programar e executar as acções relativas à formação, gestão e administração dos funcionários de justiça; e) Dirigir a actividade dos administradores dos tribunais; f) Colaborar com o Gabinete de Política Legislativa e Planeamento na recolha, tratamento e difusão dos elementos de informação, nomeadamente de natureza estatística relativos aos tribunais; g) Programar as necessidades de instalação dos tribunais; h) Assegurar a conservação e equipamento dos tribunais; i) Processar as remunerações dos funcionários de justiça.
2. A DGAJ actua em ligação e cooperação com as demais instituições judiciárias, designadamente o Conselho Superior da Magistratura, o Conselho Superior dos Tribunais Administrativos e Fiscais e a Procuradoria-Geral da República.
:::::::::::.....................................................
tags:
escrito no papiro por ACCB às 18:40
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (10) | juntar aos escribas
Sexta-feira, 3 de Fevereiro de 2006

...












(Johnny Ace 2002 - Rain Window)


Nos vidros ficam
reticências de chuva...verticais
brancas e luminosas
deslizam suaves por vezes rápidas

a tua recordação aviva-se
mais, com a chegada da nova estação...
Sonhei que te procurava, mas
não te encontrava mais...
Tenho saudades...

As gotas de chuva parecem
lembrar que tenho saudades
são lágrimas do Tempo
dói-lhes, também a elas,
a distância...

27.2.91

ACCB - copyright
escrito no papiro por ACCB às 23:32
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas

TU

*
( Biblioteca - Vieira da Silva)

És como um livro
A cada Página me prendes mais e mais
a cada palavra me despertas
uma ânsia de continuar

Não consigo deixar de te ler
E o prazer que sinto de ser a primeira
É incomparável à brancura de
um livro por ler.

És como um livro.
E vejo em ti o Romance inacabado
o Poema épico que ainda não li
o Policial que terei de desvendar sozinha
o Mistério que adoro resolver

Quero ler-te até ao Fim
Até não restar sequer uma palavra de ti.

17.3.81

ACCB - copyright
escrito no papiro por ACCB às 22:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

Nocturno num trompete



Um trompete chora
não sei que segredo numa melodia
triste e nocturna

...............................Há uma nota musical
na noite que envolve cada sombra
e o vento não sopra
com medo de quebrar o encanto
ou de magoar a dor daquela melodia

..............................tão triste...

7.10.80


ACCB - copyright
escrito no papiro por ACCB às 22:43
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (1) | juntar aos escribas

Separação



Separamo-nos
e vivemos com a angústia
da partida
Entrelaçada nos nossos dedos.

(13.8.80)
.
ACCB - copyright
escrito no papiro por ACCB às 22:37
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (2) | juntar aos escribas
Quinta-feira, 2 de Fevereiro de 2006

Sabor A mar



















(foto -ACCB) copy right


************
De onde me vem este desejo de (d)escrever-te
Este desejo de sentir-te e ter-te
de olhar-te ouvir-te e ler-te
tocar-te .... enlouquecer-te

de onde me nasce este fogo de beijar-te
Esta inesgotável vontade de ficar
Este querer e não querer em turbilhão
Esta tortura esta alegria
Esta paixão

Que tinta desenhou este sentir
Que lápis traçou este destino
Que pauta guardou a melodia
Dessa voz, dessas palavras ....
............desatino


Até onde me levará esta loucura
Até onde chegará o meu olhar

Que ficará depois de nós e em nós....numa procura
Uma saudade, uma presença ou um sabor AMar....

29 Abril de 2004

ACCB - copy right
escrito no papiro por ACCB às 23:59
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (4) | juntar aos escribas

O Poeta meteu baixa até 13 de Fevereiro

Manuel Alegre meteu baixa até 13 de Fevereiro.
.
O ex-candidato presidencial Manuel Alegre meteu baixa, a conselho médico, até ao dia 13 de Fevereiro, segundo a edição deste sábado do Correio da Manhã, que refere que o deputado do PS e vice-presidente da AR terá entregue o atestado médico no dia 25 de Janeiro.
.
Ao que o jornal apurou, o médico de Alegre ter-lhe-á recomendado descanso na sequência da fadiga e desgaste sentido pelo ex-candidato a Belém uma vez terminada a campanha.
.
Este sábado, contudo, o deputado-poeta deverá estar presente na reunião com a Comissão Política, coordenadores e os mandatários distritais da sua campanha.
.
O encontro, que tem por objectivo fazer o balanço das eleições, está marcado para as 15:00 no Hotel Altis, em Lisboa.
.
( Desculpem lá... Não resisti.!)
escrito no papiro por ACCB às 22:23
link do post | Escreva no Papiro | juntar aos escribas

A Nova Secreta

escrito no papiro por ACCB às 21:37
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas

Lisboa Minha Cidade



Lisboa Minha Cidade de ruas claras de tanta luz, de ruas estreitas de tanto calçada portuguesa.
Lisboa, minha cidade, com um castelo pendurado no passado e sete colinas debruçadas no futuro.
Adoro a minha cidade!
Nela dei os primeiros passos de menina e continuo a dar os passos de mulher.
Lisboa, a cidade antiga e sempre nova... a cidade deitada à beira do rio para que ele a beije, até que ela adormeça nos seus braços... ...cheia de tanta ternura...
Mas Lisboa é mais...
É um Rossio recuperado; um Chiado cheio de Natal, rua abaixo, rua acima,..
...
É a florista sentada à espera de um homem apaixonado que compre rosas para levar à mulher que lhe preenche a Vida e os pensamentos.
...
Lisboa é a criança que corre no meio dos pombos só para levantar uma nuvem de asas e sonhar que vôa com elas.
...
É a esplanada da Brasileira com o Pessoa gelado que nunca acaba a bica que ali é sempre dupla;
O Nicola cá em baixo, à espreita de quem passa e à escuta de quem entra...
...
O homem das castanhas quentes que cheiram do S. Martinho até ao Natal... e a gente não percebe se o Natal é no S. Martinho ou o S. Martinho no Natal...
...
Lisboa é o calor de Verão no empedrado da R. Augusta e os turistas a desfazerem-se, derretendo-se, liquefeitos de tanto calor...de tanto sorriso... de tanta fotografia..
É a Casa da Sorte para os que ela bafejou, cheia de papelinhos pelo chão como se fôssem restos de sonhos por realizar...
É as montras da Loja das Meias repletas de coisas caras e sem graça..
...
É a Praça do Comércio à espera do barco que chega a toda a hora e não traz quem nós queremos....
...
É O Martinho da Arcada e o Fado escondido à espera de olhos sentidos e vozes apaixonadas, num bairro velho e cansado de tanta vida, de tanta sardinheira , de tanto Santo Popular...
É a Sé, onde deixamos juras de eternidade, ou procuramos segredos escondidos na História...
...
É o Teatro, O Casino, a arte a cultura....
...
A mistura de culturas,... o emaranhado de raças e etnias que não são dela....
...
Lisboa é o Marquês que a desenhou, que traçou as suas avenidas, as suas cores, que sonhou um futuro onde hoje circulam carros a velocidades que não cabem em Lisboa, nem permitem olhá-la como merece...
....
Lisboa é a linha até Cascais , dos espiões e dos jogos de cintura de Salazar, de uma época em que aquilo a que chamaram Riviera portuguesa, era palco de avanços em fuga de príncipes duques e ilustres da sociedade europeia, mas também era bastidor de tramas internacionais livremente urdidas por entre taças de champagne e jantares quentes de verão.
A Linha de Cascais que continua a ser palco de paixões de Verão e amores maduros, espreguiçados ao Sol, em busca do Tempo Perdido.
....
Lisboa é o Tejo....não existe sem ele, nem ele existiria sem o regaço dela para descansar de horas de marés e marinheiros...
...
É a tela preferida de pintores, a luz nunca vista noutra cidade,...é mote de poetas e a voz dos cantores que lhe tecem poemas entre notas de música e lágrimas de saudade...
...
Lisboa é ...minha ... e cidade...

18.11.05 ACCB
escrito no papiro por ACCB às 00:19
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (3) | juntar aos escribas
Quarta-feira, 1 de Fevereiro de 2006

Amor


***


O amor é um crime que não se pode realizar sem cúmplice.
*
Charles Baudelaire
.
( eu diria: - sem co-autor.)
escrito no papiro por ACCB às 16:03
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (7) | juntar aos escribas

Por mote Neruda


"Posso escrever-te os versos mais tristes esta noite"
( Pablo Neruda)
_____________________________________________________

.

Dizer-te da razão do meu silêncio
Contar-te da verdade do que te não digo
.
Mas... procura-me os olhos
E não precisarei dizê-lo, nem escrevê-lo,
Nem contar-to, nem falar....
.
Posso escrever os versos mais tristes esta noite
sobre o que me fere entristece e deixa perdida
Posso dizer-te tudo e deixar tanto por dizer...
.
Posso escrever-te e nada te dizer
Porque não quero ou não consigo
Ou porque sei que não o irás ler
Ou porque temo que não o faças
.
Mas... procura-me os olhos
E não precisarei dizê-lo, nem escrevê-lo,
Nem contar-to, nem falar....
.
Posso escrever-te os versos mais tristes esta noite
Porque me sinto triste
porque as gotas de chuva lá fora
São como lágrimas nos meus olhos
.
O vento que sopra lá fora é o fogo que arde no meu peito
quanto te quero e de querer-te não te tenho
como um sopro de saudade que te leva
Um sopro de raiva que te afasta
.

Mas... procura-me os olhos
E não precisarei dizê-lo, nem escrevê-lo,
Nem contar-to, nem falar....
Porque tudo está escrito neles.

.
518 - Release Date: 28-09-2004


( foi escrito com base no poema de Pablo Neruda que começa:

"Posso escrever-te os versos mais tristes esta noite")

ACCB

escrito no papiro por ACCB às 12:00
link do post | Escreva no Papiro | ver papiros (9) | juntar aos escribas

De Perfil

Sobre mim

Sou alguém que escreve por gostar de escrever. Quem escreve não pode censurar o que cria e não pode pensar que alguém o fará. Mesmo que o pense não pode deixar que esse limite o condicione. Senão: Nada feito. Como dizia Alves Redol “ A diferença entre um escritor e um aprendiz, ou um medíocre, é que naquele nunca a paixão se faz retórica.” online

últimos papiros

Para o raio que os partis...

Eu sou a tempestade

fotos antigas a 3 de Junh...

Depus a Máscara

Fundamento

Berlim

A cadeira

Empatias

ESPLANADA

Pai

Aquele traço de escrita

Pássaros

Amigo não é nada disso

Filhos.....

Obama

A propósito de Trump

Choveu

Desiderata

8 de janeiro de 2014

Um texto que dá que pensa...

Para Fazer o Retrato de u...

Poema pouco original do m...

Poema de Jenny Londoño

Tons de escrita

Super Lua

No dia 11.11.2016

10.11.2016

"May be ...... the price ...

Não peças a quem pediu

Noite....

....contemplação....

Como é um alentejano?

Que se dane a regra e o p...

Sílaba súbita

É nos olhos....

Papéis velhos...

Papel em branco.....

. A escrever qualquer coi...

Linhas...

Chuva de lua cheia

Inércia

Adeus Meu Amigo

Esta força que ninguém po...

Portugal/França

Dois homens à beira rio

Paris En Colère

Paris Je T'aime

El embrujo de la guitarra...

A Hora de ser livre

O outro lado da rua

papiros em biblioteca

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Julho 2016

Março 2016

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Fevereiro 2015

Dezembro 2014

Outubro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outros Papiros

licensecreativecommons

Licença Creative Commons
A obra Cleopatramoon de Cleopatramoon Blogue foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não-Comercial - Partilha nos Mesmos Termos 3.0 Não Adaptada.
Com base na obra disponível em cleopatramoon.blogs.sapo.pt.

Outros Papiros

Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

subscrever feeds